27 de out de 2015

DEPUTADO JESUS SÉRGIO EM AÇÃO: "NÃO PODEMOS DEIXAR PARAR ESSAS OBRAS ISSO SERIA INCONCEBÍVEL"


DEPUTADO JESUS SÉRGIO (PDT) DENUNCIA RETIRADA DE MÁQUINAS E COMPROMETIMENTO DAS OBRAS DA BR-364


Em seu discurso na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) nesta terça- feira (27), o deputado estadual Jesus Sérgio (PDT) tornou pública sua preocupação com a retirada das máquinas que realizam os trabalhos de recuperação e reconstrução dos trechos críticos da BR-364.

Jesus Sérgio relatou que neste fim de semana, ao visitar sua cidade natal, Tarauacá, percebeu a presença de carretas que, segundo trabalhadores, estariam autorizadas a retirar as máquinas em virtude do fim de recursos financeiros.

Preocupado com a possibilidade da interrupção das obras, o deputado informou que estará se reunindo com o diretor do DNIT no Acre para pedir esclarecimentos. De antemão, ele lamentou o fato e afirmou que o trabalho já realizado será dado como perdido, caso não seja concluído.

“Não podemos deixar parar essas obras, isso seria algo inconcebível. A população daquela região não pode ficar prejudicada sem a BR. Muita coisa já foi feita, mas o trabalho precisa avançar. Tenho a certeza que o DNIT estará aberto, pois sempre esteve ouvindo nossos reclames e procurou resolver os problemas, ali apresentado”, destacou.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
NA ALEAC, DEPUTADO JESUS SÉRGIO (PDT) DENUNCIA QUE TARAUACÁ ESTÁ SEM DEFENSOR PÚBLICO HÁ UM ANO


O município de Tarauacá está sem defensor público há um ano. A denúncia é do deputado estadual Jesus Sérgio (PDT), que criticou a falta de atendimento da Defensoria Pública do Acre para solucionar as demandas das pessoas que não podem pagar um advogado para resolver questões de pensões alimentícias e ações judiciais que para acontecer dependem da presença de um defensor.


“Em Tarauacá já vai fazer um ano que estamos sem defensor. O defensor-geral se comprometeu em mandar um defensor público e fazer um calendário a cada 15 dias, mas isso não está acontecendo. As pessoas mais necessitadas estão sem atendimento no município de Tarauacá. Já tentei falar com o defensor-geral Fernando Morais, mas não fui atendido”, destaca Jesus Sérgio.

Para o pedetista, uma cidade com mais de 30 mil habitantes não pode ficar sem um defensor público. “Nós não podemos deixar as pessoas que mais precisam à mercê da sorte. Encontrei algumas pessoas que viram do Rio Gregório, que receberam uma indenização, mas não puderam receber por falta de um defensor para representa-los nos órgãos competentes”, ressalta Jesus.

O deputado criticou a postura de defensores públicos que fizeram concurso para preencher a vaga na cidade de Tarauacá, mas após um período pediram transferência. “Temos que colocar um defensor definitivo em Tarauacá. Acabar com a transferência de pessoas que fazem o concurso, mas não querem morar no interior, preferem prestar serviços na capital”, finaliza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.