22 de dez de 2015

OPERAÇÃO DA PRF QUER REDUZIR ESTATÍSTICAS NEGATIVAS NAS RODOVIAS DO AC E RO


Os números não começaram favoráveis á Polícia Rodoviária quando o assunto é  redução da violência nas rodovias federais do Acre e Rondônia, sob a responsabilidade da 21ª Superintendência, mas ainda há tempo para que o trabalho surta efeito.


A referencia aos índices de acidentes nas rodovias é a comparação entre o final do ano de 2014 e o período de natal e ano novo de 2015, onde em dois dias, duas vítimas fatais fizeram subir as estatísticas de mortes nas estradas.


No ano passado, durante  a operação Rodo Vida, lançada no último dia 18 e que se estende até o dia 14 de fevereiro de 2016, foram registradas 20 mortes, 446 acidentes com 352 pessoas gravemente feridas.

“As estatísticas mostram que a imprudência, infelizmente, ainda é o maior a maior causa dos acidentes. O condutor não respeita os limites de velocidade nem a sinalização e acaba entrando para os números negativos do transito”, observou o inspetor João Bosco Ribeiro.

A PRF divulgou um relatório onde mostra que a maioria dos acidentes acontece nos 100 km iniciais da viagem e nos 50 km finais, e expôs os motivos. Nos km iniciais,o motorista ainda está se adaptando a estrada e acaba cometendo erros que culminam e acidentes. Nos 50 km finais a pressa de chegar está aliada as tragédias.

As recomendações da PRF para quem vai pegar a rodovia sempre são grandes aliadas do motorista. Respeitar os limites de velocidade, a sinalização e não dirigir após consumir bebida alcoólica. Para quem insistir em desobedecer as regras, a PRF vai manter fiscalização constante nos 4.956 km de rodovia no Acre e Rondônia, garantiu o inspetor Ribeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.