26 de jan de 2017

Dívida do Maracanã com energia elétrica chega a R$ 3 milhões


Concessionária Maracanã afirma que débito é dividido com o Comitê Organizador da Rio-2016

 A energia no Maracanã não é quitada deste setembro de 2016 (Yasuyoshi Chiba/AFP)


O Maracanã ficou sem luz na manhã desta quinta-feira. A distribuidora de energia Light informou que o fornecimento foi suspenso por tempo indeterminado, por causa da dívida de cerca de 3 milhões de reais. A Rio-2016, organizadora dos Jogos Olímpicos, responsável pelo estádio nos meses de setembro e outubro do ano passado, negocia as faturas vencidas referentes a esses meses. Na tarde desta quinta, a Concessionária Maracanã (Odebrecht) emitiu comunicado informando que o débito de 1 milhão de reais (referente a novembro e dezembro) com a distribuidora de energia será pago até esta sexta.


A empresa voltou a afirmar que a falta de manutenção do comitê organizador no estádio impediu que a administração do mesmo fosse reassumida. “De acordo com o Termo de Autorização de Uso (TAU), a obrigação pelos reparos, bem como das contas públicas, é de responsabilidade da Rio-2016. Conforme o documento, o comitê deve permanecer à frente do complexo até que todos os reparos, assim como os débitos, sejam realizados”, disse a nota da Concessionária Maracanã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.