2 de mar de 2017

Rio Branco aparece em 74º lugar no ranking de saneamento básico entre as maiores cidades do Brasil


Estudo foi baseado em diversos indicadores de saneamento básico, como acesso ao abastecimento de água e à coleta de esgoto, percentual do esgoto tratado e investimentos e arrecadação no setor

Tom Lindoso - Um ranking que traz as 100 maiores cidades do país no quesito saneamento básico trouxe Rio Branco (AC) em 75º. Os dados do Sistema Nacional de Informações Sobre Saneamento (SNIS) de 2015, que são os mais recentes e foram divulgados em janeiro deste ano, foram baseados nos diversos indicadores de saneamento básico, como acesso ao abastecimento de água e à coleta de esgoto, o percentual do esgoto tratado e investimentos e arrecadação no setor.

A capital do Acre, apesar de estar em posição prejudicada no “Ranking do Saneamento”, se saiu melhor que cidades como São Luís (MA), em 79º lugar, Recife (PE) em 75º lugar e São Gonçalo (RJ), que ocupa a 86ª posição do ranking. E mostra também um avanço, já que a capital acreana, na última pesquisa, estava em 84º.

Canal da Maternidade /Foto: Reprodução

Importante lembrar que a Lei do Saneamento Básico completa 10 anos em 2017. Em 2007, quando a lei foi sancionada pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, 42% da população era atendida por redes de esgoto. Dados do G1 mostram que, por ano, o aumente é de pouco menos de um ponto percentual.

Os estados da Região Norte, no geral, apresentam os dados mais preocupantes: 49% da população é atendida por abastecimento de água, e apenas 7,4%, por esgoto. O pior é o Amapá, com 34% e 3,8%, respectivamente. O Acre, nesse quesito, aparece com 34% e 12,5%.

Assim como o portal G1, o site ContilNet Notícias usou os seguintes dados do SNIS para a confecção da reportagem: “Índice de atendimento total de água” e “Índice de atendimento total de esgoto referido aos municípios atendidos com água”; indicadores estes que são os mesmos utilizados pelo Instituto Trata Brasil e são os recomendados pelo Ministério da Cidades para fazer as análises.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.