13 de jan de 2016

JUSTIÇA ESPANHOLA CONVOCA NEYMAR A DEPOR COMO INVESTIGADO POR VENDA AO BARCELONA




Emma Pinedo - O juiz espanhol José de la Mata convocou o atacante Neymar a depor na condição de investigado como parte do inquérito que apura supostas irregularidades na contratação do jogador brasileiro pelo Barcelona, de acordo com documentos judiciais divulgados nesta quarta-feira.


O juiz também convocou os pais do jogador, assim como o presidente do clube espanhol, Josep María Bartomeu, e seu antecessor no cargo, Sandro Rosell.

A audiência de Neymar está marcada para 2 de fevereiro às 10h, enquanto Rosell e Bartomeu vão comparecer ao tribunal no dia 1º do mesmo mês.

Também foram convocados a prestar depoimento como investigados os ex-dirigente do Santos Luis Álvaro de Oliveira Rivero e Odilio Rodrigues Filho, que estavam à frente do clube quando Neymar foi negociado com o time espanhol.

A investigação começou depois que um sócio do clube catalão questionou os valores públicos do acordo para a contratação de Neymar. O Barcelona disse inicialmente que tinha pago 57,1 milhões de euros pelo jogador, mas admitiu depois que o custo total foi de quase 100 milhões de euros.

Bartomeu era vice-presidente de Rosell quando Neymar foi contratado junto ao Santos em 2013, em um acordo complexo que envolveu diversos contratos com o jogador e seu pai.

Tanto Bartomeu como Rosell negam ter cometido irregularidades na transação. Rosell renunciou devido a acusações que afirmavam que o clube tinha sonegado milhões de euros em impostos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.