3 de set de 2015

PL (PROJETO DE LEI), DE AUTORIA DO DEPUTADO JESUS SÉRGIO, QUE REGULAMENTA O USO DE CELULARES EM SALA DE AULAS É APROVADO PELA CCJ DA ALEAC



Da Assessoria - O Projeto de Lei, que prevê a restrição do uso de aparelhos celulares e outros equipamentos eletrônicos em sala de aula, de autoria do deputado Jesus Sérgio (PDT) apresentado no plenário em Julho, foi aprovado nesta quarta-feira, 02 de setembro, pela Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do Acre (ALEAC).

A matéria foi aprovada por unanimidade pelos membros, que integram a CCJ da ALEAC. A proposta segue, agora, para a Comissão de Serviços Públicos da ALEAC, que estará apreciando o Requerimento, de autoria de Jesus Sérgio, que pede a realização de Audiência Pública, com objetivo de promover o amplo debate entre os profissionais e gestores das instituições de ensino público e particulares e também representantes do segmento estudantil, a fim de esclarecer os principais pontos da matéria, bem como a aplicabilidade e as implicações acerca do descumprimento da matéria mediante sua aprovação.



A Comissão de Serviços Públicos da ALEAC realizará nos próximos dias uma reunião, onde será definida a data da Audiência Pública. Jesus Sérgio destaca a importância da realização do debate, antes da votação da matéria, a fim de debater o problema, esclarecer pontos da proposta e, com isso, tirar um encaminhamento final antes da matéria ser votada.

“Sou professor há mais de 20 anos, conheço bem a dificuldades no âmbito escolar e, sei que o uso desordenado do aparelho celular em meio às práticas didáticas tem interferido no aprendizado dos estudantes. Tenho, claro também, que se faz necessário um amplo debate sobre o tema. A proposta do PL é contribuir para o melhor aproveitamento escolar, rendimento e interação entre estudantes e professores, uma vez que ficou comprovado, em testes experimentais em outros países, que o não uso de celulares em sala de aula reverteu déficit de notas e ainda elevou o rendimento escolar e a concentração dos estudantes”, destacou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.