20 de abr de 2016

ACRE TEM 559 CASOS DE NOTIFICADOS DE FEBRE CHIKUNGUNYA


Dados do boletim epidemiológico divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre) apontam que estão notificados no Acre 559 casos de febre chikungunya desde 3 de janeiro a 9 de abril de 2016. A diferença é alarmante quando comparada ao mesmo período do ano anterior, onde foram notificados apenas 4 casos. A capital Rio Branco apresenta o maior número de casos, são 461, correspondendo a 82,4%.

Dos 563 casos notificados entre 2015 e 2016, 16 foram descartados pelo laboratório de referência Instituto Evandro Chagas – IEC e pelo laboratório Central de Saúde Pública foram confirmados 22 casos (3,9%) e 258(45,8,2%) descartados e os outros 267 (47,4%) estão aguardando resultado e sob investigação epidemiológica.

Em relação ao Zika vírus, no Acre, em 2015, de 8 de novembro a 14 de novembro, foram notificados os primeiros casos suspeitos por Zika vírus no Estado. No período de 8 de novembro até 2 de janeiro de 2016, foram 42 casos suspeitos, todos no município de Rio Branco.

Em 2016, de 14 de janeiro a 9 de abril, registrou-se um total de 753 casos suspeitos, distribuídos nos municípios de Acrelândia, Bujari, Cruzeiro do Sul, Epitaciolândia, Feijó, Manuel Urbano, Plácido de Castro, Porto Acre, Rodrigues Alves, Senador Guiomard, Sena Madureira, Xapuri e Rio Branco.

Dos 795 casos notificados entre 2015 e 2016, 15 (1,8%) foram descartados, 13 (1,6%) foram confirmados pelo laboratório de referência – Instituto Evandro Chagas – IEC e 01 confirmado pelo laboratório LABCO NOÛS e 766 (96,3%) seguem em investigação epidemiológica e/ou laboratorial.

De acordo com a Sesacre, de 28 de fevereiro de 2016 a 5 de março foi grande incidência no número de notificações, com 139 casos.

Sobre a microcefalia, os dados apontam que em 2015 foram notificados 11 casos e em 2016, do dia 3 de janeiro a 9 de abril foram notificados 28 casos. Segundo a Sesacre, do total de 39 casos da doença, 35 são referentes a pessoas que residem no Acre, sendo três de Rondônia e um do Amazonas. Dos 35 casos do estado do Acre, 12 foram descartados por investigação clínica e 23 seguem sob investigação laboratorial.​

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.