8 de jul de 2017

Jungmann: ‘Não vamos dar mole com criminoso’



O ministro da Defesa Raul Jungmann, disse nesta quarta-feira em Vilhena (RO) que o país não tolerará voos irregulares, sejam de traficantes ou não. A FAB realiza na região a Operação Ostium.

A Operação Ostium é uma operação que irá reforçar a vigilância no espaço aéreo sobre a região de fronteira do Brasil com a Bolívia e o Paraguai. O objetivo é coibir voos irregulares que possam estar ligados a crimes como o narcotráfico.

As atividades devem prosseguir até o fim do ano e envolvem a instalação temporária de radares móveis em cidades próximas às fronteiras, como Chapecó (SC) e Corumbá (MS); reforço das atividades aéreas nas bases da Força Aérea Brasileira (FAB); e deslocamento de aeronaves militares para cidades como Cascavel (PR), Foz do Iguaçu (PR) e Dourados (MS). Em todas essas cidades, haverá tropas para promover a segurança de equipamentos e aeronaves.

O serviço de alerta da área de fronteira permanecerá ativado 24 horas e a atuação será imediata caso os radares da defesa aérea do País localizados nessas cidades sejam ativados.

Havendo necessidade, as aeronaves estão autorizadas a abater os suspeitos em áreas não populosas.

As ações serão coordenadas a partir do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), localizado em Brasília (DF), e fazem parte do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF), do Ministério da Defesa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.