26 de abr de 2017

Deputado afirma que afastamento de jornalistas é fruto de “retaliação” política


Gehlen Diniz alegou que os servidores tiveram seus programas retirados do ar porque "na última eleição não votaram no candidato do PT"

Deputado Gehlen Diniz (PP) /
Foto: Reprodução

O deputado progressista Gehlen Diniz repudiou, em seu discurso desta terça-feria (25), o afastamento de três jornalistas que comandavam programas de cunho informativo na Rádio Difusora Acreana de Sena Madureira (AC). Os jornalistas afastados, segundo informou o deputado, foram: Egildo Oliveira, Jaime Gonçalves e Márcio Farias, ambos com 30, 29 e 26 anos de serviço, respectivamente.


Segundo o parlamentar, o afastamento é encarado como um ato de perseguição devido a proximidade das eleições. “Eu observo que a medida que as eleições se aproximam, essas pessoas aumentam o temor de sair do poder. Confundem o público com o privado. Três jornalistas foram afastados de suas funções na Rádio Difusora Acreana do município de Sena Madureira pela direção da emissora, agora por ordem de quem não sabemos. Se foi por ordem do governador, ou de quem quer que seja”.

Gehlen Diniz alegou que os servidores tiveram seus programas retirados do ar porque “na última eleição não votaram no candidato do PT. Agora, veio a retaliação, tiraram os três jornalistas do ar. Não estavam fazendo propaganda política, estava fazendo seus programas como fazem há décadas”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.