13 de dez de 2016

ADIAMENTO DA VOTAÇÃO DA PEC DO TETO É REJEITADO PELO PLENÁRIO DO SENADO


Senadores decidem prosseguir com votação da medida que congela os gastos públicos por até 20 anos


O Planalto conseguiu sua primeira vitória no Senado nesta terça-feira (13) por volta do meio dia. Por 46 votos a 13, o Plenário da Casa rejeitou uma proposta de adiar a votação em segundo turno da PEC 55, que limita os gastos públicos por até 20 anos.


As bancadas do PT e do PCdoB argumentaram que as discussões da PEC foram aceleradas e votadas em um mesmo dia, logo após o Supremo Tribunal Federal ter confirmado que Renan Calheiros poderia continuar na presidência do Senado sem estar na linha sucessória para a Presidência da República.

Manifestantes começam a se reunir na Esplanada dos Ministérios. Uma pesquisa divulgada pelo Datafolha afirma que 60% da população são contra a medida, vista pelo governo federal como uma importante sinalização ao mercado de que o país está realizando um ajuste fiscal eficaz.

Renan se mostra determinado a prosseguir com a votação em ritmo acelerado. Por volta das 12h50, ele se recusou a interromper a votação para a realização de uma sessão solene em homenagem a Miguel Arraes. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.