8 de mai de 2015

EUROPA CELEBRA 70 ANOS DO SEU DIA DA VITÓRIA


Eventos com autoridades políticas marcam a derrota da Alemanha na Segunda Guerra Mundial

Evento pelos 70 anos do fim da Segunda Guerra iluminou, à meia-noite desta sexta, a cidade de Gansk, na Polônia, onde foi disparado o primeiro tiro do conflito, em 1939 - AGENCJA GAZETA / REUTERS

“Deus abençoe a todos! Esta é a vitória! É a vitória da causa da liberdade em todas as terras. Em toda a nossa longa história nunca vimos um dia maior do que este, que marcou o fim da Segunda Guerra Mundial na Europa em 1945”. Com esta declaração, o então primeiro-ministro britânico Winston Churchill afirmou para uma multidão na cidade de Whitehall, no Reino Unido, que, no dia 8 de maio de 1945, o exército inglês venceu a guerra na Europa.


Um dos primeiros eventos nesta sexta aconteceu à meia-noite na cidade de Gdansk, na Polônia, no local onde o primeiro tiro da Segunda Guerra foi disparado, em 1939. A celebração foi marcada por umas salva de 21 disparos, e holofotes iluminaram o monumento aos soldados poloneses. Estavam no local o secretário geral da ONU, Ban Ki-moon, e os presidentes de países como Bulgária, República Tcheca, Romênia, Ucrânia e, claro, da Polônia.

O evento foi promovido como parte de um boicote de líderes da Europa Oriental às celebrações do Dia da Vitória na Rússia, que acontece este sábado em meio à tensão gerada pelo posicionamento russo com relação ao conflito na Ucrânia. Num discurso, o presidente polonês, Bronislaw Komorowski, lembrou que a guerra uniu dois regimes totalitários, chegou ao fim com a Cortina de Ferro comunista, mas depois, finalmente, levou à integração da Polônia com a União Europeia.

As celebrações no Arco do Triunfo, local do túmulo do soldado desconhecido em Paris, contaram com a participação do secretário de Estado dos EUA, John Kerry, e do presidente francês, Francois Hollande, que definiu o Dia da Vitória da Europa como a "vitória de um ideal sobre uma ideologia totalitária".

Na Alemanha, o parlamento realizou uma sessão especial para homenagear as forças aliadas do Ocidente e o exército soviético, que derrotaram as tropas nazistas. O presidente alemão, Joachim Gauck, deixou uma coroa de flores no cemitério soviético em Schloss Holte-Stukenbrock, na Alemanha, perto de um antigo campo de prisioneiros de guerra.

O presidente da Alemanha, Joachim Gauck, tem sua imagem refletida num memorial com nomes de prisioneiros russos durante festividades pelo fim da Segunda Guerra - Martin Meissner / AP

Em Londres, haverá um evento ao redor do Cenatáfio para marcar o momento em que Winston Churchill anunciou o fim do conflito. Serão reservados dois minutos de silêncio. Na noite desta sexta, mais de 200 farois serão acesos por todo o Reino Unido. No domingo, a Rainha Elizabeth, que há 70 anos acenava para o público da varanda do Palácio de Buckingham, participará de um evento de celebração na Abadia de Westminster.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.