13 de out de 2016

EVO MORALES ARREGA PARA TEMER E MANDA O EMBAIXADOR DE VOLTA AO BRASIL. "HOUVE GOLPE, MAS FOI LEGAL".


jornalivre - O presidente da Bolívia Evo Morales frustrou os bolivarianos ao desembarcar do boicote ao governo Michel Temer. Após ter tomado parte na onda de condenações ao impeachment de Dilma Rousseff e ter feito os representantes de seu país deixarem a Assembleia Geral da ONU durante o discurso de Michel Temer, o bolivariano resolveu voltar atrás em seu discurso contra o novo governo brasileiro.

Os motivos para o recuo são econômicos, já que o Brasil é a maior potência da América Latina. Foi este o motivo para que o também bolivariano Tabaré Vasquez do Uruguai não acompanhasse o coro socialista contra o impeachment. Até o governo cubano protestou com cautela, sem ameaçar o total rompimento.

Perguntado sobre a decisão de enviar o embaixador José Kinn de volta ao Brasil, Morales deu uma resposta vergonhosa:

“Apesar de ter havido um golpe congressista, eu me informei que ele é legal, embora sem legitimidade. É constitucional, legal, mas não tem essa legitimidade.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.