31 de out de 2016

O GOLPE TEM CARA, CHAMA-SE LULA!


Jairo Carioca - Qualquer pessoa séria, não iludida com o jogo eleitoral, sabe a partir deste domingo (30) em que se concluiu o processo eleitoral de 2016, que não houve golpe nenhum contra a presidente cassada, Dilma Rousseff e seu clã. O PT perdeu mais de 60% dos votos se comparado a eleição de 2012. Por outro lado, assistiu seus principais partidos rivais: PSDB e PMDB, saírem mais fortalecidos do processo. 

Onde está o golpe?
Aliás, foi o PT que pregou a vida toda que devemos respeitar os resultados das eleições. 

Tivemos, portanto, uma manifestação popular – mesmo com o alto índice de votos nulos e brancos – que afastou o partido dos trabalhadores da gestão do Brasil. O mais duro de acreditar é que, a cara do verdadeiro golpe é a do Lula. 

Lula viu seu partido praticamente exterminado, perdendo em cidades históricas do abc paulista, como São Bernardo – sua terra natal – Santo André e Santos. Rio Branco, no Acre, é a única capital que o partido conseguiu reeleger um prefeito, Marcus Alexandre, mas com uma história de fuga do simbolismo petista, sem estrela. 

Marcus Alexandre vestiu laranja, não permitiu a imagem de Lula e Dilma ser divulgada em seus programas eleitorais. Confirmou seu favoritismo graças aos méritos de sua gestão que conseguiu se sair da imagem desgastada do partido em todo o Brasil.

A coisa foi tão feia que neste domingo, Lula e Dilma nem saíram de casa para votar! Ele afirmando que aos 71 anos não é obrigado, olha só, e ela, com a desculpa de que estava com a família em Belo Horizonte.

Esse golpe que o PT sofreu é diferente do que eles afirmavam estar sendo aplicado em Dilma. É muito pior, foi o golpe das urnas, da democracia, do povo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.