17 de nov de 2015

ELEICÇÃO DO IFAC É MARCADA POR DENÚNCIAS DE SUPOSTAS INGERÊNCIAS PARA FAVORECER CANDIDATA DE SIBÁ


 "Sempre que há disputas assim, alguém procura algo para discursar", diz Sibá, negando ingerências

 Esta será a primeira eleição pelo voto direto do Ifac

GINA MENEZES - O processo de eleição para a escolha do primeiro reitor eleito pelo voto direto do Instituto Federal do Acre (Ifac) está sendo marcada por denúncias de irregularidades e favorecimento à chapa da atual reitora, Rosana Cavalcante.

O pedido de candidatura do único concorrente, o professor Ricardo Bezerra Hoffman, foi indeferido antes mesmo do prazo determinado para as publicações.

Há denúncias de professores do instituto que afirmam que a comissão eleitoral, que cuida do processo, teve tanta pressa em beneficiar Rosana, fazendo-a candidata única, que indeferiram a candidatura de Ricardo Hoffmann antes mesmo do prazo estipulado.

De acordo com uma professora que não quis se identificar, a comissão eleitoral segue na tentativa de beneficiar Rosana, ligada ao deputado federal Sibá Machado (PT).

“Há uma tentativa de sair apenas ela como candidata. Os servidores querem que haja disputa, pois ninguém tolera mais reitor indicado. E ela como os últimos são indicações do Sibá”, disse.

Ricardo Hoffmann, que teve o recurso negado perante à comissão eleitoral onde pedia o deferimento da candidatura, diz que foram criadas uma série de exigências que extrapolam o próprio limite legal e afirma que teme pela lisura do processo pelo fato de alguns membros da comissão eleitoral serem ligados à atual reitora. Sobre a suposta ingerência de Sibá, Ricardo prefere ser cauteloso e de poucas acusações. “Sei que ela, a atual reitora, é filiada ao PT”, disse.

Sibá nega ingerências
A reportagem da ContilNet tentou contato com a reitoria do Ifac através do número (68) 3302-0800, mas não obteve sucesso.

O deputado Sibá Machado negou qualquer ingerência e afirmou que disputa por projetos e não candidatos.

“Sempre que há disputas assim, alguém procura algo para discursar. Minhas Relações com o campo da academia e do ensino já dura desde 2003 quando o Ifac nem existia. Com ou sem eleições, trabalho muito em favor da nossa educação. Se alguém pretende disputar eleições do Ifac e não tem o que apresentar, seria bom não tentar me envolver”, disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.