24 de ago de 2015

SIMBIOSE ASFÁLTICA DANADA DE ACONTECER


Procurei, procurei e procurei pela internet algo que justificasse essa “simbiose” entre tampinhas (chapinhas para outros), de cerveja e refrigerante com asfalto que favorecesse de alguma forma um dos lados e não achei. Os donos de restaurantes, bares e botecos de Tarauacá devem a começar por eles mesmos a mudar essa “filosofia” de que jogado na rua não é mais minha, não é problema meu, e colocar uma lata de lixo próxima as mesas para que seus garçons joguem essa “coisa” que tanto os atrapalha e os incomodam tanto no lugar certo.

O que não dá pra aceitar é mais essa imundice que poderia ser evitada manchando a paisagem da educação tarauacaense. Sim, tem gente que tem, e tem o direito em andar em uma cidade limpa.
Outro dia perguntei a um desses rapazes que serve as mesas, o porquê dele fazer isso? Após 1 minuto olhando pra minha cara, sem ter claro uma resposta óbvia, disse-me grosseiramente que era porque era assim mesmo!

Nem pra botar a culpa no patrão chefe?

Nunca é demais lembrar que o mundo já chegou ao século XXI e estamos ficando bem pra trás. 

Até isso Brutus!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.