27 de jan de 2017

“Governador e comissionados só deveriam normalizar salários após Estado quitar suas dívidas”, diz Sinhasique


Além disso fornecedores de medicamentos e materiais cirúrgicos com alto volume de recursos também à espera de receber

 Sinhasique disparou críticas ao pagamento normalizado dos comissionados /Foto: Reprodução


Régis Paiva - O retorno do pagamento integral dos salários dos mandatários do Estado, incluído neste item o governador, vice, secretários e demais cargos comissionados, enquanto o Governo do Acre deve altas quantias de dinheiro aos fornecedores, deixou a deputada Eliane Sinhasique bastante irritada. A medida anunciada como uma das atitudes para o controle dos gastos públicos em meados de 2016 durou apenas seis meses.


“Governador só deveria voltar a pagar os salários integrais dele, dos secretários e dos assessores depois de quitar todas as suas dívidas do Estado com os fornecedores”, afirmou a deputada. Segundo Sinhasique, ainda hoje existem várias empresas terceirizadas cujos pagamentos estão atrasados.

Além disso fornecedores de medicamentos e materiais cirúrgicos com alto volume de recursos também à espera de receber. A Lei Complementar n° 321/2016 reduziu temporariamente a remuneração dos cargos em comissão no âmbito da Administração Direta e Indireta do Poder Executivo. O texto perdeu a validade no dia 31 de dezembro de 2016, voltando tudo aos mesmos valores pagos anteriormente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.