9 de ago de 2017

Sinhasique diz que secretário de segurança falhou no combate à violência



Ravenna Nogueira - A líder do PMDB na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputada Eliane Sinhasique (PMDB), falou, na manhã desta terça-feira (8), da violência que se instalou no Estado.  “A situação está fora de controle! Só em Rio Branco foram incendiados 4 ônibus. Todos os dias acontecem roubos de carros, de motos, assaltos e assassinatos”, declarou.

Para a parlamentar, falta trabalho preventivo. “Não adianta apenas combater. É preciso políticas públicas de educação, de ocupação, dos nossos jovens. É necessário envolver nesse debate, as secretárias de Segurança Pública, de Educação, de Cultura, de Esporte, etc”.

Sinhasique pontua que as secretarias tem falhado no combate e prevenção da criminalidade. “O Secretário de Segurança não está fazendo a parte dele. E várias outras secretárias que são responsáveis por trabalhar a prevenção da criminalidade estão falhando”.

A deputada afirma que essa desorganização no combate à violência é que tem causado o aumento da criminalidade no Estado. “O Governador diz que está tudo sob controle, que os bloqueadores que revoltaram a criminalidade. Mentira! Esses ataques já aconteciam muito antes de serem colocados bloqueadores de celular nos presídios. Faltam ações interligadas para combater a violência”.

Maria da Penha

Sinhasique também aproveitou para falar da violência contra a mulher e lamentou que no Acre os números tenham crescido.

“Ontem (07), a Lei Maria da Penha completou 11 anos de implantação. Mas, infelizmente as mulheres não tem o que comemorar. Segundo o DataSenado, o número de homicídios de mulheres dobrou em 10 anos (entre 2006 e 2016). De acordo com dados do Conselho Nacional de Justiça, quase 5 mil processos de violência doméstica estão em tramitação no Acre”.

Em 2015, Eliane apresentou, na Assembleia, anteprojeto que pedia a distribuição do botão do pânico para mulheres vítimas de violência doméstica que se sentiam em constante perseguição. “Infelizmente, nosso anteprojeto não foi acatado pelo Governo”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.