19 de jun de 2017

Lideranças do Vale do Juruá se unem a Gladson Cameli pela restauração da BR-364


Uma comissão procurou o senador para dizer que sua luta representa o sonho da população do Vale do Juruá
Lideranças se reuniram na manhã deste spabado (17)/Foto:Assessoria


Na manhã do último sábado (17), doze dos 14 vereadores de Cruzeiro do Sul hipotecaram apoio à luta do senador Gladson Cameli (PP-AC) pela restauração da BR-364, rodovia que liga o município ao restante do país. Uma comissão procurou o senador para dizer que sua luta representa o sonho da população do Vale do Juruá.

“Nós resolvemos manifestar apoio ao senador Gladson depois que assistimos a ataques injustos pelas redes sociais contra sua luta. Estamos aqui para dizer que sua adoção a essa causa representa o sonho de integração de toda sociedade do Juruá”, disse o presidente da Câmara Municipal, vereador Romário Tavares (PMDB).

Uma comissão de vereadores confirmou presença no ato marcado para a manhã de terça-feira (20) em Feijó, quando o Diretor-Geral do DNIT em Brasília, Valter Silveira, visitará ao Acre para lançar a segunda frente de serviços da rodovia.

“A sociedade de Cruzeiro do Sul está muito bem representada pela Câmara Municipal, que se une ao Congresso Nacional, priorizando a restauração da BR-364. Como eu sempre tenho dito, sabe da importância dessa rodovia quem vive aqui, quem depende diretamente dela para viver”, comentou o senador.

A vereadora Lucila Brunetta (PMDB) disse que se for preciso, os vereadores irão à Brasilia se manifestar à favor das obras e cobrar o que for necessário para que os serviços não sejam prejudicados. “As máquinas estão na estrada e nós vamos fazer quorum a batalha do senador Gladson Cameli, que representa muito bem os interesses do povo do Juruá no governo federal. A luta dele é a nossa, e quem torce contra a BR-364 não quer o bem dessa região”, disse Lucila.

Na região desde o lançamento da primeira frente de serviços que aconteceu no último dia 19, em Sena Madureira, Cameli vem conversando com a sociedade civil organizada explicando a modalidade de contrato firmado com as empresas e pedindo a inclusão de todos na luta pela liberação de recursos para restauração e reconstrução completa da rodovia.

“Nesse momento em que o país vive uma paralisia quase que total pela forte crise política e econômica, nós estamos falando de investimentos que somam quase R$ 150 milhões que irão aquecer a economia das cidades e gerar emprego e renda. Não entendo como existe um grupo de pessoas que faz questão de se mostrar contra essa obra”, acrescentou Cameli.

Na manhã deste domingo, ele volta a percorrer de carro o trecho entre Cruzeiro do Sul, Tarauacá e Feijó. O senador recepciona o diretor geral do DNIT na próxima terça-feira (20) no aeroporto de Feijó e segue em caravana até Brasileia onde será anunciado investimentos de R$ 25 milhões para construção do Anel Viário na fronteira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.