15 de jan de 2017

Polícia ouve 3 pessoas sobre sumiço de objetos em prefeitura de Tarauacá


Atual prefeita denunciou também que sistemas operacionais foram deletados.
Computadores foram enviados à Rio Branco para trabalho pericial, diz polícia.

Prefeitura Tarauacá (Foto: Yuri Marcel/G1)
Atual  gestão denúnciou que objetos sumiram


Caio Fulgêncio - A Polícia Civil ouviu três pessoas na investigação sobre o sumiço de alguns equipamentos do prédio da Prefeitura de Tarauacá, cidade distante 400 km de Rio Branco. A denúncia foi feita no início deste mês pela atual gestão municipal e, por isso, houve a instauração de um inquérito policial.


Por meio da assessoria de comunicação, a polícia afirmou que todo material já foi enviado à capital acreana para ser submetido ao trabalho pericial. Não foi informada uma data exata para a divulgação de um laudo. Outros objetos, como modem de internet e impressoras, foram recuperados e restituídos à prefeitura.

A atual prefeita da cidade, Marilete Vitorino (PSD-AC) denunciou à polícia o desparecimento de controles dos aparelhos de ar-condicionado, materiais de escritório e ainda que os sistemas operacionais dos computadores haviam sido deletados. A gestora falou que o prédio foi entregue pela antiga gestão com muita bagunça.

O ex-prefeito Rodrigo Damasceno (PT-AC) negou que a equipe tenha deletado ou excluído documentos institucionais. "Não estava ciente que houve essa formatação [de computadores], mas todos os documentos estão disponíveis, os processos, estão todos lá. Então, não houve uma sabotagem", se defendeu na época.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.