4 de jan de 2017

Cuba privatiza gestão do principal aeroporto do país para aumentar número de turistas



ilisp/Marcelo Faria - A ditadura cubana anunciou a privatização da gestão do Aeroporto Internacional José Martí, em Havana, que será feita pela empresa francesa Aéroports de Paris (ADP) e terá sua expansão e modernização realizadas pela construtora francesa Bouygues.

O anúncio foi feito pelo vice-ministro dos Transportes, Eduardo Rodríguez, em Havana. A francesa ADP administra o aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, e outros 31 terminais espalhados pelo mundo. Por sua vez, a Bouygues participou da construção do Stade de France, do Eurotúnel e do aeroporto de Hong Kong.

O projeto deve ser estendido ao aeroporto regional de San Antonio de los Baños, a oeste de Havana, e “prevê o financiamento e execução de medidas imediatas para melhorar a qualidade dos serviços, bem como investimentos de médio e longo prazo de acordo com o crescimento estimado de passageiros”, afirmou a televisão estatal cubana.

Após a expansão, o aeroporto de Havana deverá receber mais de 10 milhões de passageiros por ano – em 2015, o país recebeu 3,5 milhões de turistas. “Transporte e infraestrutura são elementos estratégicos e prioritários na economia e sociedade cubana”, declarou o Ministério do Transporte do país. E acrescentou: “Parcerias como as descritas serão estimuladas também para outros terminais no país”.

Nota do Blog: UÉ?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.