18 de jul de 2015

EDUCAÇÃO SEM FARSA - ALUNOS DO COLÉGIO OBJETIVO CONQUISTAM MEDALHA DE PRATA INÉDITA NA TAILÂNDIA


Jovens Físicos: alunos conquistam medalha de prata inédita na Tailândia


Os alunos do Objetivo foram destaques em mais um torneio científico. Matheus Camacho e Diego Pinheiro de Moura, integrantes da equipe brasileira no Torneio Internacional de Jovens Físicos (IYPT, na sigla em Inglês), realizado na Tailândia, conquistaram a medalha de prata, colocando o país na 5ª posição entre os gigantes dessa olimpíada. Em um fato histórico e inédito, o país se posicionou a frente de referências mundiais em educação, como Coreia, Alemanha, Rússia, Taiwan e Inglaterra.

O Torneio Internacional de Jovens Físicos é conhecido como a Copa do Mundo da Física. Foi realizado em Nakhon Ratchasima (Tailândia), nos meses de junho e julho, e reuniu 27 países de todos os continentes.

O IYPT acontece totalmente na língua inglesa, propondo aos participantes o debate de problemas da Física presentes no cotidiano, explanados no que é conhecido como Physics Fights (PFs). Foram realizados cinco Fights, com duração de 50 minutos cada. Os integrantes das equipes atuaram como relatores (apresentando a solução de um problema), oponentes (apontando falhas do relator e expondo aspectos positivos da apresentação) e avaliadores (avaliando as atuações das duas equipes), tal qual prevê a regra. As questões não têm uma única resposta e são necessários meses de pesquisa para chegar à resolução.

Os problemas são abrangentes e suas temáticas variaram. Apresentaram-se, por exemplo, a construção e o estudo teórico da Física presente em um músculo artificial, o comportamento e análise de um planador Magnus, a construção e comportamento de lentes, o funcionamento de um pêndulo magnético, entre outros.

Para se ter ideia do nível de dificuldade dos problemas, o IYPT trouxe a todos os participantes desafios que foram além dos fights, como a diferença de fuso horário, lugar, clima e alimentação, além, é claro, da utilização irrestrita do Inglês.


A conquista da medalha de prata coloca de forma definitiva o país entre os melhores do mundo, quando se trata das olimpíadas científicas. Ela adquire ainda mais importância se verificada a evolução apresentada pelo Brasil: 17ª colocação em 2007 (Coreia do Sul), 10ª colocação em 2012 (Alemanha), 7º lugar em 2013 (Taiwan).

“Essa vitória é um marco na Educação brasileira e mostra que podemos fazer um trabalho sério e de qualidade. Esses jovens e seus professores estão de parabéns. Estamos ganhando um espaço muito importante, na educação dos jovens”, explica Ronaldo Fogo, coordenador dos cursos especiais de Física do Colégio Objetivo.

Rumo à Tailândia

A classificação dos alunos do Objetivo para o mundial veio com a conquista de medalhas de prata na edição brasileira do IYPT, ocorrido em abril, em São Paulo, nos campi da Unip/Cidade Universitária e USP/Poli. Na ocasião, estiveram presentes 24 equipes finalistas dos estados de São Paulo, Paraíba, Piauí, Goiás e Fortaleza. Mais de 50 equipes disputaram as vagas para a fase final, representando 10 estados. 

Os melhores relatórios classificaram as 24 equipes que, na Unip, resolveram e debateram alguns dos problemas nos Physics Fights. Por fim, uma banca de jurados deu as notas. Os vencedores de ouro e prata das cinco melhores equipes foram classificados para o torneio internacional. 

Fotos Uol - Informações: Site do colégio Objetivo

Matérias relacionadas:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.