29 de fev de 2012

UTILIDADE PÚBLICA - RAPAZ DESAPARECIDO

Clauber Sabóia da Silva está desaparecido desde segunda feira, 27/02. Ele , que sofre de problemas mentais, saiu de casa num barco à remo, no Seringal Novo Destino e não foi mais visto.

A família pede ajuda para encontrá-lo.

Informações: ligue para Rádio Comunitária: 3462-2406
Blog do Accioly

TRIBUTO AO PASSADO – TARAUACÁ - OMAR SABINO DE PAULA E TUPANIR GAUDÊNCIO

CHINA COMPRARÁ SU-35

HUMOR - 29/02/2012

 QUE QUÉ ISSO I
QUE QUÉ ISSO II

NÃO É GALO, É PERU
EMPRESTO SIM, PODE PEGAR

28 de fev de 2012

TRIBUTO AO PASSADO - RIO BRANCO HÁ 55 ANOS

Vigário da capital Frei Thiago Mattiolli abençoando a imagem de Cristo no salão de Júri no novo Palácio da Justiça.
Data: 1957
Fonte: Relatório de governo de Valério Caldas de Magalhães
Acervo Digital: Memorial dos Autonomistas

PREFEITURA REALIZARÁ A 1ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL SOBRE TRANSPARÊNCIA SOCIAL

A prefeitura municipal de Tarauacá tem a honra de convidar Vossa Senhoria e Digníssima família para participarem da 1ª Conferência Municipal sobre Transparência e Controle Social - CONSOCIAL que tem como objetivo principal promover a transparência pública e estimular a participação da sociedade no acompanhamento da gestão pública, contribuindo para um controle social mais efetivo e democrático que garanta o uso correto e eficiente do dinheiro público.

Data: 02 de março de 2012 (sexta-feira)

Local: Teatro José Potyguara

Inicio: 08:00 hs

Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Tarauacá.

HUMOR - 28/02/2012

Bolinho de peixe

Escora

Império decadente

27 de fev de 2012

WIKILEAKS: EMPRESA DE INTELIGÊNCIA DIZ QUE LULA RECEBEU PROPINA POR CAÇA RAFALE

Relatório critica Forças Armadas do Brasil: "A Marinha é uma merda"

Jornal do Brasil, Jorge Lourenço - No fim de fevereiro, o Wikileaks começou a publicação de e-mails da companhia de inteligência global Stratfor. Com base no Texas, a empresa tem, entre seus clientes, o Departamento de Defesa e de Segurança Interna dos Estados Unidos. Entre algumas mensagens já disponíveis para o público, a Strafor analisa as compras militares brasileiras e cita um jornal "parceiro" da companhia.

Em ruínas

Na mensagem que analisa as compras militares, o analista de geopolítica da Stratfor cita fontes no consulado norte-americano para questionar o Ministério da Defesa.

"Você está certo em se perguntar o que, em nome de Deus, Brasília está fazendo. A Marinha brasileira é uma merda. É uma piada, e eu sei porque eu falo com os militares do consulado o tempo inteiro a respeito disso. A tentativa deles de adquirir um submarino nuclear não faz sentido algum", diz a mensagem, que também fala da compra dos caças Rafale.

"O fato de que eles querem o Rafale e o Gripen é uma piada. O F-18 é o melhor equipamento. Nós os oferecemos um excelente pacote, inclusive bastante transferência de tecnologia. (...) O Rafale, mesmo com o preço reduzido, ainda está muito caro. E o Gripen é uma merda. Se você compra o Gripen, você é uma Eslováquia".

Para justificar a escolha brasileira pelo Rafale, a empresa aponta que Lula pode ter recebido propinas para dar preferência aos franceses.

"A compra dos submarinos é tão estúpida que deve ter alguma compensação por trás. Lula provavelmente está procurando um dinheiro para sua aposentadoria. A compra ainda veio no fim do seu mandato, assim como os caças. O nosso Departamento de Tesouro é contra oferecer propinas, o que não nos permite fazer grandes negócios num lugar corrupto como o Brasil".

Jornal amigo

As mensagens da Stratfor também apontam a existência de um jornal amigo no Brasil. Sem identificar o veículo, a mensagem fala sobre "grande jornal" brasileiro que estaria disposto a estreitar a parceria com a empresa e torná-la mais produtiva.

O veículo em questão pediu até uma lista de pontos de interesse da Stratfor e deixei seus especialistas em cada área a disposição da empresa para futuras consultas.

Jornal amigo II

Entre os pontos nos quais a Strator mostrou interesse estão a relação do Brasil com a China, os projetos de modernização dos portos, exercícios militares nas fronteiras e as políticas de crescimento econômico.

BRASIL APOIARÁ COLÔMBIA A LIBERAR REFÉNS SEQUESTRADOS PELAS FARC

Leonardo Muñoz/Efe
Presidente de associação de familiares que foram vítimas de sequestro de guerrilheiro
Organização disse que deixará de sequestrar civis e libertará 10 reféns militares em seu poder

 Jamil Chade, GENEBRA - A Colômbia anuncia que o Brasil vai colaborar nas estratégias para liberação de pessoas sequestradas na Colômbia pelas Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia). A declaração foi feita nesta segunda-feira, 27, pela vice-presidente do país, Angelino Garzón, durante conferência em Genebra.
 

 As Farc também disseram, neste final de semana, que deixarão de sequestrar civis e libertarão os 10 reféns militares em seu poder. O governo colombiano disse que o anúncio representa um avanço, mas é insuficiente - um acordo de paz dependeria ainda do fim da associação da guerrilha ao narcotráfico, do recrutamento de menores e dos atentados terroristas, bem como da deposição das armas.

Os sequestros são uma das fontes de receita do grupo colombiano, que não informou se pretende libertar os cerca de 300 civis mantidos, segundo o governo e ONGs de defesa dos direitos humanos, em seu poder. "Muitos falam da prática de sequestrar pessoas, homens e mulheres da população civil para financiar e sustentar a nossa luta... A partir de agora, vamos eliminar isso da nossa atividade revolucionária", informaram as Farc em comunicado, cuja procedência é "montanhas da Colômbia".

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, manifestou-se em sua conta no Twitter: "Entendemos a declaração das Farc de parar os sequestros como um passo importante e necessário, mas não suficiente, na direção certa".

A declaração é a mais recente de uma série de mensagens dos líderes da guerrilha interpretadas como um desejo do grupo de começar algum tipo de negociação de paz. Os rebeldes disseram que, além dos seis prisioneiros fardados que já haviam prometido libertar, eles pretendem soltar mais quatro.

O anúncio da guerrilha, feito pela internet, ocorre três meses depois de os guerrilheiros matarem, durante uma tentativa de resgate do governo, quatro reféns que mantiveram por mais de 12 anos, o que provocou protestos no país em dezembro. Santos, que enfrenta um aumento na pressão para dar um fim ao conflito que matou dezenas de milhares de prisioneiros ao longo de décadas, tem se recusado a abrir qualquer negociação.

Sem os sequestros, a guerrilha seria financiada ainda pelo narcotráfico e pelo controle sobre áreas de mineração ilegal, onde o grupo exige dinheiro dos garimpeiros.

Com Reuters e Efe.

GASTOS COM FESTAS

Com obras atrasadas em portos e aeroportos, PAC empacado e outras adversidades, o governo federal gastou R$ 54,2 milhões em festas, coquetéis e holofotes variados em 2011. A ONG Contas Abertas apurou que o Ministério da Cultura foi campeão, com R$ 11,3 milhões, o dobro de 2010, quando o Ministério da Educação do então ministro Fernando Haddad levou o troféu festança, gastando R$ 11 milhões.

Lição festiva

Em 2011, o MEC repetiu a façanha em valores absolutos, contribuindo para o aumento de 19,5% em um ano. A Funarte torrou R$ 8 milhões.

Defesa da alegria

Vice na disputa, o Ministério da Defesa gastou R$ 14,5 milhões em festas em 2011, a maioria no Exército. Em 2010, foram R$ 10,8 mi.

Enforcamento

Além do carnaval, parlamentares vislumbram ao menos sete semanas enforcadas com feriadões, neste ano eleitoral. A maioria dos feriados cai em terças, quartas e quintas-feiras, dias de sessões legislativas.

FONTE: www.claudiohumberto.com.br

BOPE COMBATE "RATOS D'ÁGUA EM OPERAÇÕES NOTURNAS

Unidade especial da PM promove incursões nas áreas alagadas da Capital
 
Policial do Bope em patrulhamento noturno nos bairros alagados (Foto: Clériston Amorim/AGazeta.net)

O Batalhão de Operações Especiais – Bope montou uma Unidade de Patrulhamento Especial – UPE objetivando realizar patrulhamento 24 horas em bairros atingidos pela enchente do rio Acre.

A UPE instalada em uma Creche no Loteamento Praia do Amapá, realizar patrulhamento dia e noite na região do bairro Taquari, onde estariam ocorrendo grande incidência de registros de furtos em residências alagadas e furtos de cabos de energia, lâmpadas de postes e outros delitos.

Oito militares se dividem em equipes, realizando patrulhamento fluvial com um barco para percorrer toda a área alagada e outra equipe que utilizar quadriciclos para fazer patrulhamento na Invasão do Amapá, única área que não foi atingida pela enchente, mas que deixou mais de 800 famílias isoladas.

NOTÍCIAS DA PARÓQUIA DE SÃO JOSÉ - DIA 04/03 SERÁ REALIZADA MISSA SEM INAUGURAÇÃO

QUANDO A  IGREJA ESTIVER PRONTA SERÁ INAUGURADA

PISO EM PROCESSO FINAL DE ACABAMENTO

POR OUTRO ÂNGULO

MOMENTO RECORDAÇÃO

HUMOR - 27/02/2012

PROCURA-SE UM ENGENHEIRO
TEM QUE RIR
COBERTOR VIVO
COMPRA-SE UMA ESCADA
O BOM DE RECEBER CARTAS

26 de fev de 2012

AS PERGUNTAS QUE NÃO QUEREM CALAR

O QUE ESTÁ ACONTECENDO?  
 - Em 22 de fevereiro incêndio no NAe São Paulo - Porta aviões da Marinha do Brasil
- Em 23 de fevereiro incêndio no NDCC Mattoso Maia - Navio de Desembarque de Carros de Combate da Marinha do Brasil
- Em 25 de fevereiro incêndio na EACF - estação de pesquisas operada pela Marinha do Brasil.
 
 

Geradores a etanol na Antártica: potencial para exportação de tecnologia sustentável
Geradores movidos a etanol, como os modelos que entraram em operação em 10 de janeiro na Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF), são uma alternativa sustentável para países que precisam reduzir emissões de gases de efeito estufa (GEE) e consumir menos energia fóssil. A avaliação é do consultor de Emissões e Tecnologia da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), Alfred Szwarc, que vê no uso do equipamento fabricado pela Vale Soluções em Energia (VSE) uma oportunidade comercial para o Brasil.
“A utilização pioneira deste tipo de equipamento em uma região estratégica no mundo do ponto de vista ambiental amplia as perspectivas do biocombustível brasileiro no mercado internacional. Por ter um ponto de congelamento extremamente baixo, o etanol é mais apropriado que a gasolina ou o óleo diesel para operar nas baixas temperaturas observadas na Antártica,” avalia o executivo da UNICA.
Na comparação com turbinas elétricas convencionais movidas a combustíveis fósseis, o derivado da cana proporciona uma redução de 68% nas emissões de GEEs, além de lançar menos partículas e óxidos de nitrogênio na atmosfera. O Brasil é líder no uso de etanol em motores a combustão, como os de automóveis flex ou os que equipam os geradores na Antártica. Geradores a etanol da VSE foram uma das atrações para o público que visitou o estande do Projeto AGORA, durante a realização do Salão Internacional do Automóvel em São Paulo, em 2010.
Na ocasião, dois modelos de 400 quilowatts (KW) de potência, alimentados por um tanque especial com capacidade para 3.000 litros de etanol, iluminaram o estande.
A exposição comercial dessa tecnologia ganhará ainda mais força em 2012, ano que a Organização das nações Unidas (ONU) definiu como o Ano Internacional de Energia Sustentável para Todos. O objetivo é incentivar a conscientização sobre o uso sustentável de recursos naturais, esforço que culminará com a realização, em junho, da Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável, mais conhecida como Rio+20.
Apelo estratégico
A instalação de um gerador a etanol na Antártica em janeiro foi prestigiada pelo ministro da Defesa do Brasil, Celso Amorim, que acionou o equipamento durante visita ao continente. Em complemento aos geradores convencionais movidos a diesel, já utilizados no local, a novidade vai garantir toda a energia elétrica necessária para o funcionamento do centro de pesquisa científica estabelecido na Antártida pelo governo brasileiro em 1984.
Diariamente, serão produzidos 250 (KW) para consumo na estação, o que exigirá, ao longo do ano, a utilização de 350 mil litros de etanol, o mesmo combustível utilizado em automóveis flex. A Petrobrás, fornecedora do biocombustível, vai acompanhar de perto o desempenho do etanol sob baixas temperaturas.
Ao todo, o projeto, que também tem apoio logístico da Marinha do Brasil, consumirá R$ 2,5 milhões, recursos viabilizados pela Lei da Inovação, por meio da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP).
FONTE: www.unica.com.br
NOTA DO PODER NAVAL: Fontes disseram que o incêndio teria começado num gerador de etanol recém instalado na estação.

SE O TIRIRICA CONSEGUIU, POR QUE ELE NÃO CONSEGUIRIA?

RIO BRANCO LITERALMENTE DEBAIXO D'ÁGUA

FOTOS CONTILNET




HUMOR - 26/02/2012

QUE ASSIM SEJA
QUE ASSIM VEJA
SAÍDA PELA DIREITA(essa, só quem assistiu desenho da década de 70).
Aula de Sonoterapia
Sai fora cabeludo

25 de fev de 2012

PÔR DO SOL EM ALGUMA FAZENDA DE TARAUACÁ, MUITO LONGE DO SEU DIAL

INCÊNDIO EM BASE BRASILEIRA NA ANTÁRTIDA DEIXA DOIS MORTOS

Corpos já foram localizados; acidente ocorreu em geradores de energia nesta madrugada

Sergio Torres, de O Estado de S. Paulo - RIO - Os corpos dos dois militares brasileiros mortos no incêndio da Estação Comandante Ferraz, base militar e científica brasileira na Antártida, foram encontrados e reconhecidos neste sábado, 25, segundo o Ministério da Defesa. Eles foram identificados como o suboficial Carlos Alberto Vieira Figueiredo e o primeiro-sargento Roberto Lopes dos Santos. A idade deles não foi divulgada.

O fogo começou na madrugada deste sábado e destruiu a estação. Havia 60 pessoas na base - metade delas pesquisadores de universidades nacionais, que escaparam ilesos. O sargento Luciano Gomes Medeiros sofreu ferimentos, mas não corre risco de morte. À tarde, a base foi abandonada pelos militares que ainda tentavam conter as chamas.

O fogo começou na praça das máquinas, onde funcionavam os geradores de energia da estação, e se alastrou com rapidez. A Comandante Ferraz tem um formato contínuo. A praça das máquinas não é separada fisicamente dos alojamentos, laboratórios e demais ambientes.

"A estação acabou." A frase foi usada por um oficial da Marinha lotado na Secretaria da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar (Secirm), envolvida nas atividades brasileiras na Antártica, em telefonema à bióloga Yocie Yoneshigue Valentin, coordenadora do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia-Antártico de Pesquisas Ambientais (INCT-APA), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), responsável por algumas das mais importantes pesquisas brasileiras no continente.

A especialista, que voltou da Antártida este ano, ainda conseguiu contato com alguns colegas que escaparam do incêndio com a roupa que vestiam.

"Eles deixaram tudo para trás, documentos, pesquisas, bagagem. É uma perda irreparável. Contaram que uns foram sendo acordados pelos outros, porque o alarme de segurança da estação não soou. Estamos consternados. Parece que não sobrou nada", lamentou.

Cientistas que estavam na estação contam que os dois militares que morreram não conseguiram sair da praça de máquinas quando as chamas se espalharam. Os corpos continuavam à tarde dentro da estrutura onde funcionam os geradores da base, totalmente destruída.

O fogo começou às 2h. Uma explosão acordou a todos. As causas são desconhecidas. Os 30 pesquisadores, um alpinista que presta apoio às ações de campo, um representante do Ministério do Meio Ambiente e 12 funcionários civis do Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro (especializados em reparos e manutenção) foram transferidos ao amanhecer, em helicópteros, para a base antártica Eduardo Frei, do Chile.

De acordo com a Marinha, um avião cedido pela Força Aérea da Argentina resgatou o grupo brasileiro na base chilena, levando-o para a cidade de Punta Arenas, na Patagônia do Chile. De lá os brasileiros deverão voltar em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB), que decolou neste sábado à tarde do Rio.

Em contatos por e-mail com parentes no Brasil, os pesquisadores relataram de modo bastante sucinto o que aconteceu e avisaram que somente em Punta Arenas, por causa dos transtornos e dificuldades decorrentes do incêndio, poderão retomar os contatos.

"Aconteceu um incêndio na estação. Fomos resgatados agora sem ferimentos. (...) Estamos na base chilena. (...) Assim que puder telefono", avisou cedo o biofísico João Paulo Machado Torres, da UFRJ, à mulher Susana Fonseca.

Uma equipe de 15 militares da Marinha, comandadas pelo capitão-de-fragata Fernando Tadeu Coimbra, permanecera na base, sediada na Baía do Almirantado, ilha Rei George, no arquipélago Shetlands do Sul, a 130 km do continente antártico, para apagar o fogo. À tarde, a Marinha informou que até eles tiveram que abandonar a base, oficialmente devido às "condições meteorológicas adversas".

"Assim que as condições meteorológicas permitirem, a Marinha do Brasil, com apoio do navio 'Lautaro`, da Armada do Chile, enviará uma equipe do grupo-base, liderada pelo chefe da Estação Antártica Comandante Ferraz (capitão-de-fragata Fernando Tadeu Coimbra) para avaliar os danos causados à estrutura da Estação", informa comunicado da Marinha.

Dois navios da Marinha argentina e dois botes da estação antártica polonesa apoiaram as ações da equipe brasileira, além de três helicópteros da base do Chile. O militar ferido foi levado para a estação da Polônia, onde recebeu os primeiros socorros, sendo a seguir transferido para a estação chilena. A Marinha informou que o navio brasileiro "Almirante Maximiano" partiu de Punta Arenas em apoio às ações que terão que de ser desenvolvidas para avaliar os danos à Estação Comandante Ferraz.

Os trabalhos dos pesquisadores da UFRJ, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Universidade de São Paulo (USP), Universidade Vale dos Rio dos Sinos (Unisinos) e Universidade Federal do Rio Grande (Furg), entre outras instituições presentes à base brasileira, tiveram que ser abandonados às pressas por causa do fogo. Não há ainda informações sobre se poderão ser recuperados mais adiante.

A Estação Antártica Comandante Ferraz existe desde 1984. Ela é ocupada pelo Brasil 365 dias por ano. Sua destinação é a ciência, de acordo com os tratados assinados pelo Brasil com as nações que compartilham o território antártico.

(Com informações de Fábio Grellet, de O Estado de S. Paulo)

NÃO QUERO JULGAR O DETRAN DO DF POR UM FUNCIONÁRIO...

...Mas se não tomarem cuidado, vão jogar por água abaixo tudo o que o japonês fez.

GOVERNO ESCONDE NAUFRÁGIO DE BARCO COM 10 MIL LITROS DE ÓLEO NA ANTÁRTIDA

Acidente ocorreu em dezembro e foi mantido em sigilo para evitar repercussão internacional
Sergio Torres, de O Estado de S. Paulo


RIO - Uma chata (embarcação de fundo chato usada para transporte de carga) rebocada pela Marinha afundou em dezembro no litoral da Antártida com uma carga de 10 mil litros de óleo combustível.

Poluente, o produto não vazou, mas está a 40 metros de profundidade e a 900 metros da praia onde fica a Estação Antártica Comandante Ferraz, base brasileira no continente. Um compartimento dentro da embarcação armazena o diesel.

O naufrágio vem sendo mantido em sigilo tanto pela Marinha quanto pelos ministérios que integram o Programa Antártico Brasileiro (Proantar) – Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia, Relações Exteriores e Minas e Energia e Defesa. Não houve vítimas no acidente.

O Brasil é signatário de tratados de preservação ambiental na Antártida e, portanto, se comprometeu a não poluir o continente.

Sem divulgação oficial por parte do governo, chega na próxima semana à Baía do Almirantado, onde a chata foi a pique, os navios de socorro Felinto Perry, da frota da Marinha, e Gulmar Atlantis, contratado pela Petrobrás. O Felinto Perry é especializado em resgate de submarinos, além de outras operações complexas.

Mergulhadores da Petrobrás, treinados para atuar em acidentes que envolvem vazamentos nas estruturas de exploração e produção de petróleo, participarão da tentativa de resgate.

O planejamento prevê o içamento da chata por boias e guindaste, para que o gasoil artic (combustível anticongelante produzido pela Petrobrás para a ação brasileira na Antártida) possa ser retirado do meio ambiente antes que comece a vazar.

É uma operação considerada de risco, por causa do clima inóspito da região.

Clima. A chata afundou em consequência do mau tempo. Estava sendo rebocada para a terra por quatro embarcações pequenas quando, possivelmente por causa do vento forte e do mar agitado, ela naufragou. Não havia marinheiros a bordo, pois a chata não tem tripulação.

Flutuante sem motor ou qualquer outro tipo de propulsão própria, a embarcação só navega a reboque. Sua função é cargueira. A que naufragou na Antártica tinha fundo reforçado e paredes duplas, para dificultar os vazamentos de óleo.

A chata servia à Estação Antártica. Cabia a ela transportar para a terra os combustíveis líquidos trazidos pela Marinha para o abastecimento da base. O gasoil artic permanece armazenado em 17 tanques.

Por ano, a estação consome 320 mil litros de óleo, empregados em geração de energia e aquecimento interno e da água, indispensáveis em ambientes cuja temperatura pode ficar abaixo de -30°C.

Na estação vivem 15 militares da Marinha, 15 funcionários civis do Arsenal de Marinha (para manutenção, reparos e emergências) e, em sistema de rodízio, 30 pesquisadores (biólogos, biofísicos, geólogos, oceanógrafos e químicos, entre outros) de universidades e instituições científicas brasileiras.

Espera. O resgate da chata não tem data marcada. Dependerá das condições climáticas. Há uma semana, nevascas cobriram com uma camada de pelo menos 1 metro de altura solo da enseada da Ilha Rei George, sede da base nacional. Os ventos superiores a 100 quilômetros por hora impediram os cientistas de realizar trabalhos de campos. Tiveram de ficar confinados.

Depois disso, o tempo melhorou, com o surgimento do Sol. Antes negativas, as temperaturas chegaram a 5°C. Como o verão está no final, são esperadas para breve quedas bruscas nas temperaturas e tempestades de neve. Daí a necessidade de o resgate ser feito o mais rapidamente possível, para que ocorra em condições de segurança.

Alívio. As observações feitas após o naufrágio por um robô de inspeção submarina mostraram que o diesel não vazou, para alívio dos profissionais da estação e do governo brasileiro, preocupado com a repercussão internacional que um derramamento de poluentes na Antártida pode representar.

Conhecido como Protocolo de Madri, o Tratado da Antártica para Proteção ao Meio Ambiente, em vigor desde 1998, torna o continente reserva natural destinada à ciência. O tratado proíbe até o ano de 2047 a exploração econômica dos recursos minerais e regulamenta e controla a presença humana no local.

O artigo 3.º do protocolo estabelece que as atividades na Antártida sejam “organizadas e executadas com base em informações suficientes que permitam avaliações prévias e uma apreciação fundamentada de seu possível impacto no meio ambiente antártico e dos ecossistemas dependentes e associados”.

Caso o diesel vaze, o acidente com a chata poderá ser interpretado pela comunidade internacional como um desrespeito ao protocolo, por falta de planejamento e pelo uso de processo tido como obsoleto.

Para os cientistas, um sistema de dutos – que não foi implantado na base brasileira – seria o ideal para transportar combustível entre as embarcações e os tanques.

O artigo também estabelece que deverão ser evitados impactos negativos sobre a qualidade do ar e da água; modificações significativas no meio ambiente atmosférico, terrestre, glacial e marinho; riscos para as espécies animais e vegetais; e degradação de áreas com especial significado biológico, científico, histórico, estético ou natural. 
Nota: Se fosse o PSDB heim?

VENTO QUE VENTA LÁ, VENTA CÁ

Vejam como anda a temporada de politicagem no Brasil.
O PT que imprensou o PSDB contra a parede no caso da reintegração de posse no Pinheirinho em São Paulo, agora sofre com o placar (de virada!) de 2x1 nos dois casos do Acre, são eles: Brasiléia e no bairro 6 de agosto em Rio Branco.
Como diz a fala do saudoso humorista, é a ingnorância que astravanquia o progrecio.
Veja abaixo matéria do jornalista Reinaldo Azevedo.

Vejam este vídeo: crianças e donas de casa feridas com as balas de borracha democráticas do petismo em Rio Branco

Publiquei ontem aqui um post, com vídeo, em que o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) parece sororocar, à beira de um ataque. Aos berros, proclamava as supostas violências havidas na desocupação do Pinheirinho. Nunca cheguei exatamente a levá-lo a sério, mas confesso que até eu cheguei a pensar que fosse um pouquinho mais sério… Também este grande progressista tem, como todos os de sua trupe, aquele asqueroso amor seletivo pelo humanismo.

Noticiei aqui anteontem mais um confronto entre a Polícia Militar do Acre, governada pelo petista Tião Viana, e moradores, desta vez do bairro Seis de Agosto, em Rio Branco. A enchente do Rio Acre levou o governo a cortar a energia elétrica da região sem prévio aviso, o que revoltou muitos moradores. Eles decidiram, então, fechar uma avenida. Vejam lá.

Pois bem! Mais uma vez, Tião Viana chamou o BOPE — a exemplo do que fizera numa reintegração de posse na cidade de Brasiléia —, e o couro cantou no lombo do povo. Muita gente ficou ferida com balas de borracha. Em Brasiléia, lembrem-se, um índio ficou cego de um olho, atingido por um desses artefatos.

Cadê o Suplicy?
Cadê a Dilma?
Cadê a Maria do Rosário?
Cadê o José Eduardo Cardozo?

Peço que vocês vejam este vídeo. Volto em seguida.


Voltei
Eu não apóio, como sabem, manifestações violentas. E acho que as leis têm de ser cumpridas. Quando menos, os episódios de Brasiléia e, agora, do bairro Seis de Agosto têm de ser investigados. Eu não vi as crianças feridas do Pinheirinho — nem o senador Suplicy ou a presidente Dilma Rousseff, que chamou a ação em São Paulo de barbárie. Mas vejo acima crianças feridas com bala de borracha. Eu não vi o ferimento do tal assessor de Gilberto Carvalho — aquele que segura os projéteis com inexcedível prazer —, mas vejo o sangue correr da perna de donas de casa do bairro Seis de Agosto.

A Polícia de São Paulo, como sabem os senhores, teve de provar QUE NÃO FEZ um monte de coisas que lhe eram imputadas. A polícia do companheiro Tião Viana, como a gente vê, não precisa nem mesmo explicar o que fez. Antes que os companheiros possam apontar o dedo para seus adversários, têm muitas explicações a dar (a lista está aqui).

Qual é a explicação de Suplicy e dos demais petistas? Será que as balas de borracha de Tião Viana são instrumentos de libertação dos oprimidos? E Marina Silva? Vai se calar mais uma vez? No Acre, não custa lembrar, a líder da “nova política” é governo. O governo da velha bala de borracha.
Nota: Só mais um adendo. A polícia, só cumpre ordens.

DA SÉRIE: DESENHOS NOS MEUS LIVROS DE 5ª SÉRIE 25/02/2012

24 de fev de 2012

TRIBUTO AO PASSADO – TARAUACÁ HÁ 67 ANOS - RESIDÊNCIA DA DONA ALBIA PINHEIRO– FICAVA ONDE HOJE É O BASA

MINHA COLUNA - 24/02/2012

  "Entre outros males, estar desarmado significa ser desprezível”.
Maquiavel


Não sei por que às vezes sinto que é muita festa e pouco estudo.
Os desempenhos dos acreanos nos vestibulares mostram isso.

Nem uma nem outra
Agora além da oposição é a situação que não se une no Estado. No final quem se lasca é o “povo”.

Bons ventos
Esse carnaval no mandato da Prefeita Marilete, foi o mais tranqüilo dos últimos 12 anos.

Com os ventos, os sons
O retumbar dos tambores que chegam ao meu ouvido proveniente do ensino médio, dão conta que as coisas começam a entrar nos eixos. Essa é a hora das pessoas centradas, de bem e que queiram algo de bom para seus filhos, dêem apoio para o novo diretor.

Paradoxo I
No Brasil comemora-se um número grande de atendimento em hospital. Não seria melhor comemorar o contrário?

Paradoxo II
Em um país que pode se roubar licitamente, falar de democracia é muito conveniente.

Qual o motivo do espanto?
Ver o Kassab se aliar ao PT é a mesma coisa que ver o Brizola apertando a mão do Collor.

Quartel
Passou da hora de investir no quartel da polícia em TK. Alojamentos melhores e muros para maior privacidade principalmente na educação física seria muito bom.

O cara tem razão
Se o governo cancelar o carnaval por causa de enchente, nunca mais vai haver carnaval em Rio Branco. Quem tinha que se solidarizar era o povo e não ir. Q    uem tinha que cancelar era o povo. Mas, como estamos há 50.000 anos luz disso...

Não precisa explicar, eu só queria entender.
Se somos a 6ª economia do mundo, por que os cortes de 50 Bi  orçamento. Esse contingenciamento está mal explicado. Ou então tem algo de fictício no reino da Dinamarca.

Enchentes
Continuam mexendo muito com a natureza, um dia ela responde. Cadê o código florestal? Por que as beiras dos rios não têm árvores?

Onde se lê
Opinião pública entenda eleitor. Só!
O e-mail é falso! Ashley Flores nunca desapareceu!
Em primeiro lugar, a corrente não tem data. Fala que a menina estaria desaparecida há duas semanas, mas não diz a partir de que dia. Pode ser um mês, um ano…
Na verdade, a história circula pela web desde 2006 se tornando uma das maiores lendas da internet de todos os tempos. Como ela (a mensagem) não é datada, pode ser repassada várias vezes e quem a recebe pela 1ª vez pode achar que o texto é recente.

Drogas
Preste atenção nesse out door para não chorar depois. Fique de olho no seu filho, acompanhe o que ele anda fazendo na rua.

SERIEDADE - 24/02/2012

PURA VAERDADE


PURA CONSTATAÇÃO


COMO SE TRATA TRAFICANTE NA CHINA

HUMOR - 24/02/2012

EMOÇÕES DE UM ACAMPAMENTO

IMPROVISAÇÃO

EU APOIO A MAMÃE

ESTILO

ANIMAIS, SÓ RACIONAIS

AI!