23 de fev de 2017

“Serão liberados os recursos em apoio às vítimas da cheia em Rodrigues Alves e Tarauacá”, informa Gladson Cameli



gladsoncameli.com.br/ - O senador Gladson Cameli (PP-AC) recebeu, nesta quinta feira (23) a confirmação do ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, do empenho e repasse de recursos para a execução do plano emergencial da Defesa Civil em apoio às vítimas das enchentes nos municípios de Tarauacá e Rodrigues Alves.

Conforme a portaria, o município de Tarauacá receberá o valor de R$ 187.895,00 (cento e oitenta e sete mil e oitocentos e noventa e cinco reais). Já o município de Rodrigues Alves será contemplado com R$ 103.700,00 (centro e três mil e setecentos reais).

 Segundo a prefeita de Tarauacá, Marilete Vitorino (PSDB), os recursos chegarão em momento oportuno tendo em vista o agravamento da alagação no município, ainda mais agora que o Rio Tarauacá voltou a transbordar, atingindo a marca 4,4 m em menos de 24 horas, informou a prefeita. “Tarauacá a cada ano vem passando por momentos difíceis com as cheias, precisamos unir forças no sentido de minimizar o sofrimento das famílias atingidas”, concluiu.

As famílias atingidas pela cheia no município de Rodrigues Alves já receberam 289 Kits que incluem alimentação, produtos de limpeza e higiene, informou o prefeito Sebastião Correia (PMDB). Ele destacou que a ajuda do governo federal é de extrema importância para as famílias que estão desabrigadas.  

Segundo o senador Gladson Cameli, o empenho da bancada federal tem sido essencial para que os recursos sejam liberados o mais rápido possível e as ações emergenciais da prefeitura atenda de maneira eficaz a famílias atingidas.

Contas do governo voltam ao azul em janeiro e têm melhor resultado em 4 anos


No mês passado, governo registrou superávit primário de R$ 18,96 bilhões, segundo a Secretaria do Tesouro Nacional.


Alexandro Martello - As contas do governo voltaram ao azul em janeiro deste ano. No mês passado, foi registrado um superávit primário de R$ 18,96 bilhões, segundo números divulgados pela Secretaria do Tesouro Nacional nesta quinta-feira (23).

Isso quer dizer que as receitas do governo federal com impostos e contribuições superaram, em R$ 18,96 bilhões, as despesas. Essa conta, porém, não inclui os gastos do governo com o pagamento de juros da dívida pública.

A última vez que as contas do governo registraram saldo positivo, de R$ 40,86 bilhões, foi em outubro do ano passado. O resultado, porém, foi impulsionado por receitas extraordinárias com imposto e multa paga pelos contribuintes que aderiram ao processo "repatriação", que permitiu a regularização de bens mantidos no exterior e que não haviam sido declarados à Receita. A receita da "repatriação" totalizou R$ 46,8 bilhões naquele mês.

O superávit registrado em janeiro de 2017 foi o maior para o mês desde 2013, quando foi registrado um saldo positivo de R$ 26,28 bilhões. Ou seja, foi o melhor janeiro em quatro anos. No mesmo mês do ano passado, as contas ficaram superavitárias em R$ 14,83 bilhões.

Resultado esperado
O governo já esperava resultado positivo nas contas em janeiro já que, historicamente, o mês registra superávit. Desde o início da série histórica das contas do governo, somente em 1997 foi registrado déficit, ou seja, as depesas superaram as receitas. Todos os demais meses de janeiro tiveram saldos positivos.

A explicação é que a arrecadação de janeiro se dá em cima de fatos econômicos do mês anterior, de dezembro, que é marcado pelo Natal, por férias e pelo pagamento do décimo terceiro salário - que injeta recursos na economia e estimula a atividade no fim de cada ano.

Além disso, em janeiro deste ano, também ocorreram fatores atípicos que aumentaram a arrecadação, como a entrada de R$ 2,2 bilhões a mais em royalties do petróleo, reflexo da alta no preço do produto no mercado internacional.

Receitas e despesas
Apesar dos fatores atípicos que impulsionaram a arrecadação em janeiro, o baixo nível de atividade na economia brasileira ainda contribuiu para o recuo das receitas totais, que caíram 7,7% em termos reais (após o abatimento da inflação) contra o mesmo mês de 2016, para R$ 137,36 bilhões.

Por outro lado, as despesas totais recuaram de forma mais intensa nesta comparação: somaram R$ 99,81 bilhões no mês passado, queda de 13,2% em termos reais quando comparadas às de janeiro de 2016.

Rombo da Previdência Social
A Secretaria do Tesouro Nacional informou que o rombo da Previdência Social (sistema público que atende aos trabalhadores do setor privado) avançou de R$ 8,46 bilhões, em janeiro de 2016, para R$ 13,37 bilhões no mês passado, um aumento de 58%.

Para 2017, a expectativa do governo é de um novo crescimento no rombo do INSS. A previsão no orçamento já aprovado pelo Congresso Nacional é de um resultado negativo de R$ 181,2 bilhões.

A equipe econômica do presidente Michel Temer já encaminhou ao Congresso uma proposta de reforma das regras da Previdência Social. Entre as principais mudanças está a criação de idade mínima de aposentadoria de 65 anos, para homens e mulheres.

O objetivo do governo é tentar manter a sustentabilidade das contas públicas, diante de um déficit crescente do sistema previdenciário brasileiro.

Concessões e investimentos
O resultado das contas do governo melhorou em janeiro apesar da forte queda nas receitas de concessões - que somaram R$ 351 milhões no primeiro mês deste ano, contra R$ 11,97 bilhões no mesmo período do ano passado.

Porém, os números oficiais mostram que o governo também diminuiu o pagamento de investimentos em janeiro deste ano, para R$ 1,19 bilhão. Em janeiro de 2016, os gastos com investimentos somaram R$ 5,48 bilhões.

O resultado de janeiro ajuda o governo a tentar atingir a meta fiscal. Para todo ano de 2017, o objetivo foi fixado em um déficit primário (despesas maiores do que receitas, sem contar os juros da dívida pública) de até R$ 139 bilhões para as contas do governo.

No ano passado, o rombo fiscal somou R$ 154,2 bilhões, o maior em 20 anos. Em 2015, o déficit fiscal totalizou R$ 115 bilhões. A consequência de as contas públicas registrarem déficits fiscais seguidos é a piora da dívida pública e mais pressões inflacionárias.

Para tentar fechar as contas neste ano, o governo conta com um novo processo de repatriação, que está em debate no Congresso Nacional. Além disso, foi editado um novo Refis (programa de parcelamento de tributos atrasados), que já está aberto e cuja estimativa de arrecadação é de R$ 10 bilhões neste ano.

Os analistas das instituições financeiras, porém, preveem que a meta fiscal não será cumprida em 2017. Estimativa do mercado feita em janeiro, e divulgada na semana passada, aponta para um rombo de R$ 148,35 bilhões nas contas do governo neste ano, acima da meta fiscal.

Já a Instituição Fiscal Independente (IFI), órgão ligado ao Senado, estimou que o governo terá que fazer um corte de gastos da ordem de R$ 38,9 bilhões no orçamento federal deste ano, o equivalente a cerca de 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB), para atingir a meta fiscal de 2017. O ajuste no orçamento será anunciado pelo governo no próximo mês.

Secretaria de Agricultura divulga calendário de escoamento da produção


 Gleicioney Fernades - Gerente de Agricultura

Assessoria de Comunicação - A prefeitura de Tarauacá, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura divulgou o calendário de escoamento de produção dos agricultores da BR 364 nos dois sentidos.

“Com essa iniciativa estamos ampliando o espaço de comercialização em Tarauacá e auxiliando no escoamento da produção dos pequenos produtores e, dessa forma contribuindo para o aquecimento da agricultura local”, ressalta o gerente de produção, Gelicioney Fernandes. 

Bolsonaro fala em mudar legislação para que PMs não sejam punidos por operações



Segundo o deputado, a legislação coloca mais medo nos policiais do que os próprios bandidos.O parlamentar já se tornou conhecido por abordar outros temas da segurança. O principal deles é acabar com o estatuto do desarmamento. O parlamentar já se tornou conhecido por abordar outros temas da segurança. O principal deles é acabar com o estatuto do desarmamento. 

Jair Bolsonaro, deputado federal pelo PSC-RJ, postou um vídeo gravado em uma formatura militar onde respondeu algumas perguntas a respeito de seu apoio aos profissionais de segurança, sua popularidade e também do seu posicionamento quanto a #Legislação vigente.

"Nós temos que valorizar os bons profissionais, né? E o homem da segurança pública é um dos mais importantes que existe. Afinal de conta, eles arriscam as suas vidas por nós. E as instituições fardadas sempre cumpriram muito bem o seu papel e temos que buscar um ponto de inflexão para tudo isso. Afinal de contas, a maneira como estamos indo, estão invertendo os valores do nosso Brasil. E eu, obviamente, na contra-mão dessas pessoas, estou aqui para, humildemente, prestigiar depois", disse o deputado.

Questionado sobre a sua popularidade e a recepção calorosa que recebeu no local, #bolsonaro respondeu: "Eu sou uma pessoa que estou no sétimo mandato e mantive a linha. Eu não mudo de cor de acordo com o candidato que se elege presidente da república. Isso me dá credibilidade no que eu falar e o pessoal acreditar. E estão me vendo como opção para 2018."

Bolsonaro também alertou sobre a dificuldade enfrentada pelos profissionais da segurança, em especial os policiais militares. Provavelmente se referindo aos casos em que policias são punidos por acabar matando bandidos em eventuais trocas de tiro, o parlamentar deixa claro que a qualidade das operações é diretamente afetada pela legislação que visa punir o profissional sem considerar o contexto de perigo e grande possibilidade de conflito, em que o mesmo está inserido e fala sobre a necessidade de mudar a legislação para que os policiais apenas respondam, sem punição prévia.

"Sei da grande necessidade de vocês em querer uma retaguarda jurídica para poder bem trabalhar. Eu falo pelos policiais militares, meus amigos, do Rio de Janeiro. Eles têm muito mais medo do 'capa preta' do que de um vagabundo com uma .50 em cima do morro. Temos que mudar isso aí mudando a legislação. Eu sonho em conseguir um excludente de ilicitude para policial militar em operação. Ou seja, qualquer coisa que aconteça você responde, mas não tem punição".

Você pode assistir ao vídeo na íntegra logo abaixo

“Governo quebrou o Deracre e abandonou homem do campo”, diz Gonzaga ao denunciar abandono de máquinas

Gonzaga denuncia abandono de máquinas do governo


Gina Menezes - O líder do PSDB na Assembleia Legislativa do Acre, deputado Luiz Gonzaga, usou a tribuna do parlamento na manhã desta terça-feira (21) para afirmar que o governo do Acre tem abandonado a área produtiva do estado e que o homem do campo está esquecido pelo poder público.


Gonzaga afirmou que recebeu o pedido de ajuda de produtores rurais de Cruzeiro do Sul e regiões vizinhas que se sentem prejudicados pela falta de incentivo na área rural e salientou que é pensamento comum entre os produtores a impressão de que o Departamento Estadual de Estradas de Rodagem do Acre (Deracre) “quebrou”, deixou de funcionar a contento e, que por conta disso, aqueles que dependem de melhorias no setor rural se sentem entregues à própria sorte.
Deputado Luiz Gonzaga

“O Deracre está quebrado e os produtores de viram como pode, mas não é só de falta de ramais trafegáveis que os produtores sofrem”, diz.

O deputado tucano usou como exemplo o fato de uma cooperativa agrícola de Cruzeiro estar se desfazendo por falta de perspectivas. O deputado também denunciou o sucateamento de máquinas e tratores da Seaprof que deveriam está a serviço do produtor rural.

“Enquanto estas pessoas ficam sem perspectivas esses equipamentos se deterioraram. Isso é uma completa irresponsabilidade”, diz.

O líder do PT na Assembleia do Acre, deputado Lourival Ribeiro, que já dirigiu a Seaprof, negou que falte políticas eficácias e salientou que o Executivo tem feito um bom trabalho.

Abertas as inscrições para o coral municipal


Assessoria de Comunicação - O Coral Municipal de Tarauacá será composto por um grupo de homens e mulheres acima de 12 anos idade, com ou sem experiência musical.

A intenção é que o futuro Coral apresente-se em eventos públicos, como datas solenes e/ou comemorativas, bem como em outros atos cerimoniais.

Aleac aprova PEC que extingue pensão vitalícia de ex-governadores do Acre




Régis Paiva - Os deputados estaduais aprovaram por unanimidade em sessão extraordinária na noite desta quarta-feira (22), a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que extingue a pensão vitalícia de ex-governadores do Acre. A proposta é de autoria do deputado Gerlen Diniz (PP) e foi aprovada em primeiro turno. A votação em segundo turno deverá acontecer na sessão ordinária de quinta-feira (23).


O governador Sebastião Viana (PT) ainda terá direito ao benefício, já que a PEC não retroage para prejudicar os ex-governadores que recebem a pensão. Talvez este tenha sido o motivo para a base governista apoiar a iniciativa apresentada pela oposição. O governador que suceder a Viana não receberá o benefício de R$ 35 mil. Esta é a terceira vez em que se altera a legislação sobre o tema.

Na administração do ex-governador Orleir Cameli, a pensão foi extinta, retornado na administração do ex-governador Jorge Viana (PT). O texto revoga integralmente a pensão dos ex-governadores e foi proposta inicialmente pelo deputado Gehlen Diniz (PP), a PEC recebeu as assinaturas dos demais membros da bancada da oposição e teve parecer favorável pelo deputado petista Lourival Marques.

Gehlen ressaltou o fato de todos os parlamentares, sejam deputados da oposição ou da base de sustentação do governo do Estado, terem votado favoravelmente nas comissões. Raimundinho da Saúde (PTN) disse ser um absurdo um governador se aposentar após quatro anos, quando os servidores correm o risco de não se aposentarem.

Ex-governadores recebem R$ 35 mil
Com a retirada do texto da Constituição Estadual, os ex-governadores não mais terão direito a receber um salário igual ao governador em exercício a cada mês, hoje na casa de R$ 35 mil. Todos os ex-governadores ou suas viúvas têm direito a receber o salário.

No Acre, governado há 19 anos pelo PT, a lei que garantia a aposentadoria a governadores foi revogada no governo Orleir Cameli (1995-1998) antes dos irmãos Jorge e Sebastião Viana chegarem ao poder. Tão logo assumiu, em 1999, Jorge Viana apoiou o retorno da aposentadoria especial e até hoje se beneficia dela, recebendo cumulativamente os salários de senador e o salário de ex-governador.

PF lança nova fase da Lava Jato com dois mandados de prisão preventiva no Rio

Foto: Ueslei Marcelino
Reuters - Eduardo Simões - A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira uma nova fase da operação Lava Jato, batizada de Blackout, e está cumprindo 15 mandados de busca e apreensão e dois de prisão preventiva no Rio de Janeiro, informou a PF em nota.

"Os investigados responderão pela prática dos crimes de corrupção, fraude em licitações, evasão de divisas, lavagem de dinheiro dentre outros", informou a PF em nota. 

"A ação policial tem como alvo principal a atuação de operadores financeiros identificados como facilitadores na movimentação de recursos indevidos pagos a integrantes das diretorias da Petrobras."

De acordo com a Globonews, os dois alvos de mandados de prisão são Bruno Luz e Jorge Luz, que seriam operadores financeiros do esquema de corrupção na estatal.

"O nome da fase (Blackout) é uma referência ao sobrenome de dois dos operadores financeiros do esquema criminoso existente no âmbito da empresa Petrobras. A simbologia do nome tem por objetivo demonstrar a interrupção definitiva  da atuação destes investigados como representantes deste poderoso esquema de corrupção", disse a PF.

22 de fev de 2017

BC reduz juro básico a 12,25% e diz que ritmo de corte dependerá da atividade


Marcela Ayres - O Banco Central reduziu nesta quarta-feira a taxa básica de juros em 0,75 ponto percentual pela segunda vez seguida, a 12,25 por cento, menor nível em dois anos, diante da fraca atividade econômica e sinais favoráveis para a inflação.

"Uma possível intensificação do ritmo de flexibilização monetária dependerá da estimativa da extensão do ciclo mas, também, da evolução da atividade econômica, dos demais fatores de risco e das projeções e expectativas de inflação", afirmou o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC em comunicado.

Indicando espaço para mais cortes, o BC também diminuiu a projeção de inflação a cerca de 4,2 por cento em 2017 no cenário de mercado, ante 4,4 por cento na estimativa feita em janeiro. Para 2018, o BC segue vendo a alta do IPCA a 4,5 por cento. Os cálculos, ressaltou o BC, embutem hipótese de que a Selic alcance 9,5 e 9 por cento ao final de 2017 e 2018, respectivamente.

A decisão era amplamente esperada pelo mercado. Em pesquisa Reuters, 53 de 54 analistas consultados previram redução de 0,75 ponto percentual para a Selic.

Câmara aprova criação de documento único de identidade


Projeto ainda passará pelo Senado e, se aprovado, deverá ser sancionado pelo presidente Michel Temer
Documento, que será impresso pela Casa da Moeda, terá CPF como base para a identificação do cidadão (Divulgação)


A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira um projeto de lei que cria o Documento de Identificação Nacional (DIN), que reúne todos os dados dos brasileiros em um só documento de tecnologia de chip. Agora, projeto será enviado ao Senado e, se aprovado, deverá passar pela sanção do presidente Michel Temer.


De acordo com a agência Câmara, o DIN dispensará a apresentação dos documentos que lhe deram origem ou nele mencionados e será emitido pela Justiça Eleitoral, ou por delegação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a outros órgãos, podendo substituir o título de eleitor.

O documento será impresso pela Casa da Moeda e o CPF será usado como base para a identificação do cidadão.

Para facilitar o controle no recebimento de benefícios sociais, o poder público deverá oferecer mecanismos que possibilitem o cruzamento de informações de bases de dados oficiais a partir do número de CPF do solicitante, para comprovar o cumprimento dos requisitos para a concessão desses benefícios.

Identificação nacional

O documento será emitido com base na Identificação Civil Nacional (ICN), criada pelo projeto com o objetivo de juntar informações de identificação do cidadão. A ICN usará a base de dados biométricos da Justiça Eleitoral, a base de dados do Sistema Nacional de Informações de Registro Civil (Sirc) e da Central Nacional de Informações do Registro Civil (CRC – Nacional).

Também serão usadas outras informações contidas em bases de dados da Justiça Eleitoral, dos institutos de identificação dos estados e do Distrito Federal, do Instituto Nacional de Identificação, ou disponibilizadas por outros órgãos, conforme definido pelo Comitê Gestor da ICN.

O TSE garantirá à União, aos Estados, ao Distrito Federal, aos municípios e ao poder legislativo o acesso à base de dados da ICN, de forma gratuita, exceto quanto às informações eleitorais. De acordo com a Câmara, será proibida a comercialização, total ou parcial, da base de dados da ICN, com pena de detenção de 2 a 4 anos e multa para quem descumprir essa proibição.do, ou voluntária, ou de âmbito não configurável como emprego assalariado, como por exemplo o pagamento a membros do clero.

O FENÔMENO JAIR BOLSONARO - BLOG DO CRICA

***********************************************************************************************************
Bolsonaro chegando no aeroporto de Fortaleza

Bolsonaro chegando em João Pessoa

Bolsonaro chegando no aeroporto de Congonhas


Dilma diz que o Brasil vive um retrocesso: “Até o dólar voltou a custar R$ 3,00”



Desaparecida desde que deixou a Presidência para dirigir Uber, Dilma Rousseff voltou com carga total. Ela criticou duramente o governo Temer. Segundo Dilma, a inflação está descontrolada: “As ações da Petrobras, por exemplo, triplicaram de preço. E eles estão dizendo que a inflação caiu”.

Para a ex-presidente, Temer representa um retrocesso tão grande que até a Sessão da Tarde agora só exibe A Lagoa Azul. “O dólar está aí custando R$ 3,00 e já custou R$ 4,20 comigo. Ele está destruindo até a economia dos EUA.” Dilma fez um apelo ao povo: “As coisas vão ficar muito piores. Tempos difíceis vêm por aí: estoquem vento”.

ANP revoga mais de 330 normas defasadas em busca de melhoria regulatória



Marta Nogueira -  A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) revogou mais de 330 normas consideradas defasadas, em busca do aperfeiçoamento da regulação, permitindo que as regras da agência tenham agora, em média, pouco mais de cinco anos de vigência, contra os 11 anos anteriormente.

A medida, que cumpre uma meta que havia sido estabelecida para 2018, foi publicada nesta quarta-feira, no Diário Oficial da União (DOU). A partir da iniciativa, a autarquia permitiu a revogação de um total de 583 atos normativos desde 2014.

"Esse processo resulta na promoção da melhoria do ambiente de negócios, por meio do aperfeiçoamento da regulamentação existente... A conclusão desse processo representa mais um passo na direção da melhoria da qualidade regulatória na ANP", disse a agência regulatória em nota.

21 de fev de 2017

JORDÃO: DA TARDE PARA O INÍCIO DA NOITE, RIO COMEÇA A TRANSBORDAR

Enchendo durante a tarde

Início da noite

Água entrando nas calçadas e quintais das casas

Sinhasique denuncia que ônibus do Transporte Coletivo circulam com IPVA atrasado e pede fiscalização



Da Assessoria - A deputada estadual Eliane Sinhasique (PMDB) protocolou na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), na manhã desta terça-feira (21), indicação para que o Departamento de Trânsito do Estado do Acre (Detran-Ac) fiscalize os ônibus de Rio Branco para verificar se estes estão com IPVA, Licenciamento Anual, multas e seguros obrigatórios pagos.

Segundo ela, de acordo com levantamento feito pela sua equipe, muitos ônibus estão com pendências na documentação de porte obrigatória. “Exemplo, o ônibus de placa NXT 8510 tem uma dívida de mais de RS 9 mil, incluindo IPVA, multas, licenciamento e seguro obrigatório".

Além desse exemplo, Eliane apresentou uma lista de ônibus que circulam em desconformidade com as normas vigentes de trânsito. “Precisamos verificar a regularidade dos documentos de porte obrigatório previstos no Código de Trânsito Brasileiro para estes veículos”.

Para a parlamentar, cabe ao Detran fiscalizar, com a mesma rigidez que fiscaliza os carros particulares, os ônibus do Transporte Coletivo de Rio Branco. “As empresas de ônibus não são paradas, não são incomodadas de forma nenhuma. Vão e vem com 3/4 anos sem recolher nem um IPVA, nem uma multa, sem fazer licenciamento anual. Essas empresas também precisam ser chamadas a responsabilidade”, comentou.

Forças de Segurança do Acre realizam mega operação e apreendem armas e drogas no presídio

Participaram da operação a Polícia Militar, o Instituto de Administração Penitenciária e a Polícia Civil



Uma mega operação foi realizada na manhã desta terça-feira (21) no pavilhão ‘A” presídio Francisco de Oliveira Conde, com apoio das forças de Segurança Pública: Polícia Militar, Instituto de Administração Penitenciária e Polícia Civil.


Durante a revista foram apreendidas uma pistola. 40/PT 100 com 02 carregadores e 20 munições, 12 celulares, 48 estoques, 62 trouxinhas de pasta à base de cocaína, 6 facões, 1 serra, além de fones de ouvido e carregadores de celulares.

TRIBUTO AO PASSADO - HÁ 72 TOMÁVAMOS MONTE CASTELO - Recordando os Heróis de Monte Castelo – 21 de fevereiro de 1945


Israel Blajberg - Por 4 vezes os pracinhas brasileiros tiveram que retroceder montanha abaixo. Combatentes de um pais pacífico e ainda rural, em meio a neve de um rigoroso inverno dos Apeninos enfrentavam inimigo experiente e conhecedor do terreno.  Os nazistas estavam entrincheirados no alto do Monte Castello, a vantagem clássica da altura descrita nos manuais militares.

O Brasil se orgulha dos seus pracinhas, que enfrentaram os nazistas na neve das escarpas sob fogo de metralhadoras e morteiros do alto, levando apenas o armamento, a própria ração, e a coragem exemplar.

A cada 21 de fevereiro lembramos o sacrifício daqueles bravos soldados,  a melhor homenagem que eles poderiam receber: a recordação da sua luta, nosso dever de memória.

Aqui fica a singela homenagem aos que não voltaram, pagando o pesado preço da vitória em preciosa vidas brasileiras.


“… à entrada da barra, as nuvens começaram  a se abrir, e surgiu o Cristo Redentor … Era o Rio … Lembrei-me então repentinamente, daquela longinqua posição perdida nos Apeninos … muitos soldados ajoelharam-se no tombadilho orando, outros simplesmente de pé, olhando o Cristo que surgia dentre as nuvens… Rio de Janeiro …  fim dessa longa estrada, onde cada encruzilhada ficou marcada por uma fileira de cruzes brancas …"
Último paragrafo de CRUZES BRANCAS – Diário de um Pracinha, de Joaquim Xavier da Silveira, BIBLIEX, 1977.

Prefeitura de Tarauacá anuncia pagamento de servidores para sexta-feira (24)

Raimundo Vitorino Secretário de Finanças

A Prefeitura de Tarauacá, através da Secretaria de Finanças, comunica aos servidores municipais das diversas secretarias, que o pagamento referente ao mês de fevereiro será efetuado nesta sexta feira, 24.

Já os prestadores de serviço, o pagamento será realizado até o dia 10 de março.

“Esse é mais um compromisso da Prefeita Marilete Vitorino, em manter o salário dos funcionários em dia desde o inicio da sua gestão”, disse o Secretário de Finanças Raimundo Vitorino. 

Assessoria de Comunicação

Bolsonaro pode ser o 'Trump' brasileiro, cada dia que passa seu crescimento nas redes sociais é notório


Muitos diziam que Hillary ganharia com uma margem folgada de votos sobre seu adversário político o Republicano  Donald Trump, mas para surpresa do mundo, mas não do povo americano cansado de populismo, quem ganhou foi Trump


A mesma coisa pode se repetir no Brasil, partidos e imprensa (veja), já começaram há muito tempo a atacá-lo na tentativa de desacreditá-lo perante a população, alguns  institutos de pesquisas  se quer o colocam nas pesquisas.

Um dos ataques mais frequentes é o de tentar ligá-lo ao Regime Militar já que ele foi Capitão do Exército, patente também adquirida pelo seu congênere no norte Donald Trump. Uns chegam a ligá-lo a revolução de 64 o que é impossível já que Bolsonaro se formou na AMAN em 1977.

Centurião
Quanto a isso não há o que se preocupar já que na Bíblia em Matheus 8: 5-13, Jesus afirma que nunca viu tanta fé e estava justamente falando de um militar já que naquela época 'Centurião' fazia parte do oficialato romano, veja:

5 Entrando em Cafarnaúm, aproximou-se dele um centurião, suplicando nestes termos:
6 «Senhor, o meu servo jaz em casa paralítico, sofrendo horrivelmente.»
7 Disse-lhe Jesus: «Eu irei curá-lo.»
8 Respondeu-lhe o centurião:
«Senhor, eu não sou digno de que entres debaixo do meu tecto; mas diz uma só palavra e o meu servo será curado.
9 Porque eu, que não passo de um subordinado, tenho soldados às minhas ordens e digo a um: ‘Vai’, e ele vai; a outro: ‘Vem’, e ele vem; e ao meu servo: ‘Faz isto’, e ele faz.»
10 Jesus, ao ouvi-lo, admirou-se e disse aos que o seguiam: «Em verdade vos digo: Não encontrei ninguém em Israel com tão grande fé!
11 Digo-vos que, do Oriente e do Ocidente, muitos virão sentar-se à mesa do banquete com Abraão, Isaac e Jacob, no Reino do Céu,
12 ao passo que os filhos do Reino serão lançados nas trevas exteriores, onde haverá choro e ranger de dentes.»
13 Disse, então, Jesus ao centurião: «Vai, que tudo se faça conforme a tua fé.» Naquela mesma hora, o servo ficou curado.

Outros ataques infundados por puro medo de sua eleição é que ele é racista e não gosta de pobres. Como Jair Bolsonaro pode ser racista se seu sogro é afro-descendente e sua esposa vem da Ceilândia, cidade satélite (periférica) de Brasília?

 Assista o vídeo abaixo e tire suas conclusões.



Por qual razão a grande mídia ignorou a manifestação pela derrubada do Estatuto do Desarmamento?

Vilar/cadaminuto - Início esta postagem com a questão que é seu título: Por qual razão a grande mídia ignorou a manifestação pela derrubada do Estatuto do Desarmamento?

Lula Vilar - Pergunta simples!

Observem: não estou aqui querendo que um colunista, jornalista ou até mesmo portais sejam favoráveis ou contrários ao Estatuto do Desarmamento. Este é um juízo de valor que eles são livres para fazer. Deve ser assim! A liberdade de expressão e de pensamento faz com que tenhamos posições diante das coisas.

Avaliamos argumentos e escolhemos que lado tomar. Os motivos que conduzem essa avaliação são os mais variados. Vão de critérios honestos aos desonestos. Vão dos critérios que levam em conta os dados aos ou que desprezam estes. Mas, cada um é livre para fazer a sua interpretação.

Mas, o debate existe e tem tomado conta do país. O assunto está movimentando as redes sociais: de um lado os armamentistas do outro os desarmamentistas. Considero isto natural de todo projeto de lei que envolve a sociedade em uma discussão.

Foi isto que levou várias pessoas à Avenida Paulista (São Paulo), no dia de ontem, 19. Lá estavam deputados federais, estudantes, profissionais de diversas áreas. Enfim... A mídia pode até não gostar dos parlamentares que lá estavam, mas não pode negar que foi uma manifestação que atraiu autoridades constituídas, gostemos ou não delas. Logo, este é um sinal de repercussão. Óbvio: não é o único.

No jornalismo não se ignora fatos! Pode se ter – evidentemente – opiniões sobre eles. São as chamadas análises. Então, se parcela da imprensa quisesse, poderia ter “descido a lenha” na manifestação. Mostrado os motivos pelos quais acha que a manifestação tem uma causa errada. Assim como é dado o direito de outra parcela da mídia enxergar a causa como correta. O que vai diferenciar são os argumentos utilizados.

Mas, não se optou sequer pelo debate. Em muitos locais, optou-se pelo silêncio. E isto é lamentável. É pior do que quando se trata de um assunto observando apenas um lado. Esquecendo que o outro possui estudos técnicos que indicam o oposto do que os intelectuais de plantão afirmam.

É justamente o caso do tema “armamento civil”. Há um estudo técnico da própria Câmara de Deputados – de número 23/2015 – que mostra que não há correlação entre o aumento de quantidade de armas legais e os crimes de homicídio por arma de fogo, que por sinal cresceram assustadoramente após o Estatuto do Desarmamento. Claro: só os bandidos passaram a ter armas e eles não seguem leis.

É a mesma conclusão dos estudos de Bene Barbosa e Fabrício Rebelo. Além disto, fora do nosso país, estudiosos como John Lott e Joyce Lee. Será que vamos abandonar o debate para prevalecer uma visão. E que para que esta visão prevaleça ignorar plenamente o outro lado?

Não fosse uma questão relevante, o deputado federal Rogério Peninha (PMDB) – que é quem propõe a derrubada do Estatuto por projeto de lei – não teria ganhado o destaque que ganhou. Observo ainda o seguinte: os que são contrários ao Estatuto buscam agir dentro dos mecanismos do Estado Democrático de Direitos: desde a apresentação de projeto até a legítima manifestação na busca por expor o que pensam. E aí, é com os votos da Câmara de Deputados.

Afinal, desarmamentistas podem fazer suas passeatas. Estas terão a cobertura da mídia. Aposto!

São os armamentistas – por sinal! – que já foram solapados no referendo. Já que a decisão foi uma e a ação governamental foi outra.

O pior é conviver ainda com a mentira sem o direito ao esclarecimento. Quando dizem que a derrubada do Estatuto do Desarmamento vai criar um comércio de armas desregrados, isto é mentira. Para desmistificar, basta a leitura do próprio projeto de Peninha. O que se institui são critérios objetivos (que por sinal são rígidos) para o acesso ao porte de arma, não dependendo mais da vontade discricionária do poder estatal. É isto e somente isto.

Não se vai vender armas indistintamente. Todas as questões formuladas nesta premissa são falácias. O projeto de Peninha regulamenta e não libera sem limites, restrições ou critérios. Quem escuta alguns desarmamentistas fica achando que no outro dia o país todo vai estar armado. Não é assim!

O fato é que o Estatuto do Desarmamento não desarmou bandidos e foi ineficiente na redução dos homicídios por arma de fogo. Quando os homicídios em geral até recuam, os que ocorrem por arma de fogo permanecem estáveis ou aumentam. É só analisar os números do próprio Mapa da Violência. Não faz sentido fugir ao debate. Faz menos sentido ainda ignorar um dos lados.

20 de fev de 2017

PF recomenda denúncia contra Lula e Dilma por obstrução de Justiça

Relatório indica que Dilma e Lula obstruíram Lava Jato em nomeação para Casa Civil; também investigado, Mercadante teria tentado impedir delação de Delcídio



A Polícia Federal atribui aos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff e ao ex-ministro Aloizio Mercadante o crime de obstrução de Justiça – o último também enquadrado em tráfico de influência. O documento de 47 páginas, assinado pelo delegado Marlon Oliveira Cajado dos Santos, do Grupo de Inquéritos da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), defende que Lula, Dilma e Mercadante sejam denunciados criminalmente, mas em primeiro grau, no âmbito da Justiça Federal do Distrito Federal, porque nenhum dos três detém foro privilegiado.

O relatório do inquérito foi encaminhado ao ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, e ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Formalmente, a PF não indiciou os ex-presidentes e o ex-ministro, mas o relatório afirma que “o conjunto probatório é suficiente”.

Em março de 2016, Dilma Rousseff, então presidente da República, nomeou Lula para o cargo de ministro-chefe da Casa Civil. Para a PF, com a nomeação – que concederia ao ex-presidente o direito ao foro privilegiado, ficando fora da jurisdição do juiz federal Sérgio Moro –, os dois provocaram “embaraço ao avanço da investigação da Operação Lava Jato”.

A conclusão da PF ocorre na mesma semana em que o ministro Celso de Mello, também do STF, deu sinal verde para a nomeação de Moreira Franco para a Secretaria-Geral da Presidência, pelo presidente Michel Temer. Moreira é citado em delações de executivos da empreiteira Odebrecht. A nomeação de Lula, então sob a condição de investigado da operação, foi barrada no Supremo pelo ministro Gilmar Mendes.

O inquérito foi aberto para investigar simultaneamente três capítulos emblemáticos da Lava Jato:

1) o teor da conversa gravada entre Mercadante e o ex-chefe de gabinete de Delcídio no Senado, ocorrida em 28 de dezembro de 2015 – 33 dias depois da prisão de Delcídio;

2) a nomeação de Lula para o cargo de ministro-chefe da Casa Civil do governo Dilma;

3) e a indicação do ministro Marcelo Navarro Ribeiro Dantas para o Superior Tribunal de Justiça (STJ), episódio envolvendo o ex-presidente da Corte, ministro Francisco Falcão.

Mercadante

No caso do ex-senador e ex-ministro Aloizio Mercadante, a investigação foi baseada na gravação de uma conversa dele com o ex-chefe de gabinete do senador cassado Delcídio do Amaral (ex-PT-MS), Eduardo Marzagão. Mercadante teria demonstrado empenho em barrar a delação premiada de Delcídio. A PF crava que o ex-ministro provocou “embaraço à colaboração premiada” do então senador.

Com relação aos ministros do STJ, o delegado da PF sugere desmembramento dos autos porque ambos desfrutam de foro especial no Supremo. A nomeação de Navarro para o STJ teria sido resultado de um plano, segundo a delação de Delcídio, para favorecer o empreiteiro Marcelo Odebrecht, preso desde junho de 2015 pela Lava Jato.

Na parte da investigação que cita Navarro e Falcão, o delegado pretendia ouvir Odebrecht e também o ex-presidente da Andrade Gutierrez, Otávio Azevedo, além de Delcídio e Diogo Ferreira Rodrigues, que trabalhou no gabinete do ex-senador. Com os desdobramentos da delação premiada do ex-presidente da Odebrecht, Cajado considerou, no entanto, mais oportuno aguardar que se dê publicidade às revelações do empreiteiro.

Ao se referir especificamente a Mercadante e à gravação, a PF aponta que os conteúdos das conversas, gravadas por Marzagão, “são reveladoras”. Na ocasião, Delcídio já sinalizava que pretendia fazer uma delação premiada. O ex-senador foi preso em flagrante no dia 25 de novembro de 2015, por ordem do STF, sob acusação de tentar comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró – o próprio Delcídio foi gravado pelo filho de Cerveró tramando até uma possível fuga do ex-diretor da estatal petrolífera para o exterior.

PREFEITURA DE TARAUACÁ DIVULGA AVISO DE LICITAÇÃO PARA PREGÕES PRESENCIAIS


Brasão Oficial

ESTADO DO ACRE PREFEITURA MUNICIPAL DE TARAUACÁ COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO AVISO DE ABERTURA DE LICITAÇÃO - CHAMADA PUBLICA N° 001/2017. A PREFEITURA MUNICIPAL DE TARAUACÁ 


Através da Comissão Permanente de Licitação TORNA PÚBLICO, aos interessados que fará realizar processo de seleção publica de Instituições/Organizações sem fins lucrativos, na modalidade CHAMADA PUBLICA N°001/2017, sob o processo n°254/2017 que tem como objeto a Aquisição de gêneros alimentícios da agricultura familiar e do empreendedor familiar rural ou suas organizações, destinada ao atendimento do Programa Nacional de Alimentação Escolar – PNAE, durante o exercício de 2017, os quais seguem seus descritos quantitativos e qualitativos no Edital e seus anexos. Sessão de abertura designada para o dia 10/02/12017 às 9h3000min na sede da Prefeitura Municipal de Tarauacá, 2º Piso, sala da CPL, situada na Rua Cel. Juvêncio de Menezes, nº 395, Centro. As retiradas do edital e seus anexos poderão ser obtidos junto a Comissão Permanente de Licitação, no dia 20/02/2017 á 09/03/2017ou pelo e-mail setordelicitacoestk@gmail.com no horário das 07h00min às 13h00min.Data da Assinatura: Tarauacá – Acre, 17 de fevereiro de 2017. 



Assina: Nádia Maria Vilarouca Monteiro 
 Presidente da CPL/PMT.



ESTADO DO ACRE PREFEITURA MUNICIPAL DE TARAUACÁ COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO AVISO DE LICITAÇÃO  

PREGÃO PRESENCIAL SRP Nº 002/2017. A PREFEITURA MUNICIPAL DE TARAUACÁ – CPL nos termos e para os fins do disposto no Art. 21º - I e II da Lei 8.666/1993 e Art. 4° - I da lei n°10.520/2002, torna público para conhecimento dos interessados que realizará a sessão pública de abertura na modalidade PREGÃO PRESENCIAL SRP Nº 002/2017, do tipo menor preço por lote, objetivando o Registro de Preços para eventual e futura aquisição de materiais de expediente visando atender às necessidades administrativas das Secretarias Municipais, conforme especificações e quantitativos estimados constantes no Termo de Referência – Anexo I. Sendo assim a sessão de abertura fica marcada para o dia 09 de março de 2017, às 10h30min, na sede da Prefeitura Municipal de Tarauacá, 2º Piso, sala da CPL, situada na rua Cel. Juvêncio de Menezes, nº 395 - Centro. A íntegra do Edital com seus anexos, poderá ser obtida junto a Comissão Permanente de Licitação ou no endereço eletrônico setordelicitacoestk@gmail.com , a partir do dia 21/02/2017 no endereço supra, no horário de expediente das 07h00min às 13h00min. Tarauacá - Acre, 17 de fevereiro de 2017.

Assina: Nádia Maria Vilarouca Monteiro –
Pregoeira - PMT/CPL.




ESTADO DO ACRE PREFEITURA MUNICIPAL DE TARAUACÁ COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO AVISO DE LICITAÇÃO 

PREGÃO PRESENCIAL SRP Nº 004/2017. A PREFEITURA MUNICIPAL DE TARAUACÁ – CPL nos termos e para os fins do disposto no Art. 21º - I e II da Lei 8.666/1993 e Art. 4° - I da lei n°10.520/2002, torna público para conhecimento dos interessados que realizará a sessão pública de abertura na modalidade PREGÃO PRESENCIAL SRP Nº 004/2017, do tipo menor preço por item, objetivando o Registro de Preços para aquisição de material de consumo (água mineral e gelo) visando atender às necessidades das Secretarias Municipais, conforme especificações e quantitativos estimados constantes no Termo de Referência – Anexo I. Sendo assim a sessão de abertura fica marcada para o dia 09 de março de 2017, às 08h30min, na sede da Prefeitura Municipal de Tarauacá, 2º Piso, sala da CPL, situada na rua Cel. Juvêncio de Menezes, nº 395 - Centro. A íntegra do Edital com seus anexos, poderá ser obtida junto a Comissão Permanente de Licitação ou no endereço eletrônico setordelicitacoestk@gmail.com , a partir do dia 21/02/2017 no endereço supra, no horário de expediente das 07h00min às 13h00min. Tarauacá - Acre, 17 de fevereiro de 2017. 

Assina: Nádia Maria Vilarouca Monteiro - 
Pregoeira - PMT/CPL.



Assessoria de Comunicação

O perigo de roer as unhas


sitecuriosidades/Juliana Miranda - Médicos e pesquisadores comprovaram que roer unhas faz mal à saúde! O perigo de roer unhas está no fato de que a cutícula, pele que nos protege contra agentes externos, pode ser removida no ato, nos deixando suscetíveis à ação de vírus e bactérias.

A mania de roer unhas também é prejudicial, pois está relacionada à ansiedade, ao estresse e à frustração. Onicofagia é o nome dado ao vício de roer as unhas ou a pele que fica em volta dela.

Roer a pele que fica ao redor das unhas causa um trauma que permite a entrada de bactérias no local, causando infecções e inflamações. O hábito é ainda mais prejudicial para quem tem problemas circulatórios e imunológicos, pois a infecção pode invadir a corrente sanguínea e complicar o quadro.

Agora, para aquelas que pessoas que além de roer, também engolem as unhas, o quadro é ainda pior, resultando em graves problemas gastrointestinais, como esofagite infecciosa, gastrite, enterocolite por infecção por microorganismos, verminoses e até apendicite.

Roer unhas também prejudica a musculatura do maxilar e a articulação temporomandibular, causa fraturas nos dentes, gengivite e problemas na mordida.

As doenças mais frequentes em quem tem o vício de roer unhas são: infecções na garganta, inflamação da pele ao redor da unha e problemas gastrointestinais diversos.

19 de fev de 2017

Roche anuncia avanço em tratamento para câncer de rim


Francois Murphy/VIENA - A companhia farmacêutica suíça Roche afirmou neste sábado que uma combinação de seu remédio de imunoterapia Tecentriq e seu remédio para câncer Avastin mostraram resultados encorajadores na fase 2 do teste para tratar um tipo de câncer de rim.

O estudo descobriu que a combinação tinha um "perfil de segurança gerenciável" quando usado para carcinoma da célula renal (mRCC) localmente avançado ou metastático. Os testes mostraram uma eficácia promissora comparado com o tratamento padrão para mRCC, o sunitinib, vendido pela Pfizer sob o nome de Sutent.

"Os resultados da fase 2 dão suporte à racional científica para potencialmente combinar o Tecentriq e o Avastin em pessoas com esse tipo de câncer do rim", disse a Roche em comunicado.

O carcinoma de célula renal é o tipo mais comum de câncer do rim, disse a companhia, acrescentando que atualmente apenas uma em 10 pessoas vivem mais de cinco anos após serem diagnosticadas com a doença.

A Roche disse também estar avaliando o mesmo tratamento combinado, novamente em comparação com o sunitinib, em uma fase 3 do estudo em pessoas que não foram tratadas anteriormente, com RCC localmente avançado ou metastático.