13 de fev de 2016

ACRE REGISTRA 106 CASOS SUSPEITOS DE ZIKA


Casos suspeitos de Zika continuam aumentando em todo o país. No Acre, 106 casos suspeitos da doença foram notificados, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira (12), pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre). Os dados são de novembro de 2015 até a semana epidemiológica 04/2016 (03/01 a 30/01/2016).

O maior número de casos suspeitos é de Rio Branco, 105 casos, e apenas um no município de Brasiléia. Todos que atenderam aos sinais e sintomas de caso suspeito seguem em investigação epidemiológica e laboratorial.

Sobre os casos de microcefalia, de dezembro de 2015 a janeiro de 2016, foram notificados 19 casos da doença na Maternidade Bárbara Heliodora, sendo que todos estão em investigação epidemiológica e laboratorial para confirmação ou descarte.

A Sesacre destaca que existem outros agentes infecciosos causadores de microcefalia como: sífilis, toxoplasmose, HIV, citomegalovírus, Herpes dentre outros, por isso é necessário que toda gestante realize o pré-natal, para investigação prévia.


O Ministério da Saúde e os estados investigam 3.670 casos suspeitos de microcefalia em todo o país. Isso representa 76,7% dos casos notificados. Desses 404 já tiveram confirmação de microcefalia e/ou outras alterações do sistema nervoso central, sendo que 17 com relação ao vírus Zika. Outros 709 casos notificados já foram descartados. Ao todo, 4.783 casos suspeitos de microcefalia foram registrados até 30 de janeiro.

O mosquito Aedes aegypti é o transmissor do zika, que também é vetor da dengue e da chikungunya.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.