24 de set de 2015

TRIBUTO AO PASSADO: PROFESSORA RILZA DANIEL - DA SÉRIE: QUEM FOI?


UMA PEQUENA BIOGRAFIA

A professora Rilza Maria Daniel do Nascimento, bela mulher, serena nascida às 20 horas do dia 5 de fevereiro 1958 no Município de Tarauacá-Ac, Bairro Senador Pompeu, sendo a 5ª filha de uma família de 09 filhos genéticos e 04 adotados ficando assim uma família de 13 filhos. 

Filha de Elmiro Daniel de Souza e Maria Alina de Souza do Santo Daniel, seus avós paternos Francisco Joaquim Daniel e Maria José de Souza, seus avos maternos Joaquim do Vale Santos e Eliza Nogueira dos Santos. Rilza adorava esse nome recebido de seus pais que deixava sempre gravado em diferentes objetos seus como: jóias, vestimentas, murais arte de serigrafia e diários.  


Residiu muito anos no bairro tradicional desta municipalidade Senador Pompeu, conhecido popularmente como (bairro da Praia). Como todas as crianças nascida e criada em município teve uma infância maravilhosa, era uma criança muito feliz, gostava muito de brincar de boneca, correr, pular, brincadeira de roda, lagarta pintada, limãozinho, melancia, brincadeiras com regras, tomar banho no rio, esconde-esconde, trinta e um alerta, barra do fura, amarelinha, escorrega lavai um, brincadeira de “pira”. Sua primeira comunhão na Igreja matriz de São José foi no dia 15 de agosto de 1969.  


Como era tradicional naquela época, nas noites de lua cheia ficava com sua família em roda de contagem de historia no terreiro da casa ouvindo contos diversos realizados pelos adultos com temas rebuscados que causavam muitas emoções na mesma pela magia transmitida de forma envolvente em sentimentos como amor, saudades, dor, tristeza e alegria. Foi uma jovem que adorava viver participando de todas as diversões vividas em sua época, como festas, eventos culturais e estudantis, onde colecionou incontáveis amigos e namorados. 

Em 1983 conheceu um rapaz, por quem se apaixonou fazendo assim seu laço matrimonial, união que gerou apenas uma linda filha, Aline Daniel do Nascimento, que por vontade sua tornou-se única. Seu desenlace matrimonial acontece após sete anos de casada, causa maior de sua possível morte que gerou uma anormalidade cardiológica seguida de descargas emocionais elevando.   

 Iniciou sua vida estudantil na escola Omar Sabino de Paula no ano de 1965, concluindo assim sua primeira formação na escola Plácida de Castro no ano de 1973, no ano de 1977 terminou o magistério. Durante muito tempo morou em Tarauacá, destacando-se no exercício do magistério como professora das escolas de Ensino Fundamental Prof. Omar Sabino de Paula, Instituto São José e Dr. Djalma da Cunha Batista. Mudou-se para a capital acreana por motivo de doença em 1989. Onde trabalhou na representação de Tarauacá em Rio Branco. Exerceu o ofício de magistério nas escolas de Rio Branco Professor Padre Antônio Diogo Feijó. Com uma brilhante carreira profissional docente interrompida bruscamente por sua morte em 06 de março de 1991, acarretando uma perda significativa para a educação e seus familiares ficando sua filha sobre os cuidados de seus avôs maternos, como uma parte de sua importante passagem breve entre os que amavam, como uma filha recebida com a bondade divina por sua essência humana.  

Meus sinceros agradecimentos a família pelas informações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.