16 de set de 2015

DEPUTADO JESUS SÉRGIO (PDT) REPUDIA EXONERAÇÃO DE PM PORTADOR DE HEPATITE “B” E FAZ APELO CONTRA ATO DISCRIMINATÓRIO


Durante sessão realizada na Assembleia Legislativa do Acre (ALEAC), ontem (15), o deputado Jesus Sérgio (PDT) utilizou a tribuna para denunciar suposto preconceito cometido contra um policial militar portador do vírus da hepatite B.

O parlamentar afirma que um PM lotado no município de Tarauacá/Jordão foi afastado das atividades de trabalho por conta da doença da qual é vítima.

O deputado, que classificou a atitude do afastamento do policial como altamente preconceituosa, ressaltou que o Acre possui milhares de pessoas infectadas com diversos tipos de vírus da hepatite e que, portanto, a medida poderá abrir precedentes para outros casos de intolerância.

“Somos um dos Estados com maior índice de hepatites, infelizmente. Não podemos tolerar este tipo de atitude”, ressaltou.

Jesus Sérgio solicitou, ainda, que o policial seja prontamente reconduzido ao posto de trabalho.

“Pedimos que ele seja reconduzido ao trabalho, pois afastar alguém por causa do vírus da hepatite é algo terrível. Pedimos providências com relação a este assunto”, disse.

O líder do PDT na ALEAC e presidente da Associação de Portadores de Hepatites do Acre (APHAC), deputado Heitor Junior, também criticou o pedido de afastamento do referido policial e ressaltou que já existe jurisprudência favorável ao paciente em casos semelhantes dando ganho de causa ao hepatopata.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

JESUS SÉRGIO PEDE URGÊNCIA NA FISCALIZAÇÃO NO LIMITE DE CARGAS NA BR-364


Depois de entrar num embate sobre os ataques ao líder do PDT no Acre e deixar claro que não admite desrespeito ao presidente estadual do seu partido, Luiz Tchê, o deputado estadual Jesus Sérgio reclamou da situação de abandono quanto a não fiscalização de cargas ao longo da BR-364, especificamente nos trechos entre Feijó, Tarauacá e Cruzeiro do Sul.

Em seu discurso, na manhã desta terça-feira, 15, Jesus Sérgio apresentou indicação ao Executivo, a fim de que sejam retomadas as fiscalizações de caminhões que trafegam com peso acima do permitido. Tal condição tem contribuído para permanente deterioração da estrada, enquanto que toda a infraestrutura encontra-se abandonada, bem como as balanças em desuso.

Na indicação, o parlamentar sugere que seja celebrado um Convênio entre Governo do Estado – via DERACRE – e o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT), a fim de “evitar que o trabalho de recuperação a ser executado nos 147 quilômetros não venha a ser em vão e os recurso públicos já liberados não sejam aplicados de forma inadequada, pois se faz necessária a urgente fiscalização quanto ao limite de carga de caminhões que trafegam nos trechos considerados críticos”, destacou Jesus Sérgio.

Por fim, o deputado lamentou não ter assinado a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que tinha como objetivo investigar a aplicação dos recursos geridos pelo Governo do Estado. Ele questionou a informação recebida pelo DNIT relativa ao uso de insumos, como barro, considerados inadequados para o aterramento da estrada, para o aterramento da estrada, o que ocasionou a rápida deterioração de alguns trechos.

“Ao saber, hoje, que o poder público utilizava material não adequado para região lamento o fato de não ter assinado a CPI proposta nesta Casa. Utilizar material impróprio implica não somente na má administração dos recursos públicos, mas também em prejuízos à população que depende daquela BR. Deixo aqui outro questionamento: onde estão os funcionários que antes eram lotados para executarem os trabalhos de medição e peso de cargas na BR- 364? O governo precisa se posicionar e resolver essa questão para que seja retomada a urgente fiscalização de pesos e limites de cargas naquela região”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.