19 de mai de 2016

MUJICA DIZ QUE MADURO ESTÁ "LOUCO FEITO UMA CABRA"


Ex-presidente defende seu ex-chanceler, hoje chefe da OEA e rival do venezuelano
   
Os presidentes Maduro, da Venezuela (à esquerda) e Mujica, do Uruguai - Matilde Campodonico

Após o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, acusar nesta quarta-feira o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, de ser um “traidor” e alertar que ele se transformará em um “ditadorzinho” se impedir o referendo revogatório levado adiante pela oposição contra seu mandato, o ex-presidente uruguaio José Mujica interveio. Após uma série de declarações agressivas de Maduro ao ex-chanceler uruguaio, Mujica disse que o mandatário "está louco como uma cabra" pelas sucessivas acusações.

“Negar a consulta ao povo, negar a ele a possibilidade de decidir, te transforma em mais um ditadorzinho, como os tantos que o continente teve”, escreveu Almagro em uma severa carta aberta.

Extrapolando seu reservado estilo diplomático, o líder do órgão regional não poupou palavras ofensivas a Maduro, chamando-o ainda de mentiroso.

“Não sou agente da CIA. E sua mentira, mesmo que seja repetida mil vezes, nunca será verdade”, afirmou Almagro, para depois acrescentar: “Presidente, você trai seu povo e sua suposta ideologia com suas diatribes sem conteúdo, é traidor da ética da política com suas mentiras e trai o princípio mais sagrado da política, que é se submeter ao escrutínio de seu povo”.

A oposição venezuelana impulsiona a realização de um referendo revogatório neste ano contra Maduro que, por sua vez, considerou inviável a iniciativa, e decretou um estado de exceção que concede amplos poderes ao governo.

O secretário-geral da OEA convocou Maduro a libertar os dirigentes opositores presos e a devolver o “legítimo poder” ao Parlamento — controlado pela oposição —, despojado de várias de suas atribuições por um mandato da Suprema Corte.

“Que ninguém cometa o desatino de dar um golpe de Estado contra você, mas que você tampouco não dê. É seu dever. Você tem um imperativo de decência pública de fazer o referendo revogatório em 2016”, indicou Almagro.

Mujica entrou na briga e defendeu Almagro, seu ex-chanceler durante o período em que o hoje senador governou o país.

— Todo mundo está louco na Venezuela. Almagro não é nenhum traidor, não tem qualquer vínculo com a CIA. Tenho um grande respeito por Maduro, mas isso não me impede de lhe dizer que está maluco. Maduro está louco como uma cabra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.