4 de out de 2015

VANDALISMO E OBRAS DANIFICAM REDE DA OI NO MS E MG E PREJUDICAM CLIENTES NO AC


Clientes do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Acre e de Rondônia têm serviços afetados por danos recorrentes causados por terceiros na rede da companhia

TON LINDOSO - Retroescavadeiras usadas em obras públicas e particulares, furtos de cabos e equipamentos, além de vandalismo e até queimadas na beira das estradas tem causado transtornos para os clientes da operadora Oi no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Acre e Rondônia. Isso porque as ações têm ocasionado constantes rompimentos de fibra ótica na rede da operadora.
Oi ficou sem sinal no Acre
por causa de transtornos em MS e MG

De acordo com informações do Jornal Dia Dia, de Mato Grosso do Sul, de janeiro a agosto de 2015, foram registrados nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul 212 casos de rompimento de cabos da Oi causados por obras sob responsabilidade de terceiros, prejudicando a prestação de serviços da companhia aos clientes em pelo menos 175 municípios nos quatro estados.

O site conta também que foram registrados no período 109 ocorrências de furtos de cabos de telefonia nos dois estados, afetando os serviços da Oi.

“Obras públicas e particulares de alargamento de rodovias, abertura de vias e reparo em estradas acarretam diversos danos às redes de fibra ótica da Oi. Mesmo atuando juntos aos órgãos responsáveis por obras públicas, são registrados mensalmente, em média, 26 casos de rompimentos de cabos causados por obras sob a responsabilidade de terceiros. Em todos os casos, a Oi aciona os responsáveis pelas obras e atua em caráter emergencial para reparar os serviços”, diz um trecho da publicação.

Para se ter uma ideia, em agosto, duas ocorrências graves de rompimentos de cabos por retroescavadeiras em obras, uma no Mato Grosso e outra no Mato Grosso do Sul, afetaram a prestação de serviços da Oi nos dois estados e também em Rondônia e no Acre, prejudicando dezenas de milhares de clientes da empresa.

“Trabalhamos com equipes técnicas prontas para atuar 24h por dia. Às vezes, o rompimento ocorre em áreas remotas e de difícil acesso, o que prejudica o deslocamento das equipes. Mas trabalhamos sempre para restabelecer os serviços dos nossos clientes o mais rapidamente possível. Cada vez mais, precisamos que os órgãos públicos e as empresas prestadoras de serviços trabalhem em parceria com a Oi para evitar esses incidentes que afetam nossos serviços e prejudicam a população”, diz Lener Jayme, Diretor de Infraestrutura da Oi, ao site.

Ao site, a operadora afirma que adota medidas preventivas que visam a dificultar a ação de ladrões de cabos e outros equipamentos telefônicos.

“A companhia também tem investido na criação de novas equipes de manutenção, que auxiliam no monitoramento e reparo dos danos à sua rede causados por vandalismo. A Oi atua em parceria com os órgãos de segurança pública, fornecendo informações que possam auxiliar as investigações”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.