27 de jul de 2015

SUECOS INSATISFEITOS

Compra de 36 Gripen NG pode não sair

Uma missão sueca desembarcou hoje em Brasília para reuniões no Ministério da Fazenda e no Itamaraty para a última tentativa de fazer o governo brasileiro honrar o que foi acordado sobre as taxas de juros da compra de 36 caças Gripen NG.

Joaquim Levy vem tentando renegociar a compra alegando dificuldades econômicas por parte do governo brasileiro.

Os suecos estão à beira de desistir do negócio de 5,4 bilhões de dólares.

GANDHI CRIOU TIMES DE FUTEBOL PARA COMBATER O RACISMO. E BEM LONGE DA ÍNDIA


Gandhi usou o esporte contra a desigualdade na África do Sul muito antes de Mandela

ESPORTE/Daniel Lisboa - Quando alguém fala em Mahatma Gandhi é inevitável não fazer uma associação à Índia. Bem antes de ajudar a libertar seu povo do domínio britânico, porém, o indiano teve papel importante na África do Sul. Se você não fazia ideia que o indiano também esteve por lá, provavelmente ficará ainda mais surpreso ao saber qual instrumento ele usou para combater as desigualdades locais: o futebol.  

Gandhi já foi um entusiasta do esporte. Aliás, não apenas isso: ele soube enxergar o potencial do futebol para influenciar uma sociedade. E olha que estamos falando do final do século 19, quando o então jovem indiano desembarcou na África do Sul para trabalhar como advogado.

Recém-chegado ao país, em 1893, Gandhi pegou um trem de Durban para Pretória e sentiu na pele a segregação aberta então vigente. Apesar de sua passagem lhe dar direito à primeira classe, Gandhi foi coagido pelo condutor a mudar para a terceira classe. O motivo: como hindu, ele deveria viajar juntos com os negros e não no compartimento exclusivo para brancos. Gandhi recusou-se a mudar, acabou expulso do trem e precisou passar a noite na estação de Pietermaritzburg. 

O indiano já tinha uma consciência social aguçada e o episódio só serviu para incentivá-lo a se posicionar contra o status quo sul-africano. Gandhi começou então uma campanha de desobediência civil entre a população hindu da África do Sul. Ali ele já começava a implantar sua filosofia de resistência por meio da não-violência e iniciava uma mudança na sociedade local que se tornou completa um século depois, com Mandela.

Mas e o futebol, onde entra nisso? Apesar dos esportes favoritos de Gandhi serem o críquete e o ciclismo, ele logo percebeu o poder de mobilização que o futebol tinha entre as classes mais baixas e decidiu usá-lo. O indiano criou três times, um em Durban, outro em Pretoria e mais um em Johannesburgo, e deu a todos o mesmo nome: "Passive Resisters Soccer Club", ou algo como "Resistência Passiva Futebol Clube".

Divulgação/Bessie Head Library
Gandhi junto a um dos times do "Resistência Passiva Futebol Clube" em 1913

Esse curioso capítulo da história de Gandhi está relatado no site da Fifa.

De acordo com os historiadores consultados, não há evidências de que o próprio Gandhi tenha jogado por algum dos times ou bancado o técnico. Porém, ele falava aos jogadores sobre os princípios da resistência não violenta e aproveitava os jogos para distribuir panfletos sobre as consequências da segregação racial.

Se não há provas de que o indiano chegou alguma vez a entrar em campo e bater uma bolinha, o Old Court House, um museu de Durban, tem fotos em que ele aparece perfilado ao lado das equipes e discursando para o público em campos de futebol. Mas não ficou "só" nisso: historiadores relatam que as partidas dos times do Resistência Passiva Futebol Clube serviram também para que familiares de adeptos da resistência reclamassem contra suas prisões. Um deles teria acontecido entre as equipes de Johannesburgo e Pretoria em 1910, quando os jogadores protestaram contra a prisão de cerca de cem oposicionistas às leis de segregação locais. 

Usar o esporte como ferramenta para mudanças sociais muito antes de Mandela já é histórico. Mas consta que Gandhi é também uma espécie de pioneiro do "fair-play".

É o que revela Poobalan Govindasamy, presidente da Associação de Futebol de Salão Sul-Africana, em seu depoimento ao site da Fifa. "Gandhi estava convencido de que o futebol tinha um enorme potencial para encorajar o jogo em equipe e, quando ele criou seus times, promoveu valores morais como espírito de equipe e fair-play". 

Embora o Resistência Pacífica Futebol Clube nunca tenha atuado oficialmente em uma liga, para Govindasamy, o legado deixado por Gandhi para o esporte sul-africano é muito maior do que se imagina.

"Sua capacidade de organização ajudou na construção das estruturas esportivas não-raciais da África do Sul de hoje. Ninguém, naquele tempo, fez mais do que Gandhi e seus companheiros para envolver quem não era branco, principalmente a comunidade indiana local, em atividades esportivas estruturadas". 

Um exemplo do que diz Govindasamy está na criação, em 1903, da Associação de Futebol Hindu da África do Sul. "Ainda faltava muito para uma nação unificada ideal como temos hoje, mas foi pavimentado o caminho para a criação de uma federação nacional e de ligas em que era possível jogar independentemente da cor da pele". 

As experiências com o Resistência Passiva acabaram depois que Gandhi deixou a África do Sul, em 1914, para fazer história em sua terra natal. Seu legado, porém, continuou em fotografias, relatos orais e, principalmente, na semente contra a segregação plantada na África do Sul.

ATLETAS CUBANOS DESERTAM DURANTE JOGOS PAN-AMERICANOS

Atletas cubanas durante os jogos: deserções podem ter sido causadas por temor de que fique mais difícil obter residência nos EUA

Da EFE - Toronto (Canadá) - Cerca de 30 atletas cubanos teriam desertado durante a realização dos Jogos Pan-Americanos, em Toronto, que serão encerrados neste domingo, segundo fontes consultadas pela Agência Efe.

As últimas deserções envolveriam atletas do time masculino de hóquei sobre a grama. Ontem, a seleção do país perdeu para Trinidad e Tobago por 13 a 0, na disputa pelo sétimo lugar, com apenas oito dos 11 jogadores do elenco.

Os primeiros registros aconteceram na seleção da canoagem, logo nos primeiros dias de competição. Liosmel Ramos, Wilber Turro, Manuel Suárez e Orlando Sotolongo abandonaram as instalações da modalidadde, se aproveitando da proximidade do local com a fronteira com os Estados Unidos.

Hoje, o vice-presidente da Organização Esportiva Pan-Americana (Odepa), Ivar Sisniega, afirmou à Efe que se reuniu com a delegação cubana em Toronto, para discutir o assunto, mas que a entidade pouco pode fazer.

"Como organização, não é algo que nos agrade, mas é um tema individual. Não há muito o que possamos fazer. Nos solidarizamos com Cuba, mas esta é uma decisão individual", disse o dirigente, que não confirmou o número de desertores.

O executivo-chefe do Comitê Organizador Local, Saäd Rafi, também não quantificou os atletas que deixaram o país, em entrevista coletiva concedida neste domingo. Fontes ouvidas pela Efe, no entanto, apontam que há, pelo menos, 28 desertores, mas que provavelmente o número supera os 30 desportistas.

Meios de imprensa que fazem oposição ao regime cubano, aponta para deserções também entre atletas dos saltos ornamentais, da equipe feminina de hóquei sobre a grama e remadoras. Todos estariam nos Estados Unidos.

Segundo as fontes consultadas pela Efe, o alto número de deserções pode ser consequência do temor de que, com o restabelecimento das relações entre Havana e Washington, mudem as leis nos Estados Unidos, aumentando a dificuldade para obtenção de residência.

Além dos abandonos em solo canadense, pouco antes do início do Pan, dois jogadores da seleção de beisebol abandonaram os companheiros, durante uma viagem para amistosos de preparação nos Estados Unidos.

SEBASTIÃO VIANA RESOLVE CORTAR PONTO DE PROFESSORES EM GREVE



Ainda há pouco, o secretário de educação do Acre, professor Marco Brandão, anunciou que os professores que aderiram a greve da educação que perduram por quase 40 dias terão seus pontos cortados a partir desta segunda-feira, 27. De acordo com o gestor, o motivo para essa decisão seria pelo governo “não aceitar a politização da greve”. Mais informações em instantes. 

O SOFRIDO TEATRO JOSÉ POTYGUARA


"Educai as crianças e não será necessário punir os homens". Não foi isso que Pitágoras disse?

150 mil gastos na sua recuperação em 1999 pra professor deixar aluno sentar na janela e colocar o pé na parede. Aí não dá né mestre? (Se hoje já é  muito dinheiro, imagine na época. Seu dinheiro!).

Não tem mais dinheiro pra recuperar ele não, se não cuidar, o teatro mais antigo do Acre vai se acabar! 


Perde-se a conta do número de pessoas que sentam e colocam o pé na costa da cadeira da frente, e até mesmo ficam em pé nela. Já temos cadeiras quebradas, estofamentos danificados e se definitivamente esse teatro não tiver um tratamento sério vai virar pó.

Urge que se tomem providências mais sérias em relação a ele.

SECT E SEBRAE SELECIONAM STARTUPS NO ACRE



Inscrições são gratuitas e podem ser realizadas até às 20h do dia 27 de julho

Serão selecionadas as 16 startups mais inovadoras do Acre que participarão de workshops, treinamentos e mentorias, com o intuito de auxiliar na elaboração dos seus planos de negócios. O governo do Estado, por meio da Secretária de Estado de Ciência e Tecnologia (Sect), juntamente com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Acre (Sebrae/AC) lançaram o edital de seleção para startups acreanas.

A secretária de Estado de Ciência e Tecnologia, Renata Souza, ressaltou que o Acre tem pessoas capacitadas e competentes para a criação e o desenvolvimento de startups. “Esse é um primeiro convênio, o primeiro incentivo desse patamar em startups. O que queremos é dar continuidade ao apoio às startups e, que depois, tenham outros convênios”, diz.

O programa, criado pela Transforma conta com 6 workshops presenciais, várias mentorias e apresentações por meio de videoconferências, acompanhamento remoto individualizado e equipe de apoio aos empreendedores. As startups que realizarem todo o programa de construção do plano de negócios digital receberão um prêmio individual de R$ 20 mil para investimento na melhoria dos seus produtos ou serviços.

A diretora técnica do Sebrae, Sídia Gomes, destacou que o governo e o Sebrae estão empenhados pelo desenvolvimento da área de ciência, tecnologia e inovação do estado. “A gente sonha com um estado que tenha startups de referência, onde teremos incubadoras, uma aceleradora concreta. O Sebrae está muito confiante nesse projeto e agradece a parceria do governo”, afirma.

Samuel Araújo, representante das startups, parabenizou os idealizadores da iniciativa. “O governo do Estado e o Sebrae estão de parabéns. O Acre tem grande potencial. Temos vários estudantes, entusiastas. Acredito que o mercado na área de tecnologia vai crescer muito”, comentou.

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas no site ti.coop.br/startupacre até as 20h do dia 27 de julho de 2015. (horário do Acre)

São parceiros neste projeto:

· TRANSFORMA – COOPERATIVA DE TRABALHO EM SISTEMAS TECNOLÓGICOS INOVADORES SUSTENTÁVEIS

· SEBRAE/AC - SERVIÇO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO ESTADO DO ACRE


· SECT/AC – SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO ESTADO DO ACRE.


Para mais informações: http://ti.coop.br/startupacre 

Nota do Blog: STARTUP significa um grupo de pessoas trabalhando com uma ideia diferente que, aparentemente, poderia fazer dinheiro. Além disso, "startup" sempre foi sinônimo de iniciar uma empresa e colocá-la em funcionamento.

25 de jul de 2015

PRIMEIRO BOMBARDEIO AÉREO TURCO NA SÍRIA MATA MAIS DE 30 MEMBROS DO EI


Além dos ataques aéreos fora de suas fronteiras, a Turquia realizou uma grande operação nacional contra o terrorismo e prendeu mais de 250 pessoas nesta sexta-feira

Caça F-16 similar aos usados pela Força Aérea Turca(Sam yeh / AFP/VEJA)

A Turquia, pela primeira vez, realizou nesta sexta-feira bombardeios aéreos contra jihadistas do Estado Islâmico (EI). As quatro bombas lançadas por caças turcos provocaram a morte de ao menos 35 terroristas. A Turquia mudou sua forma de atuação contra os jihadistas após um violento atentado cometido por um suicida do EI matar mais de trinta estudantes na cidade de Suruc, que fica na fronteira com a Síria. Antes do atentado, o governo de Ancara não atacava diretamente os jihadistas e apenas reagia aos incidentes ao longo de sua fronteira terrestre com a Síria.

Três caças F-16 decolaram da base aérea de Diyarbakir, no sudeste da Turquia, e lançaram quatro bombas teleguiadas contra alvos do EI - dois quartéis centrais e um ponto de reunião. A operação durou apenas 13 minutos, com os aviões retornando ao país logo após a missão, explicou um comunicado do Estado-maior. A localização das posições jihadistas ou os danos causados às estruturas não foram informados pelas autoridades.


Segundo o jornal Hürriyet, 35 jihadistas morreram no bombardeio que ocorreu no distrito de Al Bab, na região administrativa da província de Aleppo, longe da fronteira com a Turquia. Além disso, os turcos bombardearam na noite de ontem posições jihadistas no distrito de Yarabulus, ao leste de Aleppo. Nesse ataque, porém, foram usados tanques e morteiros do Exército turco em Karkamis, cidade na fronteira com a Síria, na província de Gaziantep, que destruíram vários postos do EI.

Operação antiterrorista - Juntamente com os ataques fora de seu território, a Turquia também se preocupa com sua segurança interna e prendeu nesta sexta 251 pessoas em uma operação de grande envergadura realizada em treze províncias do país, com o objetivo de capturar integrantes das redes jihadistas vinculadas ao EI, assim como simpatizantes da guerrilha separatista curda. Apesar dos curdos serem um dos principais inimigos do Estado Islâmico, o governo turco já sofreu com atentados cometidos por extremistas curdos que lutam pela independência do Curdistão, uma áera entre a Turquia, Iraque e Síria.

Uma militante da organização de extrema-esquerda curda morreu durante uma troca de tiros com os agentes dentro de sua própria casa em Istambul. Também em Istambul, onde foram verificados 140 domicílios suspeitos, a polícia prendeu 98 pessoas, entre elas 36 cidadãos estrangeiros. Na capital, Ancara, nove pessoas foram presas acusadas de serem militantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK, na sigla em turco) ou simpatizantes do EI.

Em Sanliurfa, capital da província na qual ocorreu o atentado suicida contra uma reunião da esquerda curda que deixou 32 mortos na última segunda-feira e atribuído aos jihadistas, a polícia prendeu outros 35, todos simpatizantes do PKK. Já na província de Bursa, no oeste do país, os nove presos são integrantes da ala juvenil do PKK, que na quarta-feira reivindicou o assassinato de um islamita em Istambul. A vítima, segundo a organização, pertencia ao "alto escalão" do EI. O assassinato foi uma resposta ao massacre de Suruc. Em comunicado, a ala juvenil do PKK anunciou a intenção de realizar novas execuções de importantes figuras da rede jihadista. O PKK pediu aos seus simpatizantes na Turquia para "transformar a dor em fúria, organizar forças de autodefesa e lutar pela vitória contra os fascistas do Partido da Justiça e Desenvolvimento [o AKP, atualmente no comando do país] e sua máscara, o EI".

DOIS CASOS DE EXPULSÃO MARCAM A SEMANA NA AVIAÇÃO NACIONAL



O comandante da aeronave, que saía de Belo Horizonte (MG), ordenou a retirada de 52 estudantes pouco antes de decolar.

       
R7/Bahia - O comandante da aeronave, que saía de Belo Horizonte (MG), ordenou a retirada de 52 estudantes pouco antes de decolar. Os jovens, segundo o comandante, estariam fazendo muita bagunça e teria até desrespeitado comissárias de bordo. Os alunos conseguiram embarcar apenas cinco horas depois.
---------------------------------------------------------------------------------------------
Outro caso foi em um voo da TAM em que o passageiro se negava a cumprir as determinações a respeito do uso de celular a bordo.

23 de jul de 2015

DA SÉRIE: QUEM FOI? - Dr. SANSÃO GOMES - TRIBUTO AO PASSADO


Dr. Sansão Gomes de Sousa empresta seu nome ao hospital da cidade. Apesar de muitos pensarem que ele era médico, o Dr. é oriundo da advocacia.

Instalou o município de Tarauacá em 24/04/1913 sendo o 1º Intendente. Já no mês seguinte no dia 23/05, promulgou o Código de Postura Municipal

É inaugurado em sua administração o curro municipal em 16/07/1918.

Formou a Sociedade para que se adquirissem fundos para a construção do Hospital, subindo inclusive o Tarauacá e o Muru com esse objetivo, obra essa concretizada pelo Capitão Hipólito de Albuquerque em 1928.

Também era primo de Mathias Olímpio de Melo, 2º Juiz dessa Comarca e de José Higino de Souza. Todos procedentes do Piauí. Provavelmente de Campo Grande.

COMO REMOVER HAO 123, ASK, BABYLON E PRAGAS SIMILARES DO SEU NAVEGADOR


Foto: Reprodução

Olhar digigal/Renato Santino  - Infelizmente, a web é traiçoeira. Fazer downloads no Windows é um campo minado: você nunca sabe quando será pego de surpresa ao instalar um programa que traz consigo outro  indesejado (ou mais).

Hao123, Ask, Babylon são grandes exemplos, mas há muitos outros. Eles tentam se esconder no instalador de programas legítimos e, quem não está atento, infelizmente, acaba levando a pior.

Na maior parte do tempo esses programas não são maliciosos, apesar da maneira pouco ética que usam para se instalar em seu computador. No entanto, eles podem atrapalhar sua conexão com a internet, reduzir o desempenho do seu PC e tudo mais. Resumindo: não é uma boa ideia deixá-los instalados.

Portanto, veja como removê-los da sua máquina.

Passo 1: Tente a desinstalação normal

Alguns desses programas não são tão traiçoeiros quanto parecem. Tente o procedimento normal de desinstalação entrando em Painel de Controle e em Desinstalar um programa. Escolha o software que deseja remover e prossiga com a desinstalação.

Seja persistente. Alguns destes programas tentam dissuadi-lo da desinstalação com truques como um botão de confirmação um pouco escondido. Não se deixe enganar por tais artifícios.

Se você puder, utilize o Revo Uninstaller. O programa complementa a desinstalação normal do programa fazendo também uma limpeza no registro do Windows e detectando outros arquivos que permaneçam na máquina depois da remoção do programa.

Passo 2: Limpe seu navegador

Procure por extensões que não deveriam estar instaladas no seu browser. No Chrome, isso pode ser feito entrando em Configurações e Extensões. Se achar algo de que não gosta, clique no ícone da lata de lixo para remover.

Já no Firefox, isso pode ser feito entrando em Complementos e Extensões. Clique em Excluir para desinstalar algo que não deveria estar lá.

Passo 2,5: Restaure as configurações do seu navegador

Se nada deu certo, você pode limpar todas as configurações e extensões do seu navegador.

No Firefox, isso pode ser feito pressionando o botão indicado na imagem abaixo. Selecione a opção Dados para suporte e clique no botão Restaurar o Firefox.


No Chrome, você precisa acessar a área de Configurações e pressione Mostrar configurações avançadas. Role a página até o último item, e pressione o botão Redefinir configurações.

Passo 3: Limpe os atalhos

Essa é uma das maiores pegadinhas. Você pode remover os programas, mas ao abrir o seu navegador por meio de um atalho, sua página inicial ainda será a que o software definiu. É recomendável apagá-los e criar novos.

Passo 4: Faça uma varredura contra esse tipo de software

Este tipo de programa, chamado “Adware”, pode ser detectado e removido por algumas ferramentas específicas. Uma delas é o AdwCleaner, especializado neste tipo de praga.

O programa é bem fácil de usar e pode ser baixado por este link (sem Hao123 :p). Depois de instalar, é só pressionar Verificar para checar se há algum resquício do programa que você quer desinstalar. Depois da varredura, selecione os itens que gostaria de remover e clique em Limpar.

TRABALHAR PELO WHATSAPP É HORA EXTRA?


Você é daqueles que recebe WhatsApp do chefe, com mensagem sobre o trabalho, antes de chegar na empresa? Que mesmo em dias de folga resolve algum pepino pelo aplicativo? Caso suas respostas sejam afirmativas, saiba que você está fazendo hora extra. E pode até receber por isso. De acordo com artigo sétimo da Constituição Federal, o empregado que prestar qualquer serviço fora da carga horária máxima deve ser remunerado por esse trabalho.

O Ministério do Trabalho (MT) afirma não existir uma norma específica para o uso de aplicativos. O juiz do trabalho, Rodrigo Fonseca, coordenador do MBA Ciências e Legislação do Trabalho do Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG), explica que a lei assegura o pagamento de horas extras independente do meio utilizado pelo empregado para a prestação de serviço após expediente normal, esteja ele presente ou não no ambiente físico do trabalho, com ou sem o uso da internet ou outros meios virtuais.

Embora as mensagens do WhatsApp possam auxiliar na comprovação de jornada suplementar, pois o aplicativo permite o registro do horário de encaminhamento e recebimento de mensagens, não é possível somente a partir dos registros do aplicativo, determinar o desempenho do empregado fora da carga horária estipulada.

Para provar que presta serviços fora do horário de trabalho é necessário que, além das mensagens dos aplicativos, sejam apresentadas testemunhas, documentos e prova pericial. “Afinal, os registros do WhatsApp apenas indicam o momento exato em que as mensagens foram encaminhadas e recebidas, não servindo para determinar o tempo que o trabalhador haja despendido anteriormente para a realização da tarefa objeto da mensagem”, conclui Rodrigo.

Fonte: Site Contábil/Via blog do Altemir Neri

PESQUISAS COM MACAXEIRA( MANDIOCA), BIOFORTIFICADAS CHEGAM AO ACRE


Foto Diva Gonçalves
Juruá on line - A mandioca é a cultura de maior expressividade agrícola no Acre, importante fator de geração de trabalho e renda no campo e fonte de alimento para a população. Presente em todos os municípios do estado, a mandioca faz parte da cultura alimentar do acreano que consome as raízes tanto em forma de farinha, quanto in natura. Para tornar este alimento mais nutritivo, há vários anos a Embrapa desenvolve pesquisas de melhoramento genético por meio da biofortificação. No Acre, diversas variedades de mandioca biofortificadas, destinadas ao consumo in natura, são estudadas para recomendação de plantio e cultivo nas condições de clima e solo do estado.

A biofortificação é uma técnica de melhoramento genético natural, que possibilita elevar o teor de micronutrientes dos alimentos como pró-vitamina A, ferro e zinco, melhorando sua qualidade nutricional. As variedades de mandioca em fase de análise foram desenvolvidas pela Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical (Cruz das Almas/BA), por meio do Programa de Melhoramento de Mandioca para Biofortificação, e vem sendo disseminadas nos diversos estados, para obtenção de plantas adaptadas a cada região.

O uso da técnica pela pesquisa brasileira já possibilitou o lançamento de um leque de produtos biofortificados (arroz, feijão, milho, mandioca, batata-doce e trigo). O trabalho, realizado por meio da Rede BioFort, coordenado pela Embrapa, tem a participação de universidades, centros de pesquisa nacionais e internacionais, associações de produtores e organizações governamentais e não-governamentais e vem sendo disseminado nas diversas regiões. O principal objetivo é aumentar os teores de vitaminas e nutrientes em alimentos tradicionalmente consumidos por populações carentes e contribuir para a segurança alimentar no país.

Pesquisas comprovam que os alimentos biofortificados são uma alternativa eficiente no combate à fome oculta, problema que afeta mais de 2 bilhões de pessoas em todo o mundo. De acordo a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), 48% das crianças com menos de cinco anos de idade apresentam anemia (deficiência de ferro) e 30% tem deficiência de vitamina A. No Brasil, 55% das crianças nessa mesma faixa etária apresentam carência de ferro e 13% tem níveis de vitamina A abaixo do que se recomenda. 

Produto diferenciado 

No Acre, as pesquisas iniciaram em 2013, com o projeto “Melhoramento genético de mandioca: ações integradas para o desenvolvimento de novas cultivares para alimentação e uso industrial”, desenvolvido em rede, em parceria com diversas Unidades da Embrapa e outras instituições. De acordo com a pesquisadora Patrícia Flores, a introdução de variedades de mandioca mais nutritivas no mercado acreano é interessante tanto do ponto de vista social, por incrementar o suprimento das necessidades nutricionais da população, quanto econômico, pelo baixo custo de produção, uma vez que essa cultura é praticada principalmente por agricultores familiares.

Além de permitir a diversificação alimentar, com a oferta de um produto de qualidade diferenciada, o enriquecimento nutricional por biofortificação agrega maior competitividade comercial à mandioca de mesa. “Essas variedades possuem elevadas concentrações de betacaroteno, precursor da vitamina A, e licopeno, substâncias que previnem doenças e têm ação antioxidante no organismo.  Os teores de betacaroteno nas raízes variam de 4 a 8,7 microgramas por grama, superiores aqueles observados nas variedades comuns, entre 4 e 5 microgramas por grama. Esse é um grande diferencial porque apesar de rica em carboidratos a mandioca é pobre em proteínas e vitaminas”, afirma a pesquisadora.

O mercado brasileiro já conta com mandiocas biofortificadas tanto para a produção de farinha como para o consumo in natura. Segundo Patrícia Flores, as variedades para mesa perdem menos nutrientes no cozimento do que as indicadas para a fabricação de farinha. No processo de transformação para farinha, boa parte dos nutrientes vai embora com a água resultante da prensagem da massa e durante o tempo de armazenamento do produto. As raízes cozidas apresentam valores de retenção de caroteno entre 79% e 82%, resultando em um alimento mais rico em vitaminas.

Mandiocas para o Acre

Há mais de três décadas a Embrapa desenvolve pesquisas com mandioca no Acre, avaliando cultivares locais e testando materiais promissores coletados em outras regiões. Como resultado, foram recomendadas para cultivo no estado duas variedades para produção de farinha e duas para consumo in natura (mesa). Com a nova pesquisa o estado contará com mandiocas mais nutritivas, a exemplo de outras localidades, como Bahia, Sergipe, Maranhão e Piauí, Minas Gerais e Rio de Janeiro, que já cultivam alimentos biofortificados.

Nos estados amazônicos, a mandioca amarela é muito valorizada no mercado e bastante consumida de forma in natura. Patrícia Flores explica que a intensidade da coloração das raízes favorece os trabalhos de biofortificação, uma vez que essa característica está relacionada com os teores de betacaroteno presentes nos alimentos. “A possibilidade de agregar qualidades nutricionais a essas variedades torna a mandioca um produto ainda mais atrativo para o consumidor”.

As pesquisas com mandiocas biofortificadas envolvem testes de produtividade, produção de matéria seca e amido, testes de presença de carotenoides (betacaroteno), tempo de cozimento e avaliações de características industriais, em diferentes épocas de plantio (6, 8, 10 e 12 meses). A previsão é que em 2017 essas variedades estejam disponíveis para produtores dos diversos municípios acreanos.

Assessoria de Comunicação da Embrapa

22 de jul de 2015

A CIÊNCIA CRIA O ALIMENTO PERFEITO: UMA ALGA COM GOSTO DE BACON E MAIS SAUDÁVEL QUE LEGUMES


Pesquisadores americanos desenvolveram uma nova versão da alga vermelha Palmaria que, ao ir para a panela, fica crocante e saborosa como a iguaria suína

De acordo com os cientistas, a alga com sabor de bacon é rica em vitaminas, 
minerais e antioxidantes(iStockphoto/Getty Images)

Cientistas americanos criaram um alimento saboroso, crocante, rico em vitaminas, minerais e antioxidantes. E o melhor: com gosto de bacon. O novo ingrediente é uma incrível versão da alga vermelha do grupo Palmaria desenvolvida nos laboratórios da Universidade Estadual do Oregon, nos Estados Unidos, nos últimos quinze anos.

"Esse é um superalimento duas vezes mais nutritivo que couve", diz o pesquisador Chuck Toombs, envolvido na criação da "alga-bacon".

Alimento "mágico" - A alga, que cresce na costa do Pacífico e Atlântico, é tradicionalmente usada como tempero ou suplemento nutricional. Conhecendo o potencial da substância para compor uma dieta saudável, a equipe de cientistas decidiu aperfeiçoar suas características com técnicas de engenharia química e genética. Acabaram patenteando na última semana uma versão tão saborosa quanto a carne suína, que poderia ser usada na indústria de alimentos e em versões domésticas.

"Não há muito interesse em comê-la fresca mas, quando é frita, fica com sabor de bacon e não de alga. É um sabor bastante forte", diz o biólogo Chris Langdon, responsável pelo estudo.

Os pesquisadores receberam um prêmio do departamento de agricultura do Oregon para explorar a alga como uma "safra especial" e estão trabalhando com chefs de cozinha para que o novo alimento seja usado como ingrediente em diversos pratos. 

Ela ainda não está disponível no mercado, mas os cientistas esperam que logo seja aprovada pelos órgãos competentes e ganhe os mercados. Se ela realmente tiver gosto de bacon, provavelmente será o superalimento mais vendido do globo.
(Da redação)

TARAUACÁ ESTÁ ENTRE AS 262 CIDADES CONTEMPLADAS COM O PROGRAMA CIDADES DIGITAIS


Entre mais de 5.000 mil municípios, 262 foram escolhidos para receber o PROGRAMA CIDADES DIGITAIS e Tarauacá está entre eles. 


O Programa visa qualificar os trabalhadores de Tarauacá através do PRONATEC na modalidade – Formação Inicial e Continuada (FIC), objetivando modernizar a gestão pública, ampliando o acesso dos cidadãos aos serviços, e promovendo o desenvolvimento dos municípios brasileiros.

O programa envolve a construção de redes de fibra óptica para interligar os órgãos públicos locais, disponibilização de aplicativos de governo eletrônico para as prefeituras, nas áreas financeira, tributária, de saúde e de educação, capacitação de servidores municipais para uso e gestão da rede, e oferta de pontos de acesso à internet para uso livre e gratuito em espaços públicos de grande circulação, como praças, parques e rodoviárias.

As inscrições para os cursos disponibilizados abaixo têm início previsto para o dia 10 de agosto.

Administrador de banco de dados
Agente de inclusão digital
Cabista de sistema de telecomunicações
Desenhista de produtos gráficos web
Instalador e reparador de equipamentos de transmissão em telefonia
Instalador e reparador de linhas de telecomunicação
Instalador e reparador de linhas e sistemas de telefonia
Instalador e reparador de rede de TV a cabo
Instalador e reparador de redes, cabos e equipamentos telefônicos
Instalador e reparador de fibras óticas
Instalador e reparador de computadores
Montador e reparador de periféricos
Operador de computador
Montador de dispositivos móveis
Programador de sistemas

Assecom Tarauacá

QUANDO O HOMEM FOI MAIOR QUE O PILOTO - PARABÉNS DAVID PURLEY E AYRTON SENNA



POLÍCIA DESCOBRE ROTA DE TRÁFICO DE FUZIS DA VENEZUELA PARA O RIO


Armas vêm sendo apreendidas em número recorde no estado.
Moradores do subúrbio contam que sentem muito medo.



A descoberta da polícia do Rio de uma nova rota do tráfico internacional de armas pesadas: fuzis automáticos, que vêm sendo apreendidos em número recorde, estão vindo da Venezuela. Desde o início do ano foram 126 armas desse tipo apreendidas com bandidos. A reportagem é de Bette Lucchese e Felipe Wainer.

“Saí do trabalho, quando eu entrei no carro, que eu ia ligar, eu já vi aquele teco-teco no vidro. Quando eu olhei já tinha dois cidadãos, um de cada lado com fuzil, mandando eu descer”, conta uma vítima.

“Eu estava perto do ponto de ônibus, me levaram, meu dinheiro, relógio, cordão, tudo que tinha. Pegaram uma motocicleta... isso de fuzil”, lembra outra vítima.

A arma de guerra é cada vez mais usada para qualquer tipo de crime, principalmente nas ruas do subúrbio do Rio. “Assalto hoje aqui é só fuzil, você não vê mais revólver, revólver não existe mais. Pistola então, acabou. É só fuzil”, diz uma das vítimas.

“O emocional dos moradores da Pavuna, vivem abalados o tempo inteiro, esperando receber um fuzil na frente, para tomar qualquer objeto que seja, um celular, um carro”, afirma uma das vítimas.
Só este ano a polícia do Rio já apreendeu 126 fuzis no estado. Desses, 35 foram do tipo AK-47, o modelo mais vendido no mercado negro: mais barato, mais resistente e mais fácil de ser usado.

A estatística mostra um aumento no número de apreensões: nos quatro primeiros meses de 2014 foram 82 fuzis apreendidos. E no mesmo período de 2013, 90. “Isso representa um número muito grande e certamente é algo que preocupa muito, porque isso pode estar de alguma forma indicando uma facilidade para que essas armas cheguem ao nosso estado”, afirma o coronel Frederico Caldas, relações públicas da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro.

Na semana passada, bandidos fizeram uma série de assaltos na Via Dutra e chegaram a trocar tiros com a polícia. A equipe do Bom Dia Brasil flagrou um grupo armado de fuzis. Eles fizeram disparos e obrigaram os motoristas voltar pela contramão. Foi na mesma região onde, no ano passado, mostramos uma quadrilha especializada em roubo de cargas. Os criminosos também usavam fuzis.
Muitas destas armas encontradas pela polícia foram fabricadas recentemente. Estavam em uso havia pouco mais de dois ou três anos, uma prova de que o tráfico de armas continua em alta.
“Armas de fabricação russa, fabricados também na Turquia, uma parte na China, é muito provável que venham desta região, talvez da Europa também”, explica o coronel Frederico Caldas.
Há um mês, a Secretaria de Segurança criou um grupo para investigar especificamente o tráfico de armas e já descobriu que a maioria desses fuzis quase novos, do modelo AK-47, tem entrado no país pela Venezuela.

“A ideia é fazer todo um trabalho de rastreamento, identificar, por exemplo, a origem dessas armas, o país, o lote, para quem foi vendido. E especialmente imaginar a trajetória dessas armas”, diz o coronel.

“Um tiro de fuzil, ele é devastador. Se a pessoa não morrer, as sequelas são extremamente graves”, afirma Carlos Santiago, da ONG Gabriela Sou da Paz.

“É o tempo inteiro. Você está no ponto de ônibus e você é assaltado com um fuzil. Você está saindo do trabalho e você é assaltado com fuzil”, lamenta uma vítima.

“O medo é muito grande, porque tem uma potência muito grande o fuzil”, afirma outra vítima.

21 de jul de 2015

VEJA A BIOGRAFIA DO CANTOR SILVANNO SALLES QUE VAI CANTAR NA EXPO TARAUACÁ


Silvano dos Santos Reis, nascido em Simões Filho, Bahia, em 09 de Janeiro de 1980, teve como cartilha os mais diversos ritmos populares do nordeste como o reggae, forró, axé, pagode e seresta, gêneros musicais que o ajudaram na formação do seu perfil de cantor apaixonado.

Silvano iniciou sua carreira profissional na banda “Grupo estilos modernos”, passando depois para a banda “Brisa da noite”, quando em 2001 iniciou sua carreira solo, cantando o estilo arrocha romântico, orientado a partir de então pelo seu amigo e empresário José Alves.

Os shows do “Cantor Apaixonado” alcançam todos os públicos; adultos, jovens e até o pessoal da melhor idade. Em todas as classes sociais, pessoas são tocadas pelas interpretações deste que é considerado um dos mais celebres interpretes do estilo Arrocha ou Brega. A naturalidade com que Silvanno Salles interpreta as mais diversas canções de amor alicerça uma carreira que já comemora 11 anos de sucesso.

A parceria de Silvanno com grandes nomes da música brasileira como; Amado Batista, Bruno e Marrone, Ivete Sangalo, Carlinhos Brown, Tomate, Belo e outros, confirmam a credibilidade de um artista que além de encantar com melodias que falam de amor, tem sido um exemplo de ética e profissionalismo no cenário musical.

Caracterizado por um carisma impar dentro e fora dos palcos, Silvanno Salles chega ao seu 15º CD e o 2º DVD (último gravado no início de 2012 no Bahia Café Hall).

Dono de um estilo inconfundível, receita que garantiu ao longo de mais de uma década de carreira a conquista de milhares de fãs espalhados pelo país, Silvanno e sua equipe levaram entretenimento e alegria há centenas de apaixonados que não dispensam alguns passos ao som de ……………………….

Bahia, Maranhão, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Espírito Santo, São Paulo e Goiás são os estados que mais recebem a banda Silvanno Salles com todo o carinho reservado aos grandes ídolos da música.

Se você ainda não ouviu Silvanno Salles ou ainda não teve a oportunidade de ir a um show, deve estar encontrando dificuldades para entender a magia que atrai milhares de fãs ansiosos para ouvir e curtir histórias de amor cantadas pelo “ídolo apaixonado”.

Site do Cantor

EXECUTIVOS DA CAMARGO CORRÊA SÃO CONDENADOS A MAIS DE 15 ANOS DE PRISÃO


Juiz federal Sérgio Moro reduziu parte das penas de Danton Avancini e Eduardo Leite, que firmaram acordo de delação, mas negou a eles o perdão judicial


Dalton dos Santos Avancini: 15 anos de prisão
(Claudio Belli/Folhapress)
Carolina Farina - O juiz federal Sergio Moro, responsável pelas ações da Operação Lava Jato em primeira instância, condenou nesta segunda-feira executivos da empreiteira Camargo Corrêa pelos crimes de corrupção ativa, lavagem de dinheiro e pertinência a organização criminosa. O ex-presidente da empresa Dalton Avancini e o executivo Eduardo Leite, que firmaram acordo de delação premiada com a Justiça, receberam penas de quinze anos e dez meses cada. Já João Ricardo Auler foi condenado a nove anos e seis meses de prisão.

Avancini e Leite relataram que a Camargo Corrêa desembolsou pelo menos 110 milhões de reais em propina ao longo de seis anos para os ex-diretores de Serviços, Renato Duque, e de Abastecimento, Paulo Roberto Costa. Entre 2007 e 2012, dizem os delatores, a construtora pagou 63 milhões de reais para a Diretoria de Serviços e 47 milhões de reais para a Diretoria de Abastecimento. Moro negou o perdão judicial pleiteado pelas defesas dos empreiteiros. O juiz determinou que ambos fiquem em prisão domiciliar. Na sequência, passarão para regime semiaberto. "Eventualmente, se houver aprofundamento posterior da colaboração, com a entrega de outros elementos relevantes, a redução das penas pode ser ampliada na fase de execução", afirma o juiz sobre Avancini.

O magistrado considerou agravante para fixar a pena de Avancini por lavagem a "especial sofisticação" do crime. Segundo ele, o caso envolveu "seis empresas de fachada, simulação de prestação de serviços, contratos e notas fiscais falsas". Ao estipular a sentença de Leite, Moro destaca: "A corrupção com pagamento de propina de dezenas de milhões de reais e tendo por consequência prejuízo equivalente aos cofres públicos merece reprovação especial".

Também foram condenados o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, o doleiro Alberto Youssef e o ex-policial federal Jayme Alves de Oliveira, o Careca, que recebeu sentença de onze anos e dez meses de reclusão.

Costa foi condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. As penas chegariam a doze anos, mas em decorrência do acordo de delação premiada que firmou com a Justiça, o ex-diretor da Petrobras cumprirá prisão domiciciliar. Já Alberto Youssef, condenado por corrupção, deverá cumprir somente três anos das penas em regime fechado.

Ao final da sentença, Moro faz considerações acerca da situação da Camargo Corrêa - e sobre acordos de leniência. "Considerando as provas do envolvimento da empresa na prática de crimes, incluindo a confissão de seu ex-presidente, recomendo à empresa que busque acertar sua situação junto aos órgãos competentes, Ministério Público Federal, Cade, Petrobras e Controladoria -Geral da União. Este juízo nunca se manifestou contra acordos de leniência e talvez sejam eles a melhor solução para as empresas considerando questões relativas a emprego, economia e renda. A questão relevante é discutir as condições. Para segurança jurídica da empresa, da sociedade e da vítima, os acordos deveriam envolver, em esforço conjunto, as referidas entidades públicas e, necessariamente, nessa ordem, o afastamento dos executivos envolvidos em atividade criminal, a revelação irrestrita de todos os crimes, de todos os envolvidos e a disponibilização das provas existentes, a adoção de sistemas internos mais rigorosos de compliance e a indenização completa dos prejuízos causados ao poder público".

Crimes - De acordo com as investigações feitas pela Polícia Federal e pelo Ministério Público, o cartel de empreiteiras incluía OAS, Odebrecht, UTC, Camargo Corrêa, Techint, Andrade Gutierrez, Mendes Júnior, Promon, MPE, Skanska, Queiroz Galvão, IESA, Engevix, Setal, GDK e Galvão Engenharia e teria atuado de 2006 a 2014 nas maiores obras do país, como a construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, e o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). "As empreiteiras, reunidas em algo que denominavam de 'Clube', ajustavam previamente entre si qual delas iria sagrar-se vencedora das licitações da Petrobras, manipulando os preços apresentados no certame, com o que tinham condições de, sem concorrência real, serem contratadas pelo maior preço possível admitido pela Petrobras", relatou o juiz em sua decisão.

Para garantir que pudessem monopolizar as grandes obras de infraestrutura, a Camargo Corrêa e as demais empreiteiras destinavam uma percentagem de cada contrato com a Petrobras para o pagamento de propina. Segundo os investigadores, os dirigentes da Camargo Corrêa teriam destinado pelo menos 1% sobre o valor dos contratos e aditivos à Diretoria de Abastecimento da Petrobras, então comandada por Paulo Roberto Costa. Na Camargo Corrêa, o presidente da empreiteira Dalton Avancini ainda assinou os contratos das obras nas quais as fraudes foram constatadas, além de ter celebrado contrato fraudulento com a empresa de Paulo Roberto Costa, a Costa Global, para dissimular o pagamento de propina.

FRACASSA ACORDO DE DILMA E MINORU DE MANTER ORÇAMENTO E UFAC TERÁ MAIOR CORTE DA HISTÓRIA


Para Comando de greve, instituição gasta mais pintando árvores do que com pesquisas

Assem Neto - O reitor da Universidade Federal do Acre (Ufac), Minoru Kinpara, admitiu ter combinado com a presidente Dilma Roussef que, em troca de seu apoio à então candidata à reeleição, o orçamento da instituição não seria penalizado. O acordo não foi cumprido pela presidente. Nesta segunda-feira (20), em comunicado oficial, em Brasília, perante autoridades do Ministério da Educação (MEC), Kinpara irá anunciar cortes, que, somados, podem chegam a 60% nas rubricas de custeio e investimentos. Os valores não foram revelados.
Ufac passará por cortes no orçamento para 2016

Professores e técnicos administrativos, que estão em greve desde o último dia 29, através da Adufac (Associação dos Docentes da Ufac), acusam um atrelamento indisfarçável da administração superior da universidade com o ajuste fiscal, conjunto de medidas para cortar despesas do governo e elevar a arrecadação pelo aumento de impostos e outras receitas.

"Ajuste fiscal é problema do governo. O Minoro articulou o apoio a Dilma, com outros 52 chefes da universidades do país. Parte desses reitores está dizendo que foi lesada e repudia publicamente os cortes. Queremos que ele diga que é absolutamente contra os cortes. Ele foi eleito com a bandeira de manter e ampliar os interesses da instituição. O orçamento da Ufac sofre contingenciamento desde janeiro e não é discutido internamente. Tudo é feito sem critério. Se gasta mais pintando árvore do que com pesquisas. Chega de se encantar com a beleza do campus. É o ditado popular: por fora bela viola; por dentro, pão borulento. Nossos laboratórios estão inconclusos. Obras iniciadas não são terminadas. Professores reclamam que para fazer pesquisas precisam tirar dinheiro do bolso. Hoje, muitos admitem que fizeram uma escolha errada quando optaram pelo magistério. Não temos uma gestão comprometida, infelizmente", criticou o professor João Lima, vice-presidente da Adufac e membro do comando de greve.

Reitor se defende

"Todos sabem do momento difícil por que passa o país. Penalizar a ensino não é uma boa ideia, mas infelizmente o MInistério da Educação foi atingido com o contingenciamento também", argumenta o reitor, alvo de duras críticas. Ele não tem esperanças a dar aos grevistas.

"Aquilo (o encontro com a Dilma) foi um apoio meu como cidadão. Não envolvi a instituição", disse Kinpara (). O compromisso do professor com a presidente se deu em uma conversa reservada, em evento da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições de Ensino Superior (Andifes), em Brasília, quando Minoro já havia tomado posse como reitor e Dilma ainda costurava alianças para bater o tucano Aécio Neves (PSDB).

Veja o vídeo


"É vergonha depois de 5 anos de arrocho o governo acenar com uma proposta absurda. Só aceitam conceder 20% de reajuste nos próximos 4 anos. Nós exigimos 27% só para repor as perdas, já em 2016. A Ufac ta cheia de professor substituto. Isso compromete  o desenvolvimento acadêmico. Não se fala em contratação de docentes efetivos. É um erro grave", conclui João Lima.

Outras reivindicações incluem a estruturação da carreira docente com valorização salarial; valorização salarial dos ativos e aposentados; melhoria das condições de trabalho no interior das instituições; e ainda a defesa da autonomia da universidade.

NO ACRE, QUASE 70% DA EQUIPE DE ENFERMAGEM DECLARA DESGASTE, REVELA PESQUISA INÉDITA


Diagnóstico da profissão aponta concentração regional, tendência à masculinização e situações de desgaste profissional e subsalário


A enfermagem hoje no país é composta por um quadro de 80% de técnicos e auxiliares e 20% de enfermeiros. A conclusão é da pesquisa Perfil da Enfermagem no Brasil, cujos resultados também apontam desgaste profissional em 66% dos entrevistados e grande concentração da Força de Trabalho na Região Sudeste.


O mais amplo levantamento sobre uma categoria profissional já realizado na América Latina é inédito e abrange um universo de mais de 1,8 milhão de profissionais. O estudo foi realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), por iniciativa do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) e apoio do Conselho Regional de Enfermagem do Acre.


Pesquisa foi divulgada nesta segunda-feira

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a área de saúde compõe-se de um contingente de 3,5 milhões de trabalhadores, dos quais cerca 50% atuam na enfermagem (cerca de 1,7 milhão). A pesquisa sobre o Perfil da Enfermagem, realizada em aproximadamente 50% dos municípios brasileiros e em todos os 27 estados da Federação, inclui desde profissionais no começo da carreira (auxiliares e técnicos, que iniciam com 18 anos; e enfermeiros, com 22) até os aposentados (pessoas de até 80 anos).

“Traçamos o perfil da grande maioria dos trabalhadores que atuam do campo da saúde. Trata-se de uma categoria presente em todos os municípios, fortemente inserida no SUS e com atuação nos setores público, privado, filantrópico e de ensino. Isso demonstra a dimensão da pesquisa, que não contempla apenas os que estão na ativa, mas a corporação como um todo”, comenta a coordenadora-geral do estudo e pesquisadora da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz), Maria Helena Machado.

A pesquisa foi encomendada pelo Cofen para determinar a realidade dos profissionais e subsidiar a construção de políticas públicas. “Este diagnóstico detalhado da situação da enfermagem brasileira é um passo necessário para a transformação da realidade”, afirma o presidente do Cofen, Manoel Neri.

Qual é o Perfil da Enfermagem no Acre?

A pesquisa foi realizada em todo o Estado do Acre, ouvindo auxiliares, técnicos e enfermeiros, com abrangência de mais de 6 mil profissionais. A enfermagem hoje no Acre é composta por um quadro de 73,3% de técnicos e auxiliares e 26,7% de enfermeiros.

Onde trabalham

No quesito mercado de trabalho, 81,9% da equipe de enfermagem encontra-se no setor público; 18,8% no privado; 9% no filantrópico e 9,5% nas atividades de ensino.
No Acre, 69,2% da equipe de enfermagem declara desgaste.

Renda mensal

Considerando a renda mensal de todos os empregos e atividades que a equipe de enfermagem exerce, constata-se que 0,9% de profissionais na equipe recebem menos de um salário-mínimo por mês. A pesquisa encontra um elevado percentual de pessoas (18,6%) que declararam ter renda total mensal de até R$ 1.000, ou seja, estão em condições de subsalário.

Dos profissionais da enfermagem, a maioria (65,1%) tem apenas uma atividade/trabalho.
Os quatro grandes setores de empregabilidade da enfermagem (público, privado, filantrópico e ensino) apresentam subsalários. O privado (25,2%), o filantrópico (52,8%), o público (18,3%) e o de ensino (11,3%) praticam salários com valores de até R$ 1.000.

Masculinização

A equipe de enfermagem no Acre é predominantemente feminina, sendo composta por 80,4% de mulheres. É importante ressaltar, no entanto, que mesmo tratando-se de uma categoria feminina, registra-se a presença de 18,3% de homens, acima, portanto, da média nacional. “Pode-se afirmar que na enfermagem está se firmando uma tendência à masculinização da categoria, com o crescente aumento do contingente masculino na composição. Essa situação é recente, data do início da década de 1990, e vem se firmando”, afirma a coordenadora.

Profissionais qualificados acima do exigido

O desejo de se qualificar é um anseio do profissional de enfermagem no Acre. Os trabalhadores de nível médio (técnicos e auxiliares) apresentam escolaridade acima da exigida para o desempenho de suas atribuições, o que significa dizer que 43,3% de todo o contingente, fizeram ou estão fazendo curso de graduação. Esse percentual está acima da média nacional (34,3%) e se apresenta como um dos maiores encontrados no país.

Desemprego aberto

A área já apresenta situação de desemprego aberto, com 9,1% dos profissionais entrevistados relatando situações de desemprego nos últimos 12 meses. Dificuldade de encontrar emprego foi relatada por 85% desses profissionais.

Concentração na capital

Mais de 3/4 da equipe de enfermagem (75,4%) se concentra na Capital.