24 de mar de 2017

Acre registrou 119 mortes violentas em menos de noventa dias; em março já são 34 casos



João Renato Jácome - O número de mortes violentas registrado no Acre já está em 120. Os dados foram coletados dos boletins de ocorrências registrados entre 1º de janeiro e 23 de março. Em janeiro, foram 44 mortes. Já em fevereiro o número caiu para 44, mas o índice se recuperou em março, marcando, em apenas 23 dias, 34 casos de mortes violentas.

Sobre o assunto, a Secretaria de Segurança Pública (Seps) ainda não se manifestou. Em todo o ano de 2016, o Acre registrou cerca de 350 assassinatos, parte deles com requintes de crueldade. Na Capital, Rio Branco, está o maior número de crimes contra a vida. A pasta se mantém em silencia sobre isso desde o ano passado.

No início do mês, uma fonte do ac24horas, ligada à Sesp, deu o seguinte depoimento: “Seria possível que o número de mortes violentas ultrapasse o mês de janeiro”, disse ao lembrar que só não o foi porque fevereiro teve apenas 28 dias. E os números devem aumentar ainda mais até o fim do mês, na semana que vem.

Pelo levantamento do portal, somente em março, municípios como Cruzeiro do Sul, Acrelândia, Rio Branco e Porto Acre estão na lista, sendo este último palco de dois assassinatos. Em muitos casos, a ordem para as mortes parte de dentro dos presídios, onde líderes de facções criminosas estão presos.

Veja, abaixo, os nomes e as circunstâncias em que os acreanos foram assassinados. Um dos casos, contudo, não está relacionado, já que a polícia ainda trabalha na investigação do crime e na identificação da vítima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.