11 de jul de 2016

“UM VALENTE CASCO DE INTEGRAÇÃO DA AMAZÔNIA”

Chata Itacoatiara

Um eco de apito sai de uma chaminé
e expande-se rapidamente pelo o espaço,
ainda bem distante, mas já na curva do rio,
anunciando presença à cidade, 
de nossa heroína das águas, 
a chatinha Itacoatiara, 
criando ao Polo um grande reboliço:

Caça e Pescado, Madeira, Borracha etc.
Registra um relevante serviço prestado,
aos ribeirinhos dos seringais, 
e ao “Homem amazônida” das Vilas e cidades,
alavancando o progresso e o bem estar,
sendo um dos principais meios de locomoção
de pessoas e escoamento barato de produção.

Guerreira e brava, sempre, em choque 
com as caudalosas, e traiçoeiras correntezas, 
cortando a força, dos turbilhões d’águas.
Seu forte e quente coração à lenha,
marca o compasso de mais um destino,
navegando suavemente pelas hidrovias da Amazônia, 
marca uma época que jamais será esquecida.

(Gilberto A. Saavedra um amante da Amazônia – Jornalista – Rio de Janeiro 05/07/2016)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.