5 de mai de 2016

APÓS MORTES DE BEBÊS, DEPUTADA CRITICA RESOLUÇÃO DO MINISTÉRIO DA SAÚDE QUE ESTIMULA PARTO NORMAL


A peemedebista classificou como inaceitável a morte de bebês por conta de erros nos atendimentos prestados às gestantes

Deputada Eliane Sinhasique

GINA MENEZES - A líder do PMDB na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputada Eliane Sinhasique, criticou a direção da Maternidade Bárbara Heliodora por conta das mortes de bebês que estão ocorrendo naquela unidade hospitalar. O discurso de Sinhasique aconteceu na manhã desta terça-feira (3) durante a sessão realizada pela Casa.

A peemedebista classificou como inaceitável a morte de bebês por conta de erros nos atendimentos prestados às gestantes.

“Não posso aceitar que em pleno século 21 aconteça essas barbaridades na Maternidade Bárbara Heliodora. Não é tolerável”, afirmou.

A deputada criticou ainda o fato de a equipe médica da Maternidade Barbara Heliodora não proceder na realização de partos cirúrgicos, cesariana, em casos onde não exista condições de parto normal. “Se está havendo sofrimento fetal e a mãe não possui dilatação para o parto normal, então que se proceda a cesariana. É lamentável deixar a mãe apavorada em uma espera interminável que pode resultar na morte do bebê “, disse.

Sinhasique citou o caso da estudante Ana Cássia cujo filho morreu depois de ter passado a hora do parto. “Deixaram o bebê dela morrer. Maldito protocolo do Ministério da Saúde. Quantos problemas tem trazido para algumas famílias”, criticou ela.

A peemedebista criticou a resolução do Ministério da Saúde que estimula o parto normal. “Essa resolução não leva em consideração as características individuais de cada mulher. Cada parto é um parto. Cada gravidez é uma gravidez. Você não pode achar que toda mulher é igual e vai ter as condições normais para o parto normal!”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.