29 de jun. de 2019

Professores da rede pública fazem curso nos EUA


Capacitação de seis semanas vai beneficiar mais de 480 profissionais


Bruna Saniele - Geidla Silva Manuel tem 31 anos e é professora de inglês da rede pública da cidade de Mariana, Minas Gerais. Sara Gleice Gomes de Almeida, 33 anos, tem a mesma profissão e leciona em Belém, no Pará. Mais de 2,6 mil quilômetros as separam no Brasil, mas na próxima semana as duas vão se encontrar para uma capacitação nos Estados Unidos. As professoras foram selecionadas no último edital do Programa de Desenvolvimento Profissional para Professores de Língua Inglesa nos Estados Unidos (PDPI) oferecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, a Capes.


No total, 486 professores de todas das regiões do Brasil vão participar do programa oferecido em parceria com a Embaixada dos Estados Unidos e a Comissão Fulbright.

Essa é a segunda vez que Geidla se inscreve para a bolsa. Em 2017, não foi selecionada. Neste ano, antes de saber que iria para Austin, no Texas, teve que olhar duas vezes para achar seu nome na relação de aprovados. “teve um problema no sistema e colocaram a lista do ano passado. Aí quando colocaram a certa quase morri de felicidade. Já estou louca para chegar lá, o coração está na boca”, conta.



Sensação semelhante viveu Sara Gleice. A paraense ficou nove meses nos Estados Unidos em 2014 e voltou para o Brasil para dar aulas de inglês. Ela e outro colega da Escola Municipal Padre Leandro Pinheiro vão participar da capacitação. “Estou muito grata, muito feliz pela oportunidade que os professores de escola pública vão ter. É um presente de ouro e vou usufruir dessa chance para levar o melhor para os meus alunos.”



Qualificação
A coordenadora-geral de Formação de Docentes da Educação Básica da Capes, Izabel Pessoa, diz que o programa já teve mais de dez edições e segue com o objetivo de compartilhar experiências e qualificar os professores brasileiros. “Os professores vão fazer o treinamento da língua inglesa e o compartilhamento de metodologias de ensino para capacitar esse profissional brasileiro”, conta.

O programa oferece aos aprovados passagem aérea, ajuda de custo, reembolso da taxa de solicitação de visto, seguro saúde, deslocamento nos EUA, alimentação, material didático, taxas escolares, alojamento em instalações do campus universitário no qual o curso será realizado e passagem aérea nacional e hospedagem para participação na orientação.

O professor Paulo Barbosa, do município de Lontra (MG), disse que sem esse apoio financeiro seria praticamente impossível fazer um curso em outro país. “Creio que 100% das nossas aulas vão ter uma melhora com esse programa.”

O embarque dos professores começou na sexta-feira e vai até este domingo (30). As aulas nos Estados Unidos começam já na segunda (1°) e vão até 9 de agosto, data em que os selecionados começam a voltar para o Brasil.

28 de jun. de 2019

Bolsonaro envia mensagem positiva direto do Japão


Barroso cassa decisão que autorizava desconto em folha de contribuição sindical

Ministro Barroso entende ser "inerente ao novo regime das
contribuições sindicais a autorização prévia
do sujeito passivo". Rosinei Coutinho/STF
CONJUR/Fernando Martines - O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu acordo coletivo que autorizava sindicato a descontar a contribuição diretamente da folha de pagamento. Segundo o ministro, o acordo não pode ser entendido como manifestação da vontade individual do trabalhador. Essa interpretação, segundo ele, é uma forma de esvaziar as decisões do STF sobre o tema.

Barroso cassou decisão de segundo grau que validou a cláusula do acordo. Com isso, manifestou entendimento semelhante ao da Medida Provisória 873/2019, que proíbe o desconto automático em folha da contribuição sindical.

A MP vem sofrendo com decisões judiciais que afastam sua aplicação e o prazo de votação pelo Congresso termina nesta quinta-feira (27/6). A MP diz que a cobrança da contribuição sindical só pode ser feita por boleto bancário e com autorização expressa de cada trabalhador.

A decisão de segundo grau cassada por Barroso dizia que a Constituição consagrou, no inciso XXVI do artigo 7º, de forma inflexível, o "reconhecimento das convenções e acordos coletivos de trabalho", concedendo expressão à chamada autonomia privada coletiva.

Mas, segundo Barroso, essa visão esvazia o conteúdo das alterações legais da reforma trabalhistas declaradas constitucionais pelo STF no julgamento da ADI 5.794. 

"A leitura dos dispositivos declarados constitucionais pelo Supremo Tribunal Federal apontam ser inerente ao novo regime das contribuições sindicais a autorização prévia e expressa do sujeito passivo da cobrança", afirma na decisão. 

De acordo com o advogado Ricardo Calcini, professor de Direito do Trabalho, a decisão de Barroso segue a mesma interpretação dada pela ministra Cármen Lúcia na Reclamação 34.889.  "Na visão do STF, o pagamento da contribuição sindical exige prévia e expressa autorização do trabalhador, que não pode ser substituída pela assembleia do sindicato", analisa Calcini.

"Salvo se o trabalhador for sindicalizado, o Supremo decidiu, uma vez mais, dar concretude à garantia constitucional da livre associação sindical, de modo que ninguém é obrigado a filiar-se ao sindicato, previsto no inciso V do artigo 8º da Constituição", afirma.

Novo carro elétrico e solar vai de SP a Floripa com uma única carga

Ciclovivo - Nesta última terça-feira (25), a companhia holandesa Lightyear apresentou o protótipo de seu primeiro carro solar de longo alcance. O modelo será capaz de percorrer pouco mais de 724 quilômetros (distância entre a capital paulista e a capital catarinense) com uma única carga e uma pequena bateria.

Batizado de Lightyear One, o veículo possui uma bateria mais duradoura do que as disponíveis hoje no mercado e, apesar de ser menor, foi projetada para maximizar seu desempenho. Com painéis acoplados no teto e capô, o veículo capta energia sempre que está sob o sol.

A energia também pode ser recarregada por meio das estações de recarga de veículos elétricos e até pode receber energia diretamente de tomadas comuns. Neste último caso, será mais lento, mas após uma noite carregando em uma tomada doméstica, o motorista poderá percorrer 400 quilômetros, por exemplo.

A novidade, logicamente, atraiu muitos investidores. Apesar da previsão de iniciar a produção somente em 2021, na pré-venda, já foram reservados mais de cem veículos. Aliás, o protótipo foi desenvolvido em apenas dois anos. Isso porque a startup recebeu muitos subsídios e apoio de investidores desde que seus criadores, ex-alunos da Universidade de Tecnologia de Eindhoven, ganharam o Desafio Solar Mundial Bridgestone.

E isso é apenas o começo. “Como a nova tecnologia tem um alto custo unitário, precisamos começar em um mercado exclusivo. Os próximos modelos que planejamos desenvolver terão um preço de compra significativamente menor. Além disso, modelos futuros serão fornecidos a frotas de carros autônomas e compartilhadas, para que o preço de compra possa ser dividido entre um grande grupo de usuários. Combinado com os baixos custos operacionais do veículo, pretendemos fornecer mobilidade premium por um preço baixo por quilômetro”, planeja Lex Hoefsloot, CEO e cofundador da Lightyear.

Desemprego cai de 12,4% para 12,3% no trimestre encerrado em maio


População desocupada é de 13 milhões de pessoas, diz IBGE


Vitor Abdala - A taxa de desemprego no país ficou em 12,3% no trimestre encerrado em maio, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad), divulgada hoje (28), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Nacional de Geografia e Estatística (IBGE).


A taxa é menor que a registrada no trimestre encerrado em fevereiro deste ano (12,4%). No trimestre fechado em maio de 2018 ela foi de 12,7%.

Segundo o IBGE, a população desocupada ficou em 13 milhões de pessoas, estatisticamente estável tanto frente ao trimestre anterior como em relação a igual período de 2018.

Já a população ocupada (92,9 milhões de pessoas) cresceu em ambas as comparações: 1,2% (mais 1,07 milhões de pessoas) em relação ao trimestre anterior e 2,6% (mais 2,36 milhões de pessoas) na comparação como o mesmo período de 2018.

Da Série: Monarquia - 28/08/2019

Putin, Putin, seja esperto gire 180º e se integre a OTAN antes que seja tarde demais, o perigo mora ao sul

Foto: Sputinik
Fica claro que o Presidente Putin como Presidente era um bom cidadão do estado soviético, mas deixa a desejar quando não percebe que o perigo não vem do oeste, foi-se o tempo, deveria ter aprendido com Gorbatchov, mas não, parou no tempo e como não tem competência para administrar o país traz à vida velhos fantasmas. 

A Rússia é a 12ª economia do mundo tendendo a cair para 13ª (ôh número ingrato!), a curto prazo com o dinheiro que não tem e está gastando na Síria e ajudando o ditador que vai cair de maduro lá na Venezuela. 

Esquece o chefe do Estado tricolor que o povo não come petróleo, ou ajeita sua economia ou os próprios russos vão se cansar da sua inércia econômica. Ele alega que está defendendo a Rússia, mas defendendo de quem? Dos USA? da OTAN? Olha os países pós guerra que aderiram ao plano Marshall e os que se aliaram ao Pacto de Varsóvia na marra.

O Dragão, rindo à toa como uma hiena, bota lenha na fogueira e cruza os braços esperando o urso perder uma pata para virar chacal

Fica esperto bicho!

Bolsonarianas do Acre convidam a população para apoiar o Ministro Sergio Moro e a Operação Lava Jato

Richard Corrêa/Blog Foco News - As Mulheres Bolsonarianas do Acre, estão convidando toda a população e a sociedade de um modo geral, para participarem das manifestações em defesa ao Ministro Moro, Operação Lava Jato, Pacote Anti Crime e as Reformas, no próximo domingo 30/6, que ocorrerá em todo o Brasil e também aqui no Acre.

Rila Freze, Daniela Paiva e a Pastora Maria Magri, Mulheres Bolsonarianas e PSLMulher sendo entrevistadas pelo brilhante jornalista Antonio Muniz do Programa Boa noite Rio Branco

O Vem pra Rua no Acre, está sendo comandado pelas Mulheres Bolsonarianas e o PSLmulher, o Vem pra Rua é um movimento muito forte em todo o Brasil.

O evento ocorrerá às 15h de domingo, na Praça do Seringueiro, na frente do Palácio Rio Branco.

A concentração será a partir das 14:30, as mesmas estarão recepcionando os participantes com pinturas no rosto e produção de cartazes de acordo com a opinião das pessoas presentes.

“Cada um poderá expressar seu apoio em um cartaz”, cita a Pastora Maria Magri, uma das bolsonarianas organizadoras do evento.

O evento conta com o apoio do ILAC – INSTITUTO LIBERAL ACREANO e outros movimentos.

Sugestão de Leitura: www.mises.org.br

Daniela Paiva diz que é muito importante o apoio da população ao Ministro Sergio Moro para dar um basta na corrupção no Brasil.

Rila Freze, fala da importância de um Brasil desenvolvido e sem corrupção.

“É preciso apoiar nosso presidente Jair Bolsonaro e seu projeto de governo, a população acreana deu a maior votação proporcional e com certeza acredita na capacidade de nosso presidente, convidamos você e sua família para esse momento especial e democrático em prol do Brasil.” Disse Rila Freze, Líder do PSL Mulher e Mulheres Bolsonarianas.

Denúncia contra Gleisi no ‘quadrilhão’ deve ir para a Lava Jato, diz Raquel

Procuradora-geral afirma que acusação por organização criminosa contra deputada e outros petistas se refere ao seu mandato de senadora e, por isso, fica restrito o foro privilegiado

 Gleisi Hoffmann. Foto: Wilton Junior/Estadão

The Daily cheese - A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu ao ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, que envie a denúncia contra a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e o ex-ministro Paulo Bernardo, no processo do ‘quadrilhão’, para o juiz Luiz Antonio Bonat, da 13ª Vara Federal do Paraná, responsável por julgar a Operação Lava Jato.

A denúncia foi oferecida em 2017, pelo então procurador-geral, Rodrigo Janot. Entre os acusados ao Supremo Tribunal Federal (STF) estavam os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff e cinco ex-ministros, por crimes praticados entre 2002 e 2016.

A denúncia acusa recebimento de R$ 1,48 bilhão em propinas pelos petistas, no esquema de desvios na Petrobrás.

No documento, a PGR ressalta o entendimento do STF – decorrente do resultado do julgamento da Questão de Ordem 937 – de que não se mantém o chamado foro privilegiado em casos de mandatos cruzados, de senadores que foram eleitos deputados ou vice-versa.

A procuradora-geral afirma que Gleisi Hoffmann já não ocupa mais o cargo de senadora, no qual ela supostamente praticou o crime que lhe foi imputado na denúncia. A interpretação do Supremo, no entanto, faz com que o inquérito seja enviado à primeira instância. Sendo assim, para a PGR, o destino deve ser a Justiça Federal de Curitiba.

A procuradora-geral da República lembra que, em situação análoga à de Gleisi Hoffmann, a Primeira Turma do STF concluiu que o deputado federal Aécio Neves (PSDB) não deve responder no STF pelo crime do qual foi acusado à época em que era senador da República – encaminhando os autos à primeira instância.

Antes de ter reunião do BRICs e participar da Cúpula do G20, o presidente Jair Bolsonaro recebeu um troféu de dirigentes da Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil




27 de jun. de 2019

Cooperação Internacional entre Brasil, Argentina e EUA desarticula organização que traficava armas

A ação foi fruto de Cooperação Policial Internacional, apreendeu mais de 2.500 armas e prendeu 23 pessoas


A Polícia Federal, em Cooperação Policial Internacional, juntamente com autoridades argentinas e o ICE/DHS (Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos), desarticulou organização criminosa responsável pelo tráfico de armas da Argentina para o Brasil.

A cooperação resultou na Operação Palak, deflagrada nessa quarta-feira (26/06) na Argentina. Foram realizadas 23 prisões, 52 buscas e a apreensão de mais de 2.500 armas que seriam transportadas para o Brasil, durante os oito meses de investigação.

De acordo com as investigações, as armas traficadas pela organização criminosa vinham da Europa e dos Estados Unidos, passavam pela Argentina e pelo Paraguai e tinham como destino facções criminosas de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Entre as armas apreendidas há granadas, armas longas, fuzis, metralhadoras, mais de 30 mil munições de diferentes calibres, canhão antiaéreo e minas antitanque.

A operação foi batizada de Palak devido ao nome do navio que realizou o transporte do armamento para a Argentina

Nesta sexta-feira (28/06), às 10h, haverá coletiva de imprensa na sede da Superintendência do Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos em Miami, com a participação do adido policial da PF em Washington/EUA.

Comunicação Social da PF

Governo Bolsonaro faz em 6 meses o que não fizeram em 10 anos




Prazo para sacar abono salarial termina nesta sexta-feira (28/6)

Mais de 2,2 milhões de trabalhadores ainda não retiraram o benefício

Ministério da Economia - A dois dias do fim do prazo para o pagamento do abono salarial, o PIS/Pasep ano-base 2017, cerca de 2,2 milhões de trabalhadores ainda não sacaram o benefício. Aproximadamente, R$ 6,5 bilhões estão disponíveis nas agências bancárias em todo país.

O valor, que pode ser sacado até sexta-feira (28/6), é proporcional aos dias trabalhados formalmente no ano-base. Varia de R$ 84 a um salário mínimo (R$ 998). Quem esteve empregado o ano inteiro recebe o valor integral. Quem trabalhou por apenas 30 dias, por exemplo, receberá 1/12 do salário mínimo, e assim sucessivamente.

São três os requisitos para receber o benefício: trabalhar formalmente por pelo menos 30 dias em 2017, com renda mensal de até dois salários mínimos; inscrição no PIS/Pasep há no mínimo cinco anos; e dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Onde sacar

Desde o dia em que se iniciaram os pagamentos, em 26 de julho de 2018, cerca de 22,4 milhões de brasileiros sacaram o dinheiro, o que representa 90,78% das pessoas com direito ao benefício. O valor já sacado soma R$ 17,2 bilhões. 


Trabalhadores da iniciativa privada, inscritos no PIS, podem retirar o dinheiro nas lotéricas e nas agências bancárias da Caixa. Quem tiver o Cartão Cidadão retira também nos caixas eletrônicos. Já os servidores públicos, que têm direito ao Pasep, retiram o pagamento no Banco do Brasil. Correntistas das duas entidades bancárias têm os valores depositados direto nas contas bancárias.

Acesse na tabela abaixo os principais números

 Abono Salarial – Ano-base 2017*

Fonte: Secretaria Especial de Previdência e Trabalho
* dados atualizados até 26/06/2019

Juiz suspende norma da Anac que restringe porte de armas em voos


Felipe Pontes - O juiz Renato Borelli, da 20ª Vara Federal de Brasília, suspendeu hoje (27), uma resolução da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que restringia a casos específicos o porte de armas por agentes de segurança pública a bordo de aeronaves.


Borelli atendeu a um pedido de liminar (decisão provisória) da Associação de Delegados de Polícia do Brasil (Adepol). Para a entidade, a norma da Anac ofende as prerrogativas funcionais de agentes de segurança pública, que têm o porte de arma previsto em lei.

Em janeiro de 2018, a diretoria da Anac aprovou a Resolução 461, que prevê o porte de armas a bordo de aeronaves somente quando os agentes públicos comprovem atividades específicas como a escolta de autoridade, testemunha ou passageiro custodiado; a execução de técnica de vigilância (investigação); ou deslocamentos em que precisem estar armados para cumprir, logo ao desembarcar, missão para a qual foram convocados.

Para o magistrado, a regra é ilegal, por restringir direito previsto em lei aprovada em 2017 no Congresso, na qual se especifica que o porte de armas é permitido a policiais federais, rodoviários federais, ferroviários federais, civis e militares, bem como a bombeiros militares.

“Verifica-se que, de fato, o porte de arma, no contexto desta demanda, é deferido aos integrantes das carreiras de segurança pública, constituindo verdadeira prerrogativa de seus membros, não estando à mercê de disposições genéricas aplicáveis aos demais cidadãos”, argumentou Borelli.

Para o magistrado, a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal (STF) e a doutrina jurídica preveem que as normas das agências reguladoras devem se restringir ao estabelecido em lei, não podendo restringir direitos previstos na legislação. Por esse motivo, ele determinou a suspensão da norma da Anac.

CROWDFUNDING - A ÚLTIMA CRUZADA: O FILME




De 2 anos para cá, sem nenhum centavo de dinheiro público, produzimos 26 documentários que foram assistidos por mais de 14 milhões de pessoas. Esses resultados só são possíveis graças aos financiadores descentralizados, que permitem que a nossa única dependência seja o comprometimento com a verdade e com o público.

Dessa vez temos uma meta audaciosa: recriar os grandes momentos da história do Brasil para um único filme documental ser distribuído gratuitamente na internet e nas escolas! Serão dezenas de quadros pintados por artistas de todo o Brasil, que vão levar você à imaginar e conhecer a nossa verdadeira origem.

Para que esse projeto saia do papel e semeie ideias, valores e sentimentos no coração das próximas gerações, é preciso que você seja um financiador desse filme.

Governo recupera quase R$ 86 mil pago indevidamente a beneficiários do Bolsa família na região Norte


André Luiz Gomes/Assecom - Na região Norte, o Ministério da Cidadania recuperou quase 86 mil reais de 69 beneficiários do Bolsa Família que estavam recebendo o dinheiro indevidamente. É a primeira vez que o governo federal consegue reaver recursos que estavam sendo pagos a pessoas que não se encaixavam mais nos critérios do programa. O montante voltará agora aos cofres públicos da União. Somente nesta etapa inicial do pente-fino, 748 casos foram pagos, o que representa 927 mil reais.

A cobrança de ressarcimento de valores do Bolsa Família é fruto do cruzamento de dados realizado pelo Tribunal de Contas da União, iniciado em 2018. O levantamento mostrou que as famílias tinham renda maior do que a declarada no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, lembra ainda sobre o cruzamento de informações com diversas bases de dados do governo federal que é realizado todos os meses. Para Terra, a inciativa mostra o empenho em combater as irregularidades e garantir que os recursos cheguem a quem realmente precisa. 

SONORA MINISTRO DA CIDADANIA OSMAR TERRA

Em todo o Brasil, foram instaurados 2.663 processos administrativos para a cobrança. O secretário Nacional de Renda de Cidadania, Tiago Falcão, explica o que ocorre com as famílias que não devolverem o dinheiro ao governo federal. 

SONORA SECRETÁRIO TIAGO FALCÃO

Caso atendam às regras para participar do programa, aquelas famílias que quitaram o débito com a União vão poder ser selecionadas para retornar após um ano. No entanto, se o débito não for pago, a família fica impedida de ingressar, mesmo cumprindo os demais critérios de elegibilidade. Atualmente, o Bolsa Família atende mais de 14 milhões de famílias com a transferência mensal de cerca de R$ 2 bilhões e 400 milhões de reais.

Ouça aqui.

Da série Monarquia - 27/06/2019


A Alemanha merece algo melhor que isso. Ou trocam a Merkel ou a Alemanha vai virar uma França


A dama de vermelho da Alemanha, a senhora Angela Merkel, agora quer dar pitaco no país dos outros que não comungam com suas ideias ultrapassadas. 

Vale lembrar que a Alemanha derrubou 100% das matas nativas no século passado, embora tenham reflorestado parte das montanhas. Nos vales, neca de pitibiriba de mata ciliar. Sem contar que grande parte da sua industria ainda usa carvão mineral.

Melhor a dama de vermelho cuidar das suas forças armadas, caso contrário a coisa vai ficar ainda mais vermelha pro lado dela.

Os trens estão voltando!




Senadores reduzem idade mínima para posse de arma por trabalhador rural


Depois de permitir o uso de arma em toda a propriedade rural, o Senado também reduziu de 25 para 21 anos a idade mínima para trabalhadores do campo adquirirem armas.

O projeto de lei foi aprovado com 38 votos favoráveis, 4 contrários e 2 abstenções. A proposta ainda precisa ser aprovada na Câmara para em entrar em vigor.

Previdência tem de 30 a 34 votos favoráveis na comissão especial da Câmara


O levantamento foi realizado com base nas declarações públicas dos parlamentares e em suas redes sociais


Dos 49 deputados que integram a Comissão Especial da reforma da Previdência na Câmara, pelo menos 30 devem votar a favor, garantindo a aprovação do texto. O placar pode chegar a 34, a depender de alguns que ainda estão indecisos ou resistem em divulgar o voto. O levantamento foi realizado com base nas declarações públicas dos parlamentares e em suas redes sociais. São necessários 25 votos para que a reforma seja aprovada, considerando a presença total dos integrantes.


Dos 30 deputados favoráveis, 11 já votaram a favor da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça, sendo que um está revendo o voto. A oposição tem 15 votos contrários e quatro deputados se manifestaram ainda indecisos. Como esses quatro são de partidos pró-reforma, a tendência é que aprovem o texto. A variação de 30 a 34 votos ocorre em cenário com a presença de todos os titulares, sem faltas e troca de vaga pelo suplente.

A comissão especial tem a representatividade de um “mini plenário”, já que o número de deputados obedece ao tamanho de cada partido. PSL e PT, por exemplo, com as maiores bancadas, têm o maior número de representantes. Com isso, e partindo dos 30 deputados que deverão votar a favor, o governo já teria representado no placar da comissão os 3/5 dos votos necessários para aprovar a proposta de emenda constitucional no plenário.

Negociações
No quarto dia de discussões em torno do texto do relator Samuel Moreira (PSDB-SP), as próximas etapas da Comissão Especial da Previdência ainda não estão definidas. Segundo o presidente da comissão, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), é “mais provável” que apresentação do voto complementar aconteça nesta quinta-feira e, logo em seguida, a análise de requerimentos de adiamento de votação. Mas ele não comenta a data da votação.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), porém, diz que o relatório pode ser votado quinta ou terça-feira. Maia tenta, com isso, ganhar tempo para reincluir estados e municípios no texto do relator.

Ciro: “Se tem um brasileiro que sabe que o Lula não é inocente, sou eu”


Em entrevista ao programa Morning Show, da Jovem Pan, nesta terça-feira, Ciro Gomes voltou a atacar Lula.

“Se tem um brasileiro que sabe que o Lula não é inocente, sou eu. Pela proximidade. Parte das coisas que eu sei, eu tenho que morrer com elas porque sei em confiança, isso morre comigo”, afirmou.

Ciro disse mais:

“Eu sei que o  Lula sabia que Michel Temer era corrupto e botou ele na linha de sucessão. Eu sei que ele sabia que Eduardo Cunha era ladrão e entregou Furnas para ele, Briguei com Lula por isso, e foi ali que ele roubou o dinheiro para comprar deputados e se tornar presidente da Câmara. Eu sei que o Lula sabia o que estava acontecendo na Petrobras, porque eu denunciei o Sérgio Machado na Transpetro e o Eunício de Oliveira. Então, se alguém sabe que o Lula não tem nada de inocente, sou eu.”

Entretanto, Ciro repetiu a narrativa petista de que a sentença contra Lula no processo do triplex do Guarujá é “fraca”. “No [caso do] sítio de Atibaia, a sentença [contra Lula] é mil vezes mais consistente.”

“Isso é o principal princípio do direito penal, não existe crime sem lei anterior que o defina. O Lula é acusado de receber triplex como propina. Mas estou falando de provas, não há.”

Na mesma entrevista, Ciro ainda afirmou que não é “nem Lula, nem anti-Lula”.

Primeiro-ministro japonês busca mediar divergências na cúpula do G20


Shinzo Abe afirmou que tendência é focar diferenças no plano externo

NHK (Organização de mídia pública do Japão)  Tóquio - O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, expressou sua determinação em buscar pontos de vista em comum entre os países participantes da cúpula do G20.


O premiê falou a jornalistas em Tóquio, hoje (27), antes de partir para a cidade de Osaka, no oeste do Japão, onde o encontro será realizado na sexta-feira e no sábado.

Abe afirmou que as pessoas tendem a focar nas diferenças na comunidade internacional, mas o Japão, como anfitrião, deve focar no que os países têm em comum e em questões com as quais possam estar de acordo.

Acrescentou ainda que espera que o G20 possa passar uma forte mensagem sobre a promoção do livre comércio, levando ao crescimento econômico global por meio de inovação, regras para a economia digital, contribuição para questões ambientais e empoderamento das mulheres.

Shinzo Abe disse que vai se encontrar com o presidente americano Donald Trump e com o presidente chinês Xi Jinping para confirmar a cooperação de ambos para uma cúpula de sucesso.

Acrescentou que deve ter uma conversa franca com o presidente russo Vladimir Putin após a cúpula para avançar o máximo possível as negociações de um tratado de paz.

26 de jun. de 2019

Portos do Brasil aumentam rendimento






“Abuso de autoridade é um golpe contra a Lava Jato”


Jorge Kajuru, líder do PSB no Senado, disse a O Antagonista considerar o projeto de abuso de autoridade — que poderá ser votado em definitivo hoje — “um golpe contra a Lava Jato”.

O senador afirmou que ele e outros colegas contrários à aprovação da proposta neste momento tentarão adiar a votação — na CCJ e no plenário –, mas reconhece ser uma missão difícil.

“A gente não concorda com essa pressa. Querem empurrar goela abaixo. Vamos tentar adiar, mas está difícil.”

Saque do abono salarial do PIS 2018/2019 vai até sexta-feira



Os trabalhadores cadastrados no Programa de Integração Social (PIS) têm até sexta-feira (28) para sacar o Abono Salarial do calendário 2018/2019. Os valores vão de R$ 84 até R$ 998, de acordo com a quantidade de dias trabalhados durante o ano-base 2017.

De acordo com a Caixa, os benefícios, que totalizam R$ 16,9 bilhões, foram liberados de forma escalonada para 22,5 milhões de beneficiários, conforme o mês de nascimento, e agora estão disponíveis para os nascidos em qualquer mês. Até maio, o banco pagou R$ 15,6 bilhões a 20,6 milhões trabalhadores.

O valor do benefício pode ser consultado no Aplicativo Caixa Trabalhador, no site do banco ou pelo Atendimento Caixa ao Cidadão, pelo telefone: 0800 726 0207.

Pode a sacar o abono o trabalhador inscrito no PIS ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) há pelo menos cinco anos e que tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2017 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos.

“Os titulares de conta individual na Caixa com cadastro atualizado e movimentação na conta, podem ter recebido crédito automático antecipado. Quem possui o Cartão do Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir a uma casa lotérica, a um ponto de atendimento Caixa Aqui ou ir aos terminais de autoatendimento da Caixa para receber o abono", informou o banco..

Segundo a Caixa, caso o beneficiário não tenha o Cartão do Cidadão ou não tenha recebido automaticamente em conta, ele pode retirar o valor em qualquer agência da Caixa, apresentando o documento oficial de identificação.

O trabalhador em empresa pública, com inscrição no Pasep, recebe o pagamento do abono pelo Banco do Brasil.

25 de jun. de 2019

Prévia da inflação desacelera para 0,06% em junho




Perguntas que todo monarquista já ouviu

Quando alguém ofende Maria, é como se estivesse - e está - a lancetar novamente o Cristo na Cruz

Paulo Henrique Cremoneze - Salvo o católico, cuja devoção mariana é abençoadamente obrigatória - ninguém é obrigado a crer em Maria como intercessora, mediadora, “toda pulchra”, advogada nossa, primeiro sacrário do Senhor.

Respeito o direito de não demonstrar devoção alguma a Nossa Senhora. Fico triste, mas sinceramente respeito. Fico triste porque se o próprio Deus a escolheu como Mãe é de se esperar dos homens carinho enorme.

Mas, não devotar a Maria o devido culto não significa salvo-conduto para ofende-la, diminui-la ou atacar sua magna dignidade. Maria está acima dos anjos e abaixo somente de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Quando alguém ataca Maria, ataca também todas as mães do mundo, as que honram a mais nobre das vocações, a maternidade.

Quando alguém ofende Maria, é como se estivesse - e está - a lancetar novamente o Cristo na Cruz.

Um fato que ninguém que acredita em Jesus como Salvador pode negar é que Maria é a sua Mãe, a Mãe de Deus e, consequentemente, nossa.

Repudiar Maria é magoar o coração do Senhor.

Se Deus “acatava” os pedidos de Maria (lembremos do milagre das Bodas de Caná), quem é o homem para não lhe endereçar, senão amor, ao menos respeito?

Paulo Henrique Cremoneze é Advogado, e escreve  uma coluna para o jornal A Tribuna sobre experiências no exterior.

O fim dos carros novos para Lula e Dilma

Guedes vê queda de 40% no preço da energia com plano para quebrar monopólio do gás


Um plano para abertura do mercado de gás natural no Brasil pode contribuir para uma redução de 40% no preço da energia no país em menos de dois anos, o que seria importante para impulsionar a economia brasileira, disse nesta segunda-feira o ministro da Economia, Paulo Guedes, ao apresentar resolução do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) sobre o tema.

“Um choque de energia barata é tudo que todos sonham..., tem muita coisa boa quando se faz uma coisa como essa... Estamos superotimistas que isso vai fazer o Brasil crescer”, disse o ministro Paulo Guedes, acrescentando que monopólios impedem o desenvolvimento.

O movimento, na linha de um outro plano de se quebrar o monopólio da Petrobras na área de refino de petróleo, visa intensificar a desverticalização em toda a cadeia de gás natural, após a petroleira estatal ter já vendido participações majoritárias em gasodutos por bilhões de dólares, como foi o caso da Transportadora Associada de Gás (TAG) e da Nova Transportadora do Sudeste (NTS).

Segundo o ministro, o Brasil já quebrou o monopólio na produção e agora vai quebrar também o da distribuição.

“Isso então é que deve reduzir o preço da energia. E os cálculos são esses, eu tinha uns cálculos até um pouquinho mais otimistas. Pode ser que a energia caia cerca de 40% em menos de dois anos até, mas são simulações”, disse o ministro, que anteriormente afirmou que o custo da energia poderia cair 50%.

Segundo ele, se o custo cair 40%, o PIB industrial subiria cerca de 8,5%, se for reduzido em 50%, o produto interno bruto do setor industrial subiria 10,5%.

O plano quer criar as condições para o acesso de mais agentes não só aos gasodutos de transporte, mas a todas as infraestruturas essenciais do setor, “proporcionando a abertura do mercado e a promoção da concorrência”.

A fim de viabilizar esse processo, entre as medidas propostas, destaca-se a recomendação do CNPE para que a Petrobras defina o quanto de capacidade necessita utilizar em cada ponto de entrada e zona de saída do sistema de transporte de gás natural, permitindo, assim, o acesso por novos agentes.

A Petrobras possui, por exemplo, participação de 51% na Gaspetro, uma holding que detém participações acionárias em 19 empresas de distribuição de gás natural, das 27 constituídas no país.

O CNPE recomendou também que o governo federal incentive os Estados e o Distrito Federal, por meio de seus programas de transferências de recursos e de ajuste fiscal, a voluntariamente modernizar a regulação dos serviços de gás canalizado, segundo a nota do conselho.

Mas Guedes ressaltou que não haverá “toma lá, dá cá”, e que os Estados não receberão recursos em troca de aderirem ao plano.

O ministro citou que o Estado do Rio de Janeiro, grande produtor de petróleo e gás do Brasil, já está tomando ações nesta linha.

Segundo ele, o Rio de Janeiro já percebeu essa oportunidade de atrair novos investimentos no setor de energia e concorda em abrir mão do monopólio na área de distribuição de gás.

O governo fluminense aprovou na semana passada regras que buscam mais competição no setor de gás natural, com a criação de um ambiente mais propício para o desenvolvimento de empreendimentos que dependem de grande consumo da molécula, em uma medida que foi comemorada pela associação que representa as grandes petroleiras no país.

Como exemplo de empresas interessadas em investir se o preço do gás cair, o ministro voltou a citar a mineradora Vale, que teria planos de investir 20 bilhões de dólares, como parte de um plano para investir na fabricação no Brasil de Hot Briquetted Iron (HBI), um produto à base de minério de ferro com maior valor agregado.

CONGRESSO
Também presente na coletiva de imprensa de divulgação da resolução do CNPE, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, disse que apresentará a partir de terça-feira ao Congresso o desenho do novo mercado de gás, com medidas que devem ser objetivo de aperfeiçoamento legislativo.

Segundo o ministro, o governo não vai encaminhar uma proposta de projeto de lei ao Congresso, mas quer trabalhar com os parlamentares no desenho da legislação.

“É um projeto de lei, mas não emanado do Executivo”, disse Albuquerque.

Segundo a assessoria de imprensa do ministério, Albuquerque irá ao Senado na terça-feira, às 14h. Na quarta-feira, ele estará na Câmara dos Deputados.

O ministro afirmou que esta será a primeira vez que o setor público terá um conjunto de medidas orientando o fim do monopólio no setor de gás.

Ele afirmou que a resolução aprovada nesta segunda-feira pelo CNPE estabelecendo diretrizes para a liberalização do mercado de gás natural dialoga com outras duas resoluções recentes, uma que trata do refino e outra, do gás de cozinha.

Reportagem de Mateus Maia e Isabel Versiani

Bolsonaro diz que vai vetar lista tríplice para agências reguladoras


Presidente quer manter poder de influência nos órgãos


Marcelo Brandão - O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (24) que vai vetar o trecho da Lei Geral das Agências Reguladoras que trata da indicação de dirigentes das autarquias. A nova lei, aprovada em maio pelo Congresso Nacional, prevê a elaboração de lista tríplice para a escolha de novos conselheiros, diretores e presidentes.

“A decisão, até o momento, para indicar os presidentes das agências é minha. A partir desse projeto, [passa a ser] uma lista tríplice feita por eles. Essa parte será vetada de hoje para amanhã”, afirmou. O presidente justificou a decisão por não querer perder a influência que tem nas agências reguladoras.

“As agências têm um poder muito grande e essa prerrogativa de o presidente [da República] indicar o presidente [da agência] é importante porque nós teremos algum poder de influência nessas agências”. Bolsonaro tem até amanhã (25) para sancionar ou vetar o projeto enviado pelo Congresso.

O projeto, de autoria do então senador Eunício Oliveira, tramitava há oito anos. A matéria passou pelo Senado, foi para a Câmara e, ao voltar ao Senado, sofreu alterações. Coube aos senadores garantir a proibição de indicações políticas nas agências. Conforme o texto enviado para sanção, os indicados para ocupar cargos precisarão ter ficha limpa, não poderão ter cargos eletivos – ser deputado ou senador, por exemplo – nem ser parente de políticos.

23 de jun. de 2019

Cresce o movimento para retorno da monarquia no Brasil

Com o advento da internet e principalmente das mídias sociais facebook, whatsapp, Instagran, Twitter dentre outros está acontecendo um processo que está passando despercebido para a grande maioria da população, a democratização da informação, com isso, hoje a verdade conseguiu se sobrepor a mentira fazendo com que muitos brasileiros estejam descobrindo sua verdadeira história. 

Agora outros dois fatos agregadores para nos livrarmos dessa prisão histórica em que vivíamos é o excelente trabalho que vem fazendo D. Bertrand, que podemos chamar de ‘Porta-Voz’ da Casa Imperial Brasileira cujo irmão é D. Luiz de Orleans e Bragança chefe da Casa Imperial Brasileira e o primeiro na linha de sucessão, D. Luiz, será o nosso Imperador assim que essa injustiça for desfeita, ou melhor que por justiça seja restaurada a Monarquia. 

D. Bertrand vem dando várias entrevistas em TVs e rádios desmistificando todo esse aparato cultural contra a monarquia no último século.

Indico três vídeos esclarecedores que foram entrevistas cedidas a Mariana Godoy,  Danilo Gentilli e Leda Nagle.


O segundo fato agregador é o excelente trabalho que a produtora Brasil Paralelo vem fazendo publicando séries históricas de excelente qualidade e principalmente apartidária fazendo com que os brasileiros tenham contato agora com a verdadeira história.

Uma dessas séries de 6 capítulos é 'A Cruz e a Espada' que você pode assistir no youtube clicando aqui. Não deixe de assistir.

Vários fatores contribuíram para a proclamação da república, mas para começarmos a contextualizar esse fato trágico da nossa história podemos citar dois que contribuíram muito. O Primeiro foi a abolição da escravatura assinada pela Princesa Isabel e a segunda foi uma dor de cotovelo, isso mesmo, você não leu errado. Historiadores dizem que quando Deodoro saiu do Campo do Santana em 15/11/1899 ele não bradou ‘Viva a República’, ele bradou ‘Viva o Imperador!’, ele inclusive era amigo pessoal de D. Pedro II. 

O golpe tinha como objetivo o Gabinete do Visconde de Ouro Preto que tinha desavenças com os militares (1/3 dos militares eram republicanos), aliás, existiam pouquíssimos republicanos à época por ser um partido nanico, os partidos mais efetivos eram os liberais e conservadores, prova isso o fato de que o máximo que o partido republicano conseguiu eleger foram 4 deputados, sendo que nas últimas eleições do Império em agosto de 1899  elegeram somente 2 deputados. 

O ápice da trama 
No entardecer do dia 15 foram dizer a Deodoro que quem iria assumir a Presidência do Conselho de Ministros no lugar do Visconde de Ouro Preto era Silveira Martins, cujo qual, Deodoro supria uma total aversão, porque quando foi comandante da Praça de Porto Alegre havia disputado com ele [Silveira Martins], o amor da filha do Barão do Triunfo, Adelaide, que acabou optando pelo Visconde de Ouro Preto.

O cara

Se podemos chamar um brasileiro de ‘O Cara’ essa pessoa é D. Pedro II, pra se ter uma ideia de sua visão vanguardista isso que você faz agora com seu celular onde aprendeu a palavra selfie, ele fez no século XIX, D. Pedro II buscava sempre a tecnologia. No Palácio de São Cristóvão, Rio de Janeiro, aproximadamente em 1860, D. Pedro II, com 35 anos fez seu auto retrato, confira essa história clicando aqui. 

Enfim, nosso Império assegurou a unidade territorial do Brasil ao contrário da espanhola que se dividiu em várias repúblicas, mas isso é assunto pra outra história ou se desejar existe muita biblioteca sobre esse assunto sugiro que leia.

Para quem gosta do facebook tem muita informação sobre D. Pedro II, clique AQUI para ser redirecionado.

Os arrependidos

Foram muitos os que se arrependeram, como por exemplo Rui Barbosa, Beijamin Constant, Quintino Bocaiuva, mas vamos começar por quem iniciou a proclamação, Deodoro da Fonseca. Há uma carta para seu sobrinho no arquivo nacional que ele diz textualmente: “República no Brasil é coisa impossível, porque será uma verdadeira desgraça. Os brasileiros estão e estarão muito mal educados para republicanos. O único sustentáculo do nosso Brasil é a Monarquia; se mal com ela, pior sem ela”.