22 de jan de 2016

VÍDEO: MATERIAL USADO PARA TAPAR BURACOS DA BR-364 DESMANCHA NAS MÃOS DE TRANSEUNTES



Material usado em serviço de tapa-buraco está se desmanchando ao longo da estrada de Sena

WILIANDRO DERZE - Os moradores da cidade de Sena Madureira denunciaram, e a ContilNet comprovou em vídeo, o descaso que começa acontecer com a BR 364, entre Rio Branco e Sena Madureira. A reforma da rodovia, que custou mais de R$ 80 milhões, aconteceu em 2015, seis meses depois começou a surgir diversos buracos.

O material usado para realizar os serviços de tapa-buracos pode ser considerado uma espécie de resto de material asfáltico. O vídeo exclusivo da ContilNet mostra  a facilidade como se desmancha o material. O trecho da Capital até o município começou a apresentar diversos problemas e, em alguns lugares, parte da pista está desmoronado pela falta de um serviço de qualidade em suas margens.

Os moradores de Sena estão preocupados e temem conviver com a estrada em péssimas condições de trafegabilidade, como vem ocorrendo entre os municípios de Manuel Urbano, Feijó, Tarauacá e Cruzeiro do Sul. O vídeo deixa claro que o material é inapropriado para o serviço. O asfalto se desmancha nas mãos e não apresenta qualquer tipo de ‘liga’ para garantir a fixação na estrada.


Caminhoneiros, taxistas e turistas reclamam dos buracos. A estrada, que foi recuperada, recentemente em grande parte não existe o espaço adequado para o acostamento. O local seria essencial para os condutores utilizarem, caso tenham algum problema, principalmente para fazer conversões e paradas com segurança, conforme preconiza a legislação de trânsito brasileira.

A reportagem ligou para o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT) em Porto Velho, mas o atendente Daniel pediu para que entrássemos em contato com o setor no Acre pelos telefones 3221-1666 3221-2829. Os dois números estavam todos impossibilitados de receber ligações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.