29 de jun de 2016

"ESSA INSEGURANÇA NO ACRE É FRUTO DE DESLEIXO POLÍTICO", AFIRMA DELEGADO APOSENTADO



Evandro Cordeiro/Contilnet

“Essa insegurança no Acre é fruto do desleixo político. O PT demorou demais no poder. Aliás, o sistema de segurança está todo falido”, disse à coluna, o delegado de polícia aposentado Zé Alves, que além de advogado é licenciado em letras e filosofia.

Delegado conhece

José Alves dos Santos, de 62 anos, é filho de família humilde do seringal Andirá, mas veio para a capital estudar até conseguir se formar em Direito e ser aprovado num concurso para delegado de polícia. Candidatou-se cinco vezes, mas nunca ultrapassou a marca dos 300 votos, segundo ele, por ser um sujeito de princípios. “Tenho idéias, não desejo de mandato por mandato, nunca compraria um voto. Por isso nunca ganhei uma eleição”, diz.

Fórum permanente

Especialista em segurança pública, Zé Alves não faz apenas críticas, por fazê-las, ele sugere soluções. Segundo o policial, na situação em que se encontra a segurança no Acre e no Brasil, só um fórum permanente resolveria. “E com uma ação conjunta com as forças de segurança, das quais não estão desvinculados Poder Judiciário e Ministério Público”, afirma.

Sugestão

Aposentado e estudando espanhol, o delegado Zé Alves sabe que não vai ser ouvido, mas deixa a sugestão: “Do jeito que está, vão continuar matando gente, assaltando, porque o sistema todo está errado. Estão pensando só em política e esquecendo do cidadão”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.