31 de ago de 2009


Moisés Diniz

Quanto texto, conferência, dissertação, opinião, tinta, tipografia, hemorragia de letras e quanto verbo acerca da necessidade de manter preservada a floresta. Só a quantidade de celulose utilizada em bilhões de páginas de papel, escritas sobre o assunto, reporia 2% da floresta devastada do planeta. E ninguém sugere que olhemos para as nossas origens na floresta, após a nossa longa, fria e tenebrosa passagem pelas águas.

Temos um medo abissal de olhar para as extremidades de nossos dedos e descobrir que, durante quase um século de milhões de anos, resistimos nas árvores. Nossas garras, que depois se transformaram em mãos, guardaram as marcas digitalizadas das cascas das árvores. Quando vamos retirar a nossa carteira de identidade, o nosso polegar denuncia a nossa origem animal e as marcas indeléveis que ficaram do tempo inestimável de nossa vida braquiadora na floresta.

Viemos de uma resistência biológica e ecológica de milhões de anos. Nossos antepassados, esgotado o período de especiação, estão na floresta a nos lembrar que a única coisa que nos separa dos mamíferos inferiores é a palavra e o raciocínio lógico. Isso já basta para entendermos que entre nós e os mamíferos inferiores deve existir uma cumplicidade que não deixa de ser gratidão.

Além de termos vindo de lá, a partir da evolução das espécies, nos alimentamos de sua carne e de seus frutos. Mesmo os animais domesticados um dia viveram na floresta. A partir das florestas ocupamos as planícies, as cavernas. De lá retiramos as nossas primeiras ferramentas, nossos nomes e vestimentas.

À exceção do sal, o que consumimos que não tenha vindo da floresta? Até os combustíveis fósseis são resultados de trilhões de árvores envelhecidas, apodrecidas e soterradas no quase intocável subsolo do planeta.

Tudo o que temos de mais forte e mais precioso em nossa carga biológica, genética e humana foi adquirido e aperfeiçoado na floresta. Nossas mãos retráteis nasceram do contato rústico e dolorido com as cascas das árvores. Nosso esqueleto de alta resistência e formidável elasticidade óssea foi construído entre os galhos, em nosso deslocamento arbóreo. Nossa visão estereoscópica é fruto da vivência entre as folhagens da copa das árvores.

Adquiridas essas ferramentas biológicas e esgotado o alimento em nosso nicho ecológico arbóreo, como uma espécie fugindo da extinção, descemos ao solo das imensas florestas, antes de nos aventurarmos nas planícies. Nas florestas demarcamos os nossos territórios, organizamos as nossas hordas e famílias e iniciamos o manuseio primitivo das primeiras ferramentas.

Antes de nossa espécie ter realizado a curva pré-histórica de supremacia 'espiritual' entre si e os animais inferiores, a alma não era exclusividade do homo sapiens. Os animais da floresta, especialmente os mais fortes e os mais inteligentes, eram dotados de espírito, que orientavam ou puniam o homo erectus. O espírito do búfalo, do urso, do leopardo, da águia, da serpente.

No longo período de transição entre o primata e o homem, nós vivíamos numa relação desigual com o meio ambiente e seus recursos naturais poderosos. Sofremos intempéries mortais do tempo glacial, da chuva ácida, do sol escaldante, dos vulcões, das torrentes e das tempestades. As feras da floresta nos dizimavam como formigas e nosso tempo era curto em cada território e caverna. Então, decidimos nos vingar, nos transformamos numa força geológica. O antropoceno está matando aqueles que o criaram, como um monstro que nasce do parto de uma borboleta.

A nossa vingança se voltou contra nós mesmos e estamos a destruir as últimas reservas de água, floresta e toda a acumulação primitiva de recursos naturais. Estamos matando a nossa galinha dos ovos de ouro e sequer a maioria da população tem acesso aos ovos.

Uma minoria consome os recursos naturais, que se tornam bens sofisticados, enquanto a maioria da população do planeta não sabe o que é beber água potável ou alimentar-se três vezes ao dia. Apesar disso, o planeta está se exaurindo e deixando órfãs de seus recursos naturais as gerações do futuro.

No decorrer dos séculos, com o avanço da tecnologia, perdemos a cumplicidade entre o ser humano e o espaço verde que nos criou e nos alimenta. Os homens que dirigem o planeta são os antigos mamíferos que se tornaram lobos do semelhante. Eles cuidam de sua alcatéia, de sua minoria, a controlar e consumir os recursos naturais com cérebro de lobo e estômago de lagarta.

Talvez uma maldição biológica explique a nossa vingança. Nossos genes são quase iguais aos genes dos ratos. Quanto aos macacos somos mais semelhantes, além dos genes, da herança do esqueleto, da fisiologia, da fisionomia e das digitais. Somos descendentes próximos dos macacos e parentes distantes dos anjos. E ainda temos a ousadia de afirmar que somos filhos de Deus.

Durante setenta milhões de anos vivemos nas florestas. Quanto à vida humana nas cidades, ainda não completou meio milhão de anos. E por que tanto desamor aos recursos naturais? Por que tanta indiferença às formas de vida indefesa das florestas e das águas?

Dentre os animais nós somos os únicos capazes de envenenar a própria água que bebemos, de matar um ser vivo sem ter a necessidade de comê-lo para saciar a fome, de escravizar o semelhante, de torturá-lo. Contraditoriamente, somos os únicos que têm alma e, se não bastasse, somos os únicos seres vivos que riem.

A verdade é que toda a nossa ferocidade ancestral e os nossos instintos mais primitivos foram organizados em leis, em códigos canônicos e em sociais convenções. O presídio de hoje é a árvore oposta que abrigava a família de símios que queria roubar os meus frutos. A civilização é uma pele humana que cobre a nossa animalidade ancestral.

Talvez, por isso, não consigamos olhar com fraternidade para as formas de vida que não riem, não torturam, não matam a si mesmas, não rezam, não escravizam. Felizmente, nossos somos a única espécie que perdoa.

Por isso a nossa aposta na espécie humana, na sua capacidade de transformar lixo em arte, de recuperar os rios, de reciclar sua urina, de fazer de um grito uma música, de transformar o desejo mais simples em utopia e de, finalmente, perceber a dimensão da dor nas formas de vida que não fazem parte da civilização.

Somente uma nova ordem humana e ecológica e uma nova filosofia de produção e de consumo serão capazes de deter a barbárie da civilização. Que os antigos espíritos dos animais da terra e das águas nos orientem no rumo ontológico de nossas origens e de nossas utopias coletivas, embebidas no orvalho amazônico da fraternidade e na cura das enfermidades da alma humana, reconstruindo o pacto sócio-ecológico entre o homem e a floresta.

* Autor do Livro o Santo de Deus

Moisesdiniz.acre@gmail.com

Cantora Vanusa canta Hino Nacional embriagada.

Não querendo generalizar, mas esse vídeo mostra sinceramente o nível de patriotismo que banha esse país. O pior é que não teve ninguém que tivesse a coragem de mandar cortar o som.
Foram todos cúmplices, principalmente os que aplaudiram.
Recentemente fui a uma festa junina aqui em Tarauacá, onde propensos dançarinos achincalharam a bandeira Nacional, chutando-a e pisoteando a mesma como se fosse um pano de chão; Indignado fui lá e recolhi o pavilhão. Entregando depois a Diretora sob protestos, tendo a mesma me dito que também ficou surpresa com tal ato, e que o pedido para a apresentação foi feito sem tempo para ela ver a apresentação antes. Doravante no ano passado vi com meus próprios olhos um “agente de segurança” jogando-a no chão antes de hasteá-la.
Chega! Minha paciência esgotou-se.
Da próxima vez que eu ver algo semelhante, vou procurar a Doutora Andréia Juíza desta Comarca e ver se providências possam ser tomadas, haja vista que existe lei para isso.


Peguei na Net o texto abaixo, e espero sinceramente que seja verdade. Para ser muito sincero, estou achando isso muito estranho. Uma pessoa da antiga como a Vanusa, não é comum se prestar a um papel desses.

"Li ontem que ela tinha tomado remédio para labirintite, que não bebe e que fez campanhas contra álcool e drogas. Talvez mereça uma confirmação, pois naquele evento parecia que todos estavam surpresos e talvez tivessem compreensão e entenderam o que passou".


Empresa americana vai assessorar tucanos na CPI da Petrobrás. Como é que é?


Depois de tentar mudar o nome da empresa para PETROBRAX, agora os tucanos se dispõem a prestar relevantes serviços aos concorrentes de nossa maior empresa. Mas, sobre isso, a imprensa não fala uma linha.
leia tudo aqui

O PROGRESSO E SEUS DESDOBRAMENTOS



Alguns Vereadores do nosso município foram procurados por moradores do Bairro Isaura Borges, mais precisamente nas imediações da futura ponte sobre o Rio Tarauacá.
A forma que foi tratada as famílias que precisaram sair de suas casas para que o progresso chegue a nossa cidade é que não foi muita justa.
Moradores como o senhor Otávio Gomes de Araújo, que procurou a Câmara Municipal, na pessoa de seu Presidente, senhor Valdozinho Viera do Ò, desolado com a situação da estrutura de sua residência, que ao ser arrastada para outro terreno ficou totalmente sem estrutura, conforme as fotos a seguir:






A necessidade de um tratamento mais humano para essas famílias ficou claramente estampada no descontentamento das mesmas. O nosso município precisa de progresso, o nosso povo anseia por ele, porém as nossas famílias precisam ser resguardadas e tratadas com justiça.
Aos responsáveis pelo desenrolar dessa situação o nosso pedido: Que sejam mais humanos mais justos e coerentes, pois não é nada fácil para cada um que precisa deixar seu pedaço de chão em prol do progresso de nossa cidade.

EMPREENDEDOR

29 de ago de 2009

ESSA É DE 2007, MAIS VALE A PENA LER DE NOVO!

Montanha de cocô salva mulher de queda do 6º andar

LEIA TUDO AQUI

NÃO SUBSTIMEM OS IDOSOS

Uma velhinha foi ao super mercado e colocou a ração de gato mais cara no
carrinho.
A moça do caixa disse:
- Me desculpe, mas nós não podemos lhe vender a ração de gatos sem provas de
que a senhora realmente tem gatos. Muitos idosos compram ração de gatos para
comer, e a gerência quer provas de que a senhora esteja realmente comprando
a ração para o seu gato.
A velhinha foi para casa, pegou o gato e o levou ao super mercado e eles
então venderam a ração prá gato.
No dia seguinte, a velhinha foi ao super mercado novamente e comprou 12 dos
mais caros biscoitos prá cachorro.
A caixa, novamente, pediu provas de que ela realmente tinha um cachorro,
explicando que os idosos costumavam comer comida de cachorro..
Frustrada, ela foi para casa e voltou com seu cachorro.
No dia seguinte, a velhinha trouxe uma caixa com um buraco na tampa e pediu
para a moça colocar o dedo no buraco.
A moça do caixa disse:
- Não, pode ter uma cobra aí dentro???
A velhinha lhe assegurou que não havia nada na caixa que pudesse mordê-la.
Então a moça do caixa colocou o dedo no buraco, tirou e disse:

- Hummmmmmm..tem cheiro de Cocô!!!
A velhinha então sorriu de orelha a orelha:
- Agora, minha querida, eu posso comprar três rolos de papel higiênico???

28 de ago de 2009

A Utopia Verde Socialista -


INTERESSANTE TEXTO ESCRITO PELO DEPUTADO MOISÉS DINIZ



PARA LER O TEXTO NA ÍNTEGRA CLIQUE AQUI

DOIS PESOS DUAS MEDIDAS?



Essa foto foi tirada por essa pessoa que vos escreve dia 13 deste mês. É na final da cabeceira 11 do aeroporto de Brasília.
Em Tarauacá é proibido queimar, agora, ao lado do IBAMA em Brasília pode.

27 de ago de 2009

Binho recebe helicóptero para reforçar sistemas de segurança pública, saúde e defesa social do Acre - Edmilson Ferreira



Com o nome do Comandante João Donato e as cores da bandeira acreana o helicóptero Esquilo AS 350 estará no Acre no dia 5 de setembro

O governador Binho Marques recebeu nesta quarta-feira, 26, na capital Federal, o helicóptero Esquilo AS 350 que atuará nos sistemas de segurança pública, saúde e defesa social do Acre a partir do dia 5 de setembro. A aeronave foi repassada ao governador durante Feira Internacional de Tecnologia, Serviços e Produtos para Segurança Pública (Interseg 2009), em Brasília, e recebeu o prefixo PR-CJD. As três últimas letras são as iniciais de Comandante João Donato, pai do músico João Donato, o primeiro a receber carteira de piloto para voar no Acre. Está pintado com as cores da Bandeira do Estado. "Por ser o de número 500 da Helibras é uma feliz coincidência. Está carregado de simbolismo da emancipação social do Acre", disse o governador.

Participaram da cerimônia de entrega do helicóptero, a secretária de segurança pública, Márcia Regina; o senador acreano Tião Viana; o deputado estadual Walter Prado; o presidente do Fórum de Desenvolvimento Sustentável do Acre, ex-governador Jorge Viana; o presidente da Helibrás, Eduardo Marçon Ferreira e o vice-presidente da empresa, Eduardo Mauade.

O CJD vem integrar o conjunto de investimentos realizados pelo Governo do Acre em todas as áreas do desenvolvimento humano. É o primeiro destinado à região Norte pelo Governo Federal. A aeronave modelo Esquilo AS 350 B2, que estará em exposição na feira, é o primeiro helicóptero do Governo Acre e foi adquirida através de um convênio entre o Estado e a Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça através do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci).

Com capacidade para transportar cinco ou seis passageiros, além do piloto, apresenta desempenho adequado em altitudes elevadas e temperaturas altas. O helicóptero custou R$ 6,9 milhões e é o 500º fabricado pela Helibras, empresa que participou de uma concorrência nacional e propôs o melhor preço final para o equipamento. "Foi o menor preço e a gente comprou um bom produto. É interessante para o Estado também porque tem o melhor sistema de manutenção. A empresa fabricante é líder no mercado", explicou o governador.

O helicóptero vai atender às necessidades de segurança na fronteira do Acre com o Peru e a Bolívia com vistas ao advento da Estrada do Pacífico, que une o Brasil aos portos do Pacífico. Também atuará no interior do Estado, bem como às emergências em saúde e defesa civil, prestando apoio a moradores de localidades isoladas e em ações desencadeadas pela Vigilância Sanitária, ocorrências de trânsito e transporte de pessoas que precisam de cuidados em saúde.

Os investimentos em segurança pública não param na aquisição da aeronave. "Ela vem reforçar todo o esforço que vem sendo feito pelo governador Binho Marques e toda sua preocupação em fazer o melhor para a população do Acre", disse a secretária de Segurança, Márcia Regina. Para o próximo mês, informou Márcia, está prevista a assinatura do contrato de R$ 16 milhões com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), recursos que serão investidos em segurança.
"Vai diminuir o isolamento das comunidades", diz Binho sobre atuação nas ZAPs

O Helicóptero BR-CJD será operado sob o conceito da promoção humana. Se constitui, nesse contexto, de um instrumento de fundamental importância para as Zonas de Atendimento Prioritário (ZAPs) localizadas nas regiões mais distantes do Acre. No âmbito das ZAPs existem 100 comunidades-pólos, que servem de referência para outras comunidades menores, que podem ser atendidas pelo Helicóptero Comandante João Donato. "Vai diminuir o isolamento delas", disse Marques.

A aeronave é considerada ‘multimissão' por se adequar aos mais diversos tipos de serviço. Está equipada com o que há de mais moderno em termos de sistemas de navegação, integrando mapas eletrônicos, computador de bordo, rádio multifrequencia. Para o presidente da Helibras Eduardo Marson Ferreira, a entrega do 500º helicóptero é um marco para a história da empresa. "Há trinta e um anos produzimos no Brasil aeronaves com a mesma tecnologia da Europa. Isso mostra que somos referência no mundo, ao oferecer equipamentos inovadores e na prestação diferenciada de serviços associados".

Com Pronasci, apoio ao Pelotão de Fronteira

Entre as missões do AS 350 B2 está o apoio ao Pelotão de Fronteira, que será criado no próximo mês de setembro com a participação das polícias Militar e Civil e o Corpo de Bombeiros. O pelotão atuará em questões de inteligência policial de fronteira, enfrentamento aos crimes ambientais e repressão a atividades típicas dessas regiões, como o tráfico de drogas e o contrabando. A ação do helicóptero possibilita acesso mais rápido e presença ostensiva na ocorrência do ilícito.

O Acre, lembrou o governador Binho Marques, não estava incluído no Pronasci mas o ministro Tarso Genro sensibilizou-se com a complexidade do Estado pela ótica da segurança pública e atuou para que fosse incluído que vem ampliando os mecanismos de defesa social em todo o País. "O helicóptero não é importante pelo que pode significar em si mas, porque faz parte de uma programa fundamental, que é o Pronasci", destacou Marques.
Convênio com Força Nacional de Segurança prepara operadores

O Esquilo AS 350 é o modelo mais utilizado pelas polícias do País, pois pode executar as mais diversas missões, tanto civis como policiais e militares. Monoturbina, helicóptero possui uma cabine espaçosa e apresenta diversos equipamentos opcionais. No Brasil, já foram entregues cerca de 360 helicópteros Esquilo. No total, mais de 1 milhão de horas já foram voadas no País. No Acre, sua operação se dará através de convênio entre a Secretaria de Segurança Pública com a Força Nacional de Segurança, que manterá, por dois anos, dois oficiais ministrando treinamento até que os co-pilotos adquiram 500 horas de vôo exclusivamente nessa aeronave. Após cumprir esse período, serão elevados à condição de pilotos oficiais.

FICHA TÉCNICA AS 350 B2

Peso máximo de decolagem: 2.250 kg
Peso máximo de decolagem com carga externa: 2.500 kg
Capacidade: 1 piloto mais 5 ou 6 passageiros
Motor: 1 turbina Turbomeca Arriel 1D1
Potência máxima na decolagem: 732 shp
Velocidade de cruzeiro rápido: 246 km/h
Alcance máximo: 666 km
Comprimento com rotor girando: 12,94 m
Comprimento da fuselagem: 10,93 m
Altura: 3,24 m
Diâmetro do rotor principal: 10,69 m

Agência de Notícas do Acre

DA SÉRIE: NUNCA MAIS VOU RECLAMAR DO MEU FILHO
















26 de ago de 2009

Itamaraty anuncia base móvel para socorrer brasileiros



O Itamaraty montará um consulado sazonal (posto móvel avançado) para auxiliar as famílias de brasileiros que vivem ilegalmente na fronteira com a Bolívia. A notícia foi comemorada pela deputada Perpétua Almeida (PCdoB), após uma reunião ocorrida no início da tarde desta quarta-feira com o embaixador Eduardo Grattioni, que chefia o Departamento de Comunidades Estrangeiras no Exterior, e o deputado Fernando Melo (PT), presidente da Frente parlamentar Brasil-Bolívia. A base, que permaneceria no Acre até o final do ano, será instalada na antiga Vila Montevidéo, na região de divisa com o município de Plácido de Castro.

O Ministério das Relações Exteriores confirmou o acordo bilateral entre os presidentes Luís Inácio Lula da Silva e Evo Morale, segundo o qual não vigora mais o prazo (dezembro deste ano) dado pelo governo boliviano para a saída das famílias que vivem há décadas na faixa de fronteira.

Perpétua Almeida, juntamente com o deputado Nilson Mourão, alertaram o presidente brasileiro sobre a clima de terrorismo imposto ás famílias. Os três conversaram ainda dentro do avião, na última sexta-feira, na viagem oficial do presidente ao Acre. Lula se disse surpreso com o risco de conflito na fronteira e assumiu, naquele momento, o compromisso de convencer Morales a reconsiderar o prazo, o que ocorreu, no dia seguinte (sábado), no encontro entre ambos na Villa Tunari.

A deputada acreana informou que o Governo do Acre e o Itamaraty acertarão uma agenda conjunta, após o feriado de 7 de setembro, com a missão de debelar a agitação que toma conta dos brasileiros. "Ninguém será mandado embora de suas propriedades. É hora de enfrentarmos a desinformação e evitar que os brasileiros continuem sendo achincalhados", disse a deputada.

Fernando Melo, por sua vez, sugeriu que o Ministério das Relações Exteriores confeccione um questionário para saber as dúvidas mais latentes das famílias e, a partir daí, providencie uma cartilha jurídica orientativa.

A Organização Internacional de Migração (OIM), contratada pelos dois governos para relatar a situação, também fará um novo levantamento para identificar o número de famílias vivendo na região. O quantitativo anterior, de 243, chegou a ser revisado para 450, e nenhum dado é tido como oficial ou definitivo. O Jornal Folha de S. Paulo, que mantém profissionais acompanhando o impasse diariamente, noticiou no último domingo que o número de brasileiros ali pode chegar a mil.

O embaixador confirmou ter informações de que os brasileiros, dentre eles centenas de acreanos, estão sendo pressionados a vender suas terras e se desfazer de suas casas e plantações. Ainda segundo ele, desafetos do governo Morales estão cobrando taxas ilegais para a retirada de animais - gado e porcos, dentre outros - das terras ocupadas pelos brasileiros. "Há, de fato, pessoas agitando e desinformando. Creio numa remediação deste episódio após este encontro que teremos com o Governo do Acre, nos próximos dias", ressaltou o embaixador.

Assem Neto, de Brasília/AC 24:hs

25 de ago de 2009

PROJETO PELA VIDA, SEM DROGAS: SOCIEDADE ORGANIZADA DISCUTE O PROBLEMA DAS DROGAS EM TARAUACÁ.

A União Tarauacaense de Mulheres realizaou nesta segunda feira, 24 de agosto, um dos mais importantes encontros com a sociedade tarauacaense através de suas organizações populares e poderes públicos.
O evento contou com a presença de várias personalidades, estudantes, professores, diretores de escolas, sindicalistas, pastores, padres, policiais, presidentes de associações de moradores e outros segmentos da sociedade.
Veja mais no blog do ACCIOLY


Doutora Andréia Brito (Juíza de Tarauacá)

Público

Sargento Altemir Nascimento (COE)

12 de ago de 2009

TRIBUTO AO PASSADO - TK , 86 ANOS

12/08/1923

É instalada, a biblioteca Municipal com 324 volumes, remetidos pelo Governador Dr. Epaminondas Jácome.


Fonte : Diversos dados sobre o Município de Seabra - 1905 - 1943 (atual Tarauacá).
Autor: Anastácio Rodrigues de Farias

TRIBUTO AO PASSADO - Rio Branco

Digestivo, ou melhor sugestivo.

Correspondentes

FRALDAS DESCARTÁVEIS E O MEIO AMBIENTE


Prof Marcos Francioly

A invenção da fralda descartável, assim como muitos outros inventos, não foi possível atribuir a uma única pessoa, pois foi o resultado de um somatório de pequenas melhorias.


Em meados dos anos 40, em função da escassez do algodão provocada pela guerra, foi lançada na Suécia a primeira fralda descartável no mundo.


Também, nesta mesma época, nos EUA, uma ama de casa de Westpot chamada Marion Donovan inventou uma capa impermeável para proteger a fralda da saída de líquidos.


Esta capa era feita dos restos de cortinas de banheiro e no seu interior se colocava a fralda convencional (de pano). A partir daí em decorrência da sua praticidade, o ‘mundo’ adota-a.

Entretanto, existem fatores negativos das fraldas descartáveis. Segundo os dados estatísticos do site BabySlings;

- uma criança utiliza 5.500 fraldas durante os primeiros dois anos de vida;

- fraldas levam em média 450 anos em sua decomposição, nos lixões;

- conta-se 5 árvores abatidas para 5.500 fraldas descartáveis;

- em média, 2% do lixo recolhido correspondem à fraldas;

- um bilhão de árvores são usadas, no mundo inteiro, por ano, para suprir a indústria de fraldas.
- no processo de branqueamento da polpa de madeira para fabricação do papel, (sendo que este também é utilizado nas fraldas), há liberação de dioxinas. E também caso o lixo plástico (leia-se fraldas descartáveis ídem) seja queimado.

Diante dessa situação a solução mais plausível, é o retorno faldas de pano, porém com algumas modificações.

11 de ago de 2009

É a melhor do País !



O reconhecimento de pesquisador da Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical, Joselito da Silva Motta, à qualidade da Farinha de Cruzeiro do Sul, contribui para tornar a marca insuperável. O produto é o primeiro na economia regional, despontando como um dos principais fatores de desenvolvimento deste município a 648 quilômetros de Rio Branco, a capital acreana.

Fécula também é riqueza amazônica

▪ O preço da farinha de trigo dispara, o País importa trigo e o pãozinho fica mais caro. Enquanto isso, a única fábrica de fécula da região norte brasileira espera esmagar mais mandioca para atender ao crescente mercado nos estados do Pará e do Amazonas. No momento, a Fécula da Amazônia S/A (Amazon Amidos) processa 80 toneladas de mandioca por dia, obtendo cerca de 30 toneladas de fécula/dia em Moju (a 68 km de Belém), mas está projetando moer duzentas toneladas até 2011. O amido é um excelente substituto do trigo na indústria de alimentos.

ASSESSORIA DO DEPUTADO FERNANDO MELO

FLAGRANTE DE IMPRUDÊNCIA NO TRÂNSITO DE RIO BRANCO.



Em Rio Branco há centenas de motoristas que precisam retornar as auto-escolas ou escolinha do DETRAN.

Esse ciclista estava andando na frente dos carros em zig zag, quando quase foi atropelado pelo carro preto em sentido contrário. Mais a frente um motociclista fazendo uma gambiarra.

É comum em Rio Branco você se deparar com cenas iguais a essa. A prevenção ainda é o melhor remédio.

TRIBUTO AO PASSADO - TK , MAIS DE 90 ANOS.

11/08/1913

Os operários do jornal O MUNICÍP0IO, fundam o jornal A ALVORADA.


11/08/1926

É com grande Solenidade, colocado no salão nobre do edifício do Fórum a imagem de Cristo, pelo Dr. Edgar de Mesneses Castro, Juiz de Direito desta Comarca.


11/08/1927

Comemorando o centenário dos Cursos Jurídicos, é colocado no salão nobre do edifício do Fórum o retrato do Dr. Epitácio Pessoa., pelo Dr. Edgar de Meneses Castro, juiz de Direito interino.



Fonte : Diversos dados sobre o Município de Seabra - 1905 - 1943 (atual Tarauacá).
Autor: Anastácio Rodrigues de Farias

FOME ZERO

POTREÇÃO

10 de ago de 2009

SITE DA CÂMARA MUNICIPAL DE TARAUACÁ SERÁ REATIVADO ESSA SEMANA.



Com novo Layout, o Site da Câmara Municipal de Tarauacá será reativado, podendo o eleitor ficar a par do que o seu Vereador está fazendo, como projetos, requerimentos, pedidos de providências etc...
Aguardem!

O Primeiro Livro Impresso no Brasil




"Este livro raríssimo é, aparentemente, o único realmente publicado no Brasil no século XVIII. Apesar do seu texto inocente, provocou violenta reação em Portugal. Seu impressor, Isidoro da Fonseca, foi preso e enviado para Lisboa e sua oficina foi apreendida. O simples fato de se poder imprimir no Brasil já constituía perigo de sedição".

José Mindlin.


Da primeira primeira tiragem deste pequeno livro, só há notícias de três: o da Biblioteca do Itamaraty, a da New Yorjk Public Library e o da coleção Rubens Borba de Morais, hoje sob a guarda da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin. Por essas que Rubens Borba dizia que evitava "mostrá-lo a bibliófilos novos". Completando, jocoso, "não gosto de provocar em colegas o desejo de encurtar as 'horas breves de meu contentamento'"

Brasiliana.USP

9 de ago de 2009

VERDADEIROS PAIS


"O CARÁTER PODE SE MANIFESTAR NOS GRANDES MOMENTOS...
MAS ELE SE CONSTRÓI NOS PEQUENOS.
UM PAI CONSTRÓI HOMENS."

PHILLIPS BROOKS

Tirinhas

Novas fotos do homem na lua...

8 de ago de 2009

Aleac articula Frente Parlamentar Acre-Pando


O auditório da Aleac vai reunir, segunda-feira, 10, deputados estaduais, representantes de instituições jurídicas, do Governo, sindicatos, universidades e igrejas entre outras entidades para discutir a formação de uma Frente Parlamentar Acre-Pando.

O deputado Moisés Diniz (PC do B), um dos idealizadores desta iniciativa, explica que a meta é, inicialmente, discutir uma solução para o problema das famílias de agricultores que estão sendo expulsas de suas terras na Bolívia. “A ideia é consolidar uma frente permanente de diálogo envolvendo os dois Estados para solucionar problemas comuns de regiões fronteiriças, como as epidemias e a deterioração dos rios e para incrementar um intercâmbio cultural e científico”, informa Moisés.
O encontro de segunda-feira, de acordo com o deputado, vai definir a data para o lançamento da Frente Parlamentar que terá a participação de toda a bancada federal do Acre e de parlamentares, instituições e entidades estudantis e do movimento social de Pando. O evento começará às 9h30 no auditório Félix Bestene.
João Maurício Agência Aleac

Reação do Senadores

Militares Colombianos não tem competência?




Bom, se a desculpa dos USA é de que querem colocar bases militares na Colômbia para combater o narcotráfico, guerrilhas etc. Só me resta deduzir que os militares colombianos não tem preparo operacional para tal missão. Assinando o acordo o Presidente Álvaro Uribe estará passando um atestado de incompetência dos seus militares. Seria bom que os USA continuassem a fazer o que estavam fazendo, vendendo seus armamentos suas munições, usando seus satélites etc. No caso de insistirem com isso haverá certamente uma desestabilização na América do Sul de proporções incalculáveis.
Ou será que é essa a intenção?

Fico imaginando se o Brasil autorizasse bases russas aqui.

Será que eles iam aceitar pacificamente?

ASSIM NÃO VALE I

ASSIM NÃO VALE II

7 de ago de 2009

PILOTO COMUNISTA É ENCONTRADO QUASE 70 ANOS DEPOIS DA 2ª GUERRA

Um piloto da ex URSS foi encontrado em um pântano perto de área da estação ferroviária no Krug de Polyarnyi em considerável estado de conservação. O piloto já foi identificado como Sargento Boris Aleksandrovich Lazarev que se envolveu em um dofight com um BF 109 da Alemanha nazista. O Avião que o SGT. Lazarev pilotava era um Hurricane.