11 de set de 2015

CAMINHÕES QUE PRESTAM SERVIÇOS PARA SECRETARIA DE OBRAS DESRESPEITAM MOTORISTAS PREJUDICANDO SEU DIREITO DE IR E VIR



Não é de hoje o desrespeito dos caminhões que prestam serviços para a Secretaria de Obras do Município de Tarauacá. A foto fala por si só. Ontem quando voltando pra casa, ou seja, no meu direito de ir e vir um motorista que trabalha para Secretaria de Obras estacionou mal o caminhão e quando fui interpelar somente para pedir para da próxima vez estacionar direito, responde com uma ignorância inexplicável. Uma outra vez tive que esperar porque eles colocaram literalmente no meio da rua, tendo que desligar o carro porque moramos em um local que se paga uma das gasolinas mais caras do Brasil.

A verdade é que mudanças novas para que apareça algo de novo não acontece. Depois que o Lázaro saiu da limpeza, a cidade nunca viu tanta sujeira espalhada, o aeroporto que é o cartão de visita ou cartão postal de uma cidade está constantemente assim como vocês podem ver nas fotos abaixo. 

Outra coisa é essa maneira primitiva de varrer as ruas, um problema que sai Prefeito e entra Prefeito e não muda.

Ficam jogando aquele pó com coliformes fecais em cima das pessoas que estão se alimentando em algum restaurante, bar, lanchonete ou nos churrasquinhos de gato como são conhecidos os autônomos que vendem espetinhos na rua. Apesar de centenas de reclamações (inclusive algumas feitas diretamente a mim para divulgar), dos donos de bar essa falta de educação crônica que é o modo de varrer a cidade não muda.

Ano passado uma motoniveladora passou em cima dos olhos de gato arrancado um e danificando outros, isto presenciado por mim. Vale lembrar que isso é colocado com o dinheiro dos nossos impostos e tem que ser bem cuidado.

O inverno já mostra sua presença a população gostaria de saber como é que vai ficar esses buracos que estão sendo tapados com barro, como ao lado do Instituto São José só para citar um, se vai continuar assim?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.