8 de jan de 2016

BOLSONARO ENQUADRA JORNALISTA COM PERGUNTA IDIOTA

 

Rodrigo Constantino - Publiquei ontem um vídeo de Ted Cruz enquadrando jornalistas com perguntas idiotas, e disse que cada vez mais os liberais e conservadores devem reagir assim, sem aceitarem a pauta imposta pelos “progressistas”, pela imprensa chapa-branca. Cheguei a mencionar Bolsonaro, lembrando que ele é um dos únicos que faz isso, mas precisa comer arroz com feijão ainda para chegar ao patamar de Cruz. Mordi a língua. Vejam essa enquadrada que Bolsonaro deu no “jornalista”:

Tenho visto a evidente evolução de Bolsonaro em relação aos valores liberais. Ele tem defendido a privatização, o livre mercado, e feito críticas ao regime militar, ao menos na área econômica. Não é um liberal de fato, claro, mas tem se aproximado disso, deixando o nacionalismo intervencionista de lado. Seu filho, Flávio, já é bem mais liberal.

A “briga” entre seguidores de Kim Kataguiri e de Bolsonaro é típica de quem quer torcidas, gurus, clima de futebol, e não de quem está mais preocupado com o avanço das ideias liberais e/ou conservadoras. O inimigo é outro. É a esquerda no poder, os “progressistas”, os “jornalistas” que acusam em suas perguntas um deputado de não gostar de pobres, só porque ele não adere ao manual politicamente correto da esquerda que monopoliza os fins nobres.

Não gostar de pobre é defender o intervencionismo estatal, as esmolas paternalistas, a “nova matriz macroeconômica” do PT que gerou inflação de mais de 10% e queda na atividade de 4%. Não gostar de pobre é atacar o capitalismo liberal, o lucro, as desigualdades inevitáveis no mercado, geradoras de riqueza. Não gostar de pobre é ser petista ou endossar as medidas econômicas pregadas pela Unicamp.

Bolsonaro “mitou” uma vez mais nessa enquadrada. Por que não perguntam para Lula e Dilma se eles não gostam de pobres, já que suas medidas produziram enorme pobreza? A esquerda, como está comprovado historicamente, não gosta dos pobres; gosta da pobreza, que é seu ganha-pão e sua fonte de poder!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.