15 de jan de 2016

SUFRAMA APONTA PERDA DE 20 MIL EMPREGOS E AMAZONAS TEM O PIOR DESEMPENHO NA INDÚSTRIA


Uma das consequências da crise se deu na queda do faturamento do Polo Industrial de Manaus


FÁBIO PONTES - A crise econômica que mergulha o Brasil numa de suas piores recessões das últimas três décadas causa impactos significativos na principal região industrial do Norte: o Polo Industrial de Manaus. De acordo com dados da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), mais de 20 mil empregos foram perdidos ao longo de 2015. A queda nas receitas levou as indústrias a cortar o número de funcionários e a não realizar novas contratações.


Este resultado ruim pode ser observado no mais recente balanço da indústria divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira (12). Segundo o IBGE, a indústria amazonense teve uma retração de 15,8% de janeiro a novembro – o pior desempenho entre as 15 principais regiões industriais do País, e bem acima da média nacional, que foi de 7,7%.

Uma das consequências da crise se deu na queda do faturamento do Polo Industrial de Manaus. De janeiro a novembro de 2014 a indústria do Amazonas teve um lucro de R$ 80,5 bilhões; no mesmo período do ano passado este valor foi de R$ 72,7 bilhões.  A Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam) avalia que, com os dados de dezembro, a queda seja supere os 10%.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.