29 de jun de 2017

Casos de pessoas picadas por cobra em Tarauacá sobe 38% somente no 1º semestre deste ano

Surucucu Pico-de-Jaca muito comum na região

Perna de um menino necrosada
por picada de cobra. Foto Ilustração
Dados fornecidos pela SEMSA (Secretaria Municipal de Saúde) informam que houve um acréscimo de 38% de janeiro a junho deste ano comparado com o primeiro semestre de 2016,de casos de pessoas vítimas por picada de cobra. 

Foram 13 casos contra 18 até o momento.

Duas condições climáticas contribuem para esse aumento:

A primeira é quando começam as chuvas o que faz com que as cobras procurem local mais seco, e a segunda condição já é na estiagem onde, por exemplo, o agricultor vai trabalhar no campo se deparando com uma cobra, e é picado.



 Algumas pessoas por sentirem-se ou serem mesmo entendidas, preveem as chuvas, outros dizem ser possível ou, prever os acontecimentos futuros. Porém quando se trata dos acidentes ofídicos, não creio que seja possível fazer esta previsão. Mas podemos pelo menos nos prevenir para que eles não aconteçam.

E por isso, todo cuidado é pouco e deve ser tomado para evitar a picada de uma cobra. Principalmente se esta for peçonhenta. Pois muitas vezes elas causam danos irreversíveis. A cobra é um réptil que pode atacar o ser humano quando se sente ameaçada. E, em maioria das vezes elas levam vantagem.

Porque são animais que vivem em alerta. Estão sempre em lugares onde veem e nem sempre podem ser vistas.

Vale apena lembrar que nós somos os invasores e visitantes indesejados, e, em maioria das vezes lhes causamos problemas com nossas ações de desmatamentos e queimadas.

Sua picada pode causar sérios danos e/ou levar à morte. Algumas cobras são apenas venenosas outras são peçonhentas. Existem diversas formas de reconhecê-las através de suas características e hábitos. Um ponto importante é saber como se prevenir.

Você saberia o que fazer para prevenir-se da picada de uma cobra peçonhenta? O que fazer para não ser mais uma vítima? Quando se trata de proteção e segurança todo cuidado é pouco. É preciso estar sempre atento (a). Principalmente, quando vamos entrar na mata, devemos ter toda atenção para evitar um acidente ofídico.

Mas quais cuidados devem ser tomados contra picada de cobras?

Se você não sabe, preste atenção em alguns ensinamentos. Confira abaixo algumas dicas para evitar a picada de cobra peçonhenta.

10 Cuidados que devem ser tomados contra picada de cobras.

Ao entrar em locais onde provavelmente existem cobras, use botas de cano longo, calças compridas, luvas de couro, sapatos fechados.Fique alerta, pois algumas cobras atacam os membros inferiores (pernas e pés) outras atacam antebraços e mãos. E ainda existem as arborícolas que geralmente atacam os ombros, pescoço e a cabeça.

Mantenha as áreas: quintais, paióis e terreiros sempre limpos para evitar lagartos, ratos, sapos e outros insetos ou animais de pequeno porte, já que estes servem de alimento para as cobras.

Nunca deixe amontoados de gravetos, galhos, arbustos ou lixo em torno de casa.
Mantenha o gramado sempre aparado.

Se por acaso se deparar com uma cobra peçonhenta, não faça movimentos bruscos nem caminhe em sua direção, pois se ela sentir-se ameaçada ela atacará. A melhor alternativa é manter-se imóvel até que ela se afaste e você fique fora do alcance dela.

Nunca mexa em entulhos ou montes de madeira, pilhas de lenha ou milho, usando as mãos. Utilize uma vara comprida.

Feche frestas de portas e buracos nas paredes, pois podem tornar-se prováveis locais de esconderijo para cobras. Elas gostam de locais quentes, úmidos e escuros.

Use luvas de couro para proteção de mãos e antebraços, pois é onde ocorre 15% das picadas.

 Ao caminhar em matas, roças ou campos não enfie os pés em buracos.

Tome cuidado ao mexer em casas de cupins, que são muito comuns no mato ou em roças.

Para a sua própria segurança é bom ter conhecimento sobre os hábitos das cobras peçonhentas. Observe alguns hábitos e curiosidades sobre algumas cobras:

 A Cascavel toca seu guizo (que fica na ponta da cauda) quando sente presença de estranhos e a jararaca vibra sua cauda quando se sente ameaçada.

As cobras não possuem o hábito de piar nem a  noite nem de dia para atrair passarinhos.

As cobras podem ser terrestres, aquáticas ou anfíbias ( vivem na água e na terra).Existem algumas que vivem sobre as árvores, outras no solo e existem as que são subterrâneas.Algumas cobras como a coral verdadeira apresentam hábitos aquáticos.Quando uma cobra peçonhenta estiver atravessando o rio poderá picar se sentir-se ameaçada. E fará o mesmo efeito tanto quanto se estivesse na terra.

As cobras costumam dormir quando faz sol. Elas saem para caçar à noite. O curioso é que elas só precisam alimentar-se 1 vez na semana.A cobra Cascavel prefere habitar lugares pedregosos e quentes. As jararacas preferem lugares mais úmidos como lagoas e beira-rio. A Sucuri e a Jiboia gostam de morar em matas à margem de rios e lagos.

As cobras venenosas costumam aparentar aspecto mais tranquilo e são mais vagarosas. As não venenosas são mais rápidas e ativas e possuem hábitos diurnos.

Observe as formas de ataque e tome cuidado contra picada de cobra

As cobras possuem diferentes formas de caçar suas presas e atacar. Existem as que buscam ativamente suas presas na água, galerias subterrâneas ou vegetação alta.

Jararaca-Ilhoa-Bothrops-insularis-Ilha-da-Queimada-Grande-Itanhaem, Sao-Paulo

Outras ficam à espreita esperando a vítima passar próximo a ela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção:
Comentários ofensivos a mim ou qualquer outra pessoa não serão aceitos.