1 de jun de 2017

“Navalha” é escolhido o melhor filme no GI Film Festival



olapaazul - 72 anos após o final da II Guerra Mundial, a Força Expedicionária Brasileira (FEB) conquistou mais uma vitória — agora não no campo de batalha, mas na tela do cinema. O documentário “Navalha” – Um batalhão brasileiro na Linha Gótica recebeu o prêmio de melhor filme internacional na 11ª edição do GI Film Festival (GIFF), em Washington D.C. Pela primeira vez um filme brasileiro alcança tal honraria neste prestigiado festival de cinema.

O GIFF foi sediado na capital dos EUA entre os dias 24 e 28 de maio,  exibindo uma série de 56 filmes de curta, média e longa-metragem escolhidos entre mais de uma centena de obras inscritas, oriundas de dezenas de países. É o principal festival mundial de cinema dedicado aos filmes militares.

Pela primeira vez um filme brasileiro é premiado no GI Film Festival

Fundado em 2006 por Laura Law-Millett (veterana do exército dos EUA) e seu marido Brandon Millett, o GIFF é promovido por uma organização sem fins lucrativos, dedicada a preservar as histórias dos veteranos dos EUA, passados e presentes, por meio de filmes, da televisão, e de eventos especiais ao vivo.

Conhecido como o Sundance dos filmes militares, o evento vai além do universo habitual dos festivais de cinema, criando uma comunidade real onde cineastas apaixonados, ex-combatentes e seus apoiadores, podem se reunir por alguns dias mágicos para preservar o legado dos veteranos de guerra. Desta vez, coube a honra da vitória na categoria “filme Internacional” a uma produção brasileira.

O “Navalha” foi um dos raros batalhões presentes nas mais expressivas batalhas da FEB: dos combates na região da Toscana, passando pelo Monte Castello e Montese, até a rendição da 148º Divisão alemã

Quão forte e duradouro pode ser o impacto da guerra no ser humano? Como ele influencia os laços familiares e de amizade? De que forma ele afeta o corpo, a mente e o espírito dos veteranos?

Estas são algumas questões abordadas no documentário. A obra reconstitui a trajetória dos homens do III Batalhão do 6º Regimento de Infantaria — o “Navalha” —, da Força Expedicionária Brasileira (FEB), bem como os combates travados por eles na Linha Gótica, erguida pelos exércitos do Eixo na Itália, durante a II Guerra Mundial.

​O fio condutor da narrativa segue o testemunho de vinte entrevistados, entre ex-combatentes e historiadores. Baseada no testemunho ocular dos soldados que vivenciaram o horror da guerra, a obra mergulha na alma do brasileiro, seus valores, crenças, singularidades, virtudes e defeitos, frente aos demais povos envolvidos no conflito

​Repleta de fotos e filmes inéditos da participação brasileira no conflito, obtidos em arquivos nacionais e estrangeiros, a produção condensa uma década de pesquisas e entrevistas com veteranos da FEB em diversas cidades brasileiras. Tudo sem utilizar um único centavo oriundo de financiamento público ou privado.

O documentário transcende a narrativa da campanha militar, retratando as vicissitudes e os dramas pessoais dos veteranos no pós-guerra

​“Navalha” também é uma história de superação de jovens humildes — a maioria oriunda das fazendas no interior do Brasil —, que subitamente foram colocados à prova numa arena onde as grandes potências mundiais mediam forças: o campo de batalha. Embora tenham sido vitoriosos na Itália, eles foram obrigados a travar outras lutas pessoais na terra natal, pois como diz um velho e sábio ditado militar: “Ninguém sai vivo da zona de combate sem ser ferido”.

O documentário resgata a epopeia dos homens que atenderam ao chamado do dever, num momento decisivo para o destino da Humanidade, escrevendo uma página da história que os brasileiros podem, verdadeiramente, se orgulhar.

Lista de filmes premiados no GI Film Festival – 2017:

Founder’s Choice Award:  American Veteran

Founder’s Choice Award:  The 2 Sides Project

Military Filmmaker Award:  Ten Thousand Miles
Best Film with Strong Female Lead:  After Fire
Best Narrative Feature:  High Low Forty
Best Documentary Feature:  Operation Route 66
Best Narrative Short:  The Colonel
Best Documentary Short:  Gary Sinise: Always Do A Little More
Best International Film:  Switchblade: A Brazilian Battalion In The Gothic Line
Best Student Film:  Reunion
Short-Short Award:  All American
Best Screenplay: The Blue Eye: Akrotiri
Pitchfest Winner:  Frances Cheever
Trailer Wars Film Winner:  The Colonel
Audience Choice Award:  The Bravest, The Boldest

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.