14 de jun de 2015

DNIT ABANDONA BR-364 NO ACRE E MOTORISTAS AMEAÇAM FECHAR RODOVIA




Luciano Tavares - As condições de tráfego pela BR-364, sentido Sena Madureira/Cruzeiro do Sul pioram a cada dia. Outra vez, motoristas que circulam pela rodovia enviaram ao ac24horas, fotos e um vídeo mostrando as condições da estrada. A impressão que se tem, em alguns trechos, é de que a rodovia nunca recebeu asfalto, tamanha é a quantidade de atoleiros e enormes buracos na estrada que consumiu mais de R$ 1,5 bilhão nos últimos 16 anos.

O KM-20, sentido Tarauacá/Cruzeiro do Sul é um dos trechos mais críticos da rodovia. Para se ter uma idéia,
na manhã da última quinta-feira, os ônibus que fazem a linha para Cruzeiro do Sul não conseguiram passar pelo local e os motoristas tiveram que voltar para Rio Branco.

Revoltados, motoristas de ônibus, taxistas e caminhoneiros, pessoas que dependem da rodovia para sobreviver, ameaçam interditá-la a qualquer momento, caso não seja tomada nenhuma providência pelo Dnit, órgão responsável pela manutenção do acesso.

“Os que conseguiram, que são ônibus toco, sairam do outro lado totalmente destruidos, os caminhoneiros dizem que irão fechar a BR. Além desse, tem um outro trecho que tá pior ainda, próximo ao Gregório”, conta Marciel Francisco, motorista de uma empresa que faz a linha Rio Branco/Cruzeiro.

Célio Peixoto, proprietário da empresa de ônibus Latina, conta que os prejuízos são enormes e que não há sequer um dia que ele não saia no prejuízo por conta das péssimas condições da rodovia.

“Essa estrada vai fechar, estamos com três dias que não operamos. Como nossos ônibus são grandes, truncados, não passamos nos buracos e quando se consegue, quebra tudo, suspensão, parachoque, radiador, estoura pneu de tanto patinar e muita das vezes quebra-se até o motor dos ônibus.”

O Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) prometeu que começaria em junho um trabalho de tapa-buracos e manutenção geral do trecho entre Sena e Cruzeiro do Sul, mas até agora não deu as caras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.