23 de jul de 2016

ACRE SEGUE COM DOIS CASOS CONFIRMADOS DE MICROCEFALIA


 Em novo boletim do Ministério da Saúde (MS), divulgado nesta semana, aponta que, até 16 de julho, foram confirmados 1.709 casos de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso, sugestivos de infecção congênita. Permanecem em investigação pelo Ministério da Saúde e pelos estados 3.182 casos suspeitos de microcefalia em todo o país.


Segundo dados oficiais do MS, a Região Norte registrou 336 casos notificados de 2015 a 2016. Desse total, 147 foram descartados, 139 em investigação e 50 confirmados. No Acre, de um total de 41 casos notificados, somente dois casos foram confirmados, (9) nove estão em investigação e 30 foram descartados.



Do total de casos confirmados (1.709), 267 tiveram confirmação por critério laboratorial específico para o vírus Zika. O Ministério da Saúde, no entanto, ressalta que esse dado não representa, adequadamente, a totalidade do número de casos relacionados ao vírus. O Ministério da Saúde ressalta que está investigando todos os casos de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso central informados pelos estados, além da possível relação com o vírus Zika e outras infecções congênitas. A microcefalia pode ter como causa diversos agentes infecciosos além do Zika, como Sífilis, Toxoplasmose, Outros Agentes Infecciosos, Rubéola, Citomegalovírus e Herpes Viral.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.