25 de jun de 2015

DEPUTADO JESUS SÉRGIO CONVIDA DIRETOR DA ELETROBRAS PARA PRESTAR ESCLARECIMENTOS SOBRE REAJUSTES E BANDEIRA TARIFÁRIA PRATICADA NO ACRE



Da Assessoria - Após repudiar na tribuna da Assembléia Legislativa do Acre (ALEAC), o alto preço da tarifa de energia elétrica praticada no estado e a precariedade dos serviços prestados no interior, o deputado estadual Jesus Sérgio (PDT) apresentou requerimento nesta quinta-feira, 25, propondo a vinda do diretor-presidente da Eletrobras Distribuição Acre.

Vale destacar que na última quarta-feira, 24, o presidente da Eletrobras Marcos Aurélio Madureira anunciou, em Brasília, o desligamento de Joaquim Caldas Rolim de Oliveira, diretor-presidente da Eletrobras Acre, que será substituído interinamente pelo engenheiro Luiz Armando Crestana, Diretor Comercial da empresa.

Embora não se tenha formalizado o nome do novo gestor que irá assumir a pasta, Jesus Sérgio destaca que o requerimento vai de encontro com a necessidade de informação da sociedade acerca dos frequentes reajustes praticado na tarifa de energia elétrica no Estado e ainda pede esclarecimentos quanto a tão falada bandeira tarifária, que saltou para R$ 5, 50 por cada 100 quilowatts hora.

A pauta ganhou força e representantes de estados que compõem a Amazônia já se mobilizam, inclusive no Congresso Nacional, questionando a aplicação da tarifa extra. Jesus Sérgio pede a presença do gestor da Eletrobras Acre para que realize um detalhamento quanto à aplicação da tarifa, uma vez que alguns dos estados - que compõem a Amazônia - não estão conectados ao Sistema Interligado Nacional (SIN), requisito imprescindível para cobrança da tarifa.

Jesus Sérgio explica que “não está claro quais dos 22 municípios do Acre estão interligados ao SIN. Ao que parece alguns municípios não deveriam estar enquadrados na cobrança, entre eles: Assis Brasil, Cruzeiro do Sul, Feijó, Marechal Thaumaturgo, Manoel Urbano, Porto Walter e Tarauacá, portanto, precisamos que seja esclarecido, explicou.

Além disso, o deputado apresenta a queixa dos consumidores das cidades mais distantes que tem sofrido com as frequentes quedas de energia elétrica, além da falta de investimento na expansão da rede na maioria dos municípios acreanos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.