12 de jul de 2017

Deputados oposicionistas recomendam governador a pedir reforço da Força Nacional

Deputados propuseram que o governo promova mais segurança, inclusive solicitando a vinda de policiais da Força Nacional

Deputados Eliane Sinhasique e Gehlen Diniz

Jorge Natal - Os recentes acontecimentos envolvendo a escalada da criminalidade no Estado, com o aumento de homicídios e o incêndio de um prédio do Ministério Público (MPAC) na Cidade do Povo suscitou novamente o debate na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac). Os oposicionistas Gehlen Diniz (PP) e Eliane Sinhasique (PMDB) propuseram que o governo estadual promova mais segurança, inclusive solicitando a vinda de policiais da Força Nacional.

Para Diniz, o governo não adota políticas de segurança, atendo-se, segundo ele, apenas às consequências da violência. “Para começar deveria dotar os policiais de melhores condições de trabalho, com a aquisição de coletes balísticos, aumento salarial e treinamento contínuo. De janeiro pra cá são mais de 300 homicídios”, disse o parlamentar, para quem há indícios fortes de que o incêndio do prédio do MPAC tenha sido criminoso.

Sinhasique, por sua vez, acrescentou que cerca de 10 casas da Cidade do Povo já foram queimadas. Informou, também, que existem cerca de 4 mil homicídios não elucidados. “O governo precisa dar uma resposta à altura, vez que estamos imersos num estado de insegurança”, assim concebe a deputada, alertando o governo para que não seja necessário pedir intervenção federal no Estado”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.