26 de mai de 2016

MINISTÉRIO PÚBLICO INVESTIGA OBRAS DE INSTALAÇÕES OLÍMPICAS POR SUSPEITA DE CORRUPÇÃO


Vista aérea do Parque Olímpico, no Rio de Janeiro.
REUTERS/Ricardo Moraes
Brad Brooks - O Ministério Público Federal ampliou sua investigação a todas as obras de instalações olímpicas e serviços que contaram com recursos federais para os Jogos do Rio por suspeitas de corrupção.

"Temos uma investigação aberta sobre as obras no Parque Olímpico e também na região da Deodoro onde estão localizadas instalações olímpicas", afirmou à Reuters o procurador federal do Rio de Janeiro Leandro Mitidieri, em entrevista em seu escritório.

A revelação amplia de forma significativa as investigações sobre suspeitas de corrupção envolvendo os Jogos do Rio, em agosto. Até o momento os inquéritos se concentravam em obras dos chamados projetos de legado, que não são diretamente ligados à Olimpíada.

Quando o Rio foi escolhido para sediar os primeiros Jogos Olímpicos da América do Sul, em 2009, esperava-se que o evento fosse uma vitrine para exibir o crescimento do Brasil como uma potência global, mas, em vez disso, a Olimpíada vai acontecer em meio ao processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, com a economia do país na pior recessão das últimas décadas e em meio a um surto de Zika que têm provocado enormes preocupações de saúde.

O procurador Mitidieri disse que sua equipe também está investigando o que aconteceu com os fundos federais destinados para a despoluição da Baía de Guanabara, onde acontecerão as provas olímpicas de vela, e das lagoas da Barra da Tijuca que cercam o Parque Olímpico.

Esses corpos de água têm sofrido com enorme contaminação por despejo de esgoto e continuam bastante poluídos, apesar de as promessas feitas pelas autoridades de melhorar a qualidade dessas águas terem sido um fator importante na promessa de legado dos Jogos.

Outra equipe de procuradores federais, em parceria com a Polícia Federal, está investigando se a companhia estadual de água do Rio, a Cedae, cometeu crimes ambientais ao não tratar corretamente o esgoto da região metropolitana do Rio.

Mitidieri não disse se sua equipe encontrou alguma prova de corrupção até o momento, mas acrescentou que anúncios detalhados sobre os resultados das investigações serão feitos nas próximas semanas.  
Continuação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.