20 de mai de 2015

CANSADA DE VIOLÊNCIA POPULAÇÃO FAZ "VAQUINHA" E COMPRA FUZIL PARA PM ENFRENTAR BANDIDOS


Da parceria da Banda B com  Jornal O Repórter
Uma parceria entre a Prefeitura de Tijucas do Sul, na região metropolitana de Curitiba, e moradores permitiu, nesta semana, a compra de um fuzil 5.56 marca Imbel, de grande potência. O armamento chega para dar suporte à Polícia Militar (PM) em ações contra assaltantes. Isso mesmo. Numa espécie de “vaquinha”, a população juntou dinheiro para comprar um fuzil, cumprindo assim um papel que é do Estado.

No mês passado, os moradores viram os policiais militares do destacamento da cidade completamente acuados diante de um assalto ao Banco do Brasil. “Armados até os dentes”, os bandidos metralharam o banco, explodiram os caixas eletrônicos e ainda espalharam pregos pelas ruas para atrapalhar qualquer perseguição. Sem ter o que fazer diante de tamanho poder de fogo, os policias militares tiveram que recuar.

A assessoria da Polícia Militar informou, porém, que a iniciativa da compra do fuzil não aconteceu em razão deste assalto, mas sim um ano e meio atrás. A assessoria diz também que não teria sido a população que reuniu dinheiro para a compra do equipamento, mas sim uma empresária da região em parceria com a prefeitura.  Independente disso, os policiais do destacamento, estão bastante satisfeitos.

“Somos gratos por este apoio e nossa contrapartida é oferecer segurança de qualidade a toda a população”, destacou o sargento Toledo, comandante do Pelotão Militar de Tijucas, em entrevista ao Jornal O Repórter, revelando que a compra foi feita com autorização da Polícia Federal e Exército. “A compra foi legal, após autorização e o dinheiro foi depositado na conta da empresa IMBEL. Certamente é um reforço de peso e que vai contribuir com nossas ações em Tijucas do Sul e região”, disse.

Ainda segundo o sargento, enquanto um revólver dispara um tiro, o fuzil dispara 10. “O alvo pode estar a 300 metros que pode ser atingido facilmente”, acentua o sargento.

A entrega do fuzil 5.56, que custou R$ 5,5 mil, acontecerá às 11 na manhã desta sexta-feira (8) em solenidade que contará com a presença da população, empresários, o prefeito Gringo, de Tijucas e vereadores, além de representantes da PM, de acordo com o Jornal.

A reportagem também destaca que a aquisição de mais um fuzil está em andamento com nova colaboração da comunidade de Tijucas do Sul.

Prédio reformado

Soldado Eder exibe fuzil doado pela comunidade
(Foto: Jornal O Repórter)
Em 2013, o prédio do 6º Pelotão da PM foi totalmente reformado com recursos de outra parceria entre prefeitura, membros da comunidade e igreja católica. Localizado na praça central, o prédio conta agora com salas administrativas, cartório, sala de rádio, refeitório, banheiros (masculino e feminino), sala do Departamento de Trânsito, alojamento e estacionamento coberto. A obra, entregue há cerca de dois anos, custou aproximadamente R$ 65 mil de mão de obra. O terreno e o material foram doados por meio da parceria pública e privada.

Eficácia

Como, pela Constituição Federal, oferecer segurança a população é dever do Estado, a  Banda B procurou no início desta manhã a assessoria da Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp-PR) para questionar se o órgão apoia este tipo de iniciativa popular, de comprar um fuzil para a PM, e se é eficiente a compra de armamento pelos moradores para equipar a PM a enfrentar os bandidos. Aguardamos um posicionamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.