27 de jan de 2017

Confiança da construção no Brasil tem em janeiro maior nível desde meados de 2015, diz FGV



 Thaís Freitas - A confiança da construção brasileira iniciou o ano em alta e atingindo o maior nível desde meados de 2015, com melhora tanto das expectativas quanto da avaliação da situação atual, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta sexta-feira.


O Índice de Confiança da Construção (ICST) do Brasil subiu 2,5 pontos em janeiro e atingiu 74,5 pontos, maior patamar desde junho de 2015, quando chegou a 76,2 pontos.

"A melhora das expectativas combinada a uma percepção menos negativa sobre a situação atual contribuiu para que a confiança da construção registrasse em janeiro a maior alta mensal da série", destacou em nota a coordenadora de projetos da construção da FGV/IBRE, Ana Maria Castelo.

O Índice de Expectativas (IE-ICST) aumentou 3,4 pontos, para 84 pontos, favorecido pela demanda nos próximos três meses. Já O Índice da Situação Atual (ISA-CST) subiu 1,5 ponto, para 65,3 pontos, com destaque para o indicador que mede a situação atual dos negócios.

Apesar da melhora em janeiro, a coordenadora da FGV/Ibre destacou que ainda não é possível visualizar uma virada no setor já que ainda não há uma melhora de fato dos negócios.

"...não é possível apontar o fim do ciclo recessivo no setor, pois o aumento da confiança continua amparado muito mais nas expectativas", completou ela.

Em nota separada, a FGV informou ainda que o Índice Nacional de Custos da Construção (INCC-M) subiu 0,29 por cento em janeiro, após alta de 0,36 por cento no mês anterior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.