22/09/2014

GOVERNO BRASILEIRO REDUZ A 0,9% PREVISÃO DE CRESCIMENTO DO PIB EM 2014


 - O governo federal reduziu pela metade sua previsão de crescimento da economia brasileira em 2014 a 0,90 por cento, ante 1,8 por cento na previsão anterior, de acordo com o relatório bimestral de receitas e despesas, divulgado nesta segunda-feira pelo Ministério do Planejamento.

A estimativa para o desempenho da economia este ano, apesar da revisão para baixo, é muito melhor do que a projeção dos agentes econômicos ouvidos para o Boletim Focus do Banco Central, de crescimento de 0,3 por cento.

No relatório, elaborado também pelo Ministério da Fazenda, o governo manteve a previsão para a inflação deste ano em 6,20 por cento pelo IPCA, ante estimativa do Boletim Focus de 6,3 por cento.

A estimativa para receita líquida total foi reduzida em 10,5 bilhões de reais, para 1,084 trilhão de reais neste ano, mesmo com o governo elevando em 1,5 bilhão de reais a previsão das receitas com dividendos. "Houve queda em praticamente todas as projeções dos tributos", relata o documento.

Para compensar parcialmente a queda na estimativa de receita, o governo disse que irá sacar 3,5 bilhões de reais do Fundo Soberano do Brasil (FSB).

Com isso, a queda efetiva na projeção de receita passou a 7,041 bilhões de reais, valor que foi compensando com corte similar nas despesas primárias obrigatórias, que passaram a 667,7 bilhões de reais.

Os maiores cortes nas previsões de despesas ocorreram nas transferências do Tesouro Nacional para a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), cujas dotações caíram para 9 bilhões de reais, ante 13 bilhões de reais previstos anteriormente, e nos subsídios, cortados em 3 bilhões de reais.

Num cenário marcado por arrecadação tributária estagnada, elevado peso das renúncias tributárias e baixos resultados fiscais entre janeiro e junho, o relatório das contas do governo não faz referência ao cumprimento da meta de 2014 de superávit primário de 99 bilhões de reais, equivalente a 1,9 por cento do PIB.

Em 12 meses encerrados em julho, essa economia para o pagamento dos juros da dívida pública estava em apenas 1,22 por cento do PIB, indicando a grande dificuldade do governo em atingir o alvo.  

JOVEM CRIA FITA PARA PLANTIO QUE AUMENTA PRODUTIVIDADE DE PEQUENO AGRICULTOR


O engenheiro agrônomo Mateus Marrafon criou uma tira de fibra de celulose com a quantidade certa de sementes dispostas com o afastamento adequado. Ao agricultor, cabe apenas enterrar essa fita no solo

Mateus Marrafon, 29, inventor da fita agrícola (Pilar Olivares/Bill & Melinda Gates Foundation/VEJA)

Juliana Santos - Para o pequeno agricultor, o posicionamento das sementes no plantio é um dos grandes desafios. Pode parecer de pouca importância, mas essa decisão determina a produtividade do terreno. Próximas demais umas das outras, as sementes germinam competindo entre si por alimento, o que faz com que se desenvolvam menos. Mais afastadas do que o necessário, a produtividade para um mesmo espaço de terra cai, prejudicando o agricultor. Depois de vivenciar esse problema de perto, semeando milho com sua mãe em Iracemápolis, no interior de São Paulo, o engenheiro agrônomo Mateus Marrafon encontrou uma solução simples e inovadora.

Aos 29 anos, o pesquisador do Instituto Kairós de Itu criou uma fita de fibra de celulose em que a quantidade certa de sementes é colocada com o afastamento adequado. Cabe ao agricultor apenas enterrar essa fita no solo, o que pode ser feito manualmente ou com o uso de máquinas agrícolas. A fita se degrada na presença de umidade, deixando a semente livre para germinar. "Os pequenos agricultores geralmente plantam do jeito que seus avós sempre plantaram e dificilmente têm um agrônomo para ajudar e regular a máquina. Com a fita a gente garante que ele plante a melhor quantidade de sementes para a área que tem", explica Marrafon.

Financiamento — Mateus teve essa ideia antes de ingressar na faculdade de agronomia, mas foi lá que começou a desenvolver o projeto. Os primeiros testes foram feitos em 2006, e no ano passado a iniciativa recebeu, por meio do programa Grand Challenges Explorations (GCE) da Fundação Bill & Melina Gates, um financiamento de 100 000 dólares. O custo da fita pronta varia conforme o tipo de semente utilizado e a preparação feita com ela. Para o plantio de milho, com uma das melhores sementes disponíveis, o custo é de 30 centavos por metro. Marrafon explica que o custo pode ser reduzido de acordo com a necessidade do agricultor. Em escala comercial, a produção fica mais barata.

Além de permitir um espaçamento adequado no plantio, a fita tem a vantagem de auxiliar a balancear os micronutrientes encontrados no solo, melhorando a qualidade da safra. O método pode ser utilizado com qualquer tipo de semente e de cultura, personalizado para diferentes solo e para a região onde as sementes serão plantadas. Por absorver umidade do solo, a fita aumenta o contato da semente com a água, fazendo com que ela germine de forma mais rápida e uniforme.

Outra vantagem desse tipo de plantio é que ele permite acelerar a semeadura. Com as máquinas usadas para o método tradicional, a recomendação é que o plantio do milho, por exemplo, seja feito a uma velocidade entre 6 a 8 quilômetros por hora. Marrafon afirma que alguns produtores chegam até a 12 km/h, mas assim arriscam comprometer a qualidade da distribuição de sementes. Com a fita, essa interferência deixa de existir. "O agricultor pode acelerar o quando quiser, contanto que o terreno e a resistência da fita permitam." Em testes, a fita já suportou 28 km/h, e o pesquisador acredita ser possível superar essa marca.

Também para o milho, o pesquisador criou uma fita especial, com o chamado espaçamento perfeito. Melhorando o espaçamento entre as fileiras de plantio e intercalando a posição das sementes, esse método, voltado para o pequeno agricultor, garante 50% de aumento na produção.  A posição das folhas do milho também é controlada por meio das sementes, garantindo que uma não faça sombra na outra e aumentando a fotossíntese realizada.

Marrafon desenvolve a pesquisa atualmente em um espaço pessoal, sem ligação com universidades ou instituições de pesquisa. Seu principal objetivo é difundir o uso da fita na agricultura familiar, para combater a fome e ajudar no desenvolvimento do país. Um dos planos é criar um programa de "agrônomos sem fronteiras", no qual profissionais ensinariam pequenos agricultores a fazer a fita, regular a máquina e plantá-la. De volta às suas regiões, os produtores tentariam copiar o modelo de plantio, sendo assistidos no que precisassem. 

Futuro – O pesquisador busca encontrar novos materiais para compor a fita, principalmente para que seja possível controlar o tempo até o início da germinação. Isso permitiria que o plantio fosse feito apenas uma vez, com as sementes de inverno e de verão juntas. Uma delas degradaria primeiro, e um dos tipos de planta germinaria. Meses depois, feita a colheita, um estimulante seria aplicado ao solo, dando o sinal para a segunda fita degradar e permitir o início do plantio da outra estação. "Ainda não é possível, mas acredito que em até sete anos vamos resolver isso", acredita Marrafon.

Se você também quer fazer a diferença, inscreva-se no Prêmio Jovens Inspiradores 2014. Promovido por VEJA.com em parceria com Companhia de Talentos, Abril Plug and Play e Chivas, o concurso vai identificar e encorajar estudantes ou recém-formados com idades entre 18 e 34 anos com espírito de liderança e comprometimento permanente com a busca da excelência. O objetivo maior é ajudar a preparar líderes capazes de desatar os nós dos setores público e privado que ainda impedem o Brasil de avançar. O concurso vai premiar dez finalistas com iPads e troféus; quatro grandes vencedores ganharão também bolsas de estudo no exterior e um ano de orientação profissional ("mentoring"). Nesta edição, haverá uma categoria adicional voltada a empreendedores com idades entre 25 e 34 anos: um prêmio de 100.000 reais será destinado ao projeto ou empresa do vencedor.

POR QUE NINGUÉM TOMA PROVIDÊNCIA? SEUS NETOS PAGARÃO POR ISSO

E NÃO É QUE É?

VISITANTE ILUSTRE - 22/09/2014

GUERRILHEIROS MANTÊM FILHO DE BRASILEIRO SEQUESTRADO NO PARAGUAI


Um adolescente de 16 anos, filho do produtor rural brasileiro, Alcido Fick, continua mantido refém de guerrilheiros no Paraguai, após 172 de negociações.

Guerrilheiros mantêm filho de brasileiro sequestrado no Paraguai Reprodução / Facebook INTERNACIONAL

NOTICIAS AO MINUTO - Arlan Fick, de 16 anos, continua mantido refém de guerrilheiros do Paraguai.

A polícia prepara agora uma operação para conseguir resgatar o filho do produtor rural brasileiro, Alcido Fick, que continua nas ‘mãos’ dos guerrilheiros, depois de 172 dias de sequestro.

A família de Arlan chegou a depositar o dinheiro exigido para a sua libertação, cerca de R$ 1 milhão (US$ 500 mil), mas o prometido não foi cumprido. De acordo com o jornal  paraguaio ABC, os guerrilheiros disseram que só aceitam a libertação do refém se os líderes do EPP forem também libertados.

21/09/2014

SUCURI PEGA NO RIO MADEIRA FAZ SUCESSO NAS REDES SOCIAIS

DA SÉRIE: ERA UMA VEZ - DUAS CAÇAMBAS



Era uma vez duas caçambas, uma branca e uma vermelha. Ambas tinham motoristas que trafegavam dentro da cidade igual a loucos. Um belo dia, melhor dizendo, em um dia cinzento os dois atropelaram duas pessoas em locais diferentes. Coincidência? Não, Imprudência!

Aí já sabem, foi aquela choradeira na frente do juiz.

Os donos culpavam seus motoristas e os motoristas culpavam o Detran, por não haver placas de limites  de velocidade nas ruas, por onde eles voavam, droga, ("quero dizer passavam"), o Detran culpava...

De quem é a culpa não importava mais. Duas vidas foram tiradas da face da terra. Não sei quanto aos outros, mas pra mim, uma vida não tem preço. Reflita, para Deus indenizações não redimem culpas. Aguardem o tribunal dele.

FACECOISAS - 21/09/2014


20/09/2014

ACREANA DO JURUÁ REPRENSENTARÁ O AMAZONAS NO MISS BRASIL 2014

 O concurso Miss Brasil 2014 terá duas candidatas acreanas. Iasmyne Sampaio, 19 anos, e Ytala Narjjara, de 20 anos. Iasmyne é a que representa o Acre e Ytala Narjjara, representa o Amazonas, embora seja nascida em Cruzeiro do Sul (AC).

As belas estão confinadas em um hotel em Fortaleza, onde ocorrerá o Miss Brasil 2014, nas preparações de etiquetas, saúde, leitura, dança enfim, todo um comportamento digno de uma miss. Além disso, visitam os pontos turísticos da cidade.

Ytala Narjjara nasceu em Cruzeiro do Sul, mas, radicada na cidade vizinha de Ipixuna (AM), município localizado a 1.367km da capital amazonense. Ytala é formada em Aviação Civil, aguarda o brevê de comandante e já trabalha como aviadora. A bela ainda cursa Arquitetura e Urbanismo.

Iasmyne Sampaio, que representa o Acre, tem 1,74m, é modelo e acadêmica de Arquitetura e Urbanismo.

O Miss Brasil 2014 terá transmissão ao vivo pela Rede Bandeirante de Televisão, a partir das 22h15 (Horário de Brasília) 20h no estado Acre.

A miss vencedora levará para casa a coroa com cerca de 2 mil pedras, entre elas 900 diamantes híbridos, avaliada em R$ 14 mil. Além de outros prêmios.

CHEGADA DE NOVA FRENTE FRIA BAIXA A TEMPERATURA NO ACRE NESTE FINAL DE SEMNA, PREVÊ SIPAM


Temperatura máxima deverá ter um suave declínio.

O forte calor com altas temperaturas deve dar um trégua para os acreanos neste final de semana. De acordo com previsão do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), a temperatura deve cair em todo o estado do Acre devido a chegada de uma nova frente fria com chuvas e rajadas de ventos.

Temperatura deve cair em todo o estado do Acre
Neste sábado (20), o céu estará parcialmente nublado com a possibilidade de chuvas à tarde.

Mesmo com a chegada da frente fria, a temperatura não irá cair bruscamente. Segundo a previsão do Sipam, a frente fria deve chegar ao estado neste domingo e ocasionar um suave declínio nas temperaturas máximas.

Rio Branco, Brasiléia e Acrelândia devem apresentar temperaturas mínimas de 21ºC. Já Sena Madureira e Cruzeiro do Sul chegam a 20ºC e 22ºC, respectivamente.

TARAUACÁ: VEREADORA ALERTA PARA AS CONDIÇÕES DA PONTE E NÃO DESCARTA UM BLOQUEIO POR PARTE DA POPULAÇÃO



Blog da Vereadora - A vereadora Janaina Furtado, voltou a denunciar as condições da Ponte Sobre o Rio Tarauacá, que poderá deixar a população isolada. A estrutura provisória construída no mês de maio, já está também comprometida.


A vereadora disse que recebeu muitas reclamações da população, de comerciantes e condutores de veículos, preocupados com a possibilidade de interdição da mesma o que causará prejuízos incalculáveis para o povo. Além disso, a população ameaça interditar a ponte para chamar a atenção do s governos para o problema.


Ainda no mês de maio deste ano, a ponte foi interditada e recebeu um serviço de manutenção por parte de equipes do Departamento de Estradas de Rodagem do Acre (Deracre), juntamente com o Corpo de Bombeiros, Prefeitura de Tarauacá, Exército Brasileiro e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Rampas de ferro foram colocadas para garantir a trafegabilidade até a chegada do verão, período em que seriam realizados serviços de contenção na margem do rio. "Acontece que o verão já está acabando e nada foi feito. A estrutura que foi colocada para garantir a trafegabilidade já está também comprometida. No mês passado estive em Rio Branco para falar com o diretor Geral do Deracre, Ocirodo Oliveira Júnior sobre esse problema, mas não foi possível por conta de que ele teve que viajar até Porto Velho. Diante da situação, tomei a liberdade de ligar para o diretor na manhã de hoje e ele me garantiu que na próxima segunda feira, 22 de setembro, o Deracre irá começar os serviços de recuperação da ponte para que o tráfego não seja interditado. Se os serviços não iniciarem na data prevista convido a população para nos reunirmos e discutirmos a realização de uma grande manifestação popular com a possibilidade de bloquearmos a ponte", comentou JANAINA FURTADO.

19/09/2014

BOA NOTÍCIA! VESTIBULAR DE MEDICINA DA UNINORTE TERÁ FIES E PROUNI A PARTIR DE JANEIRO DE 2015


A procura do curso tem sido satisfatória tanto por candidatos acreanos como também de outros Estados.


Assessoria -  O curso de Medicina da UNINORTE foi preparado dentro de todas as diretrizes do Ministério da Educação, sendo aprovado com nota 4, onde a máxima é 5.


A UNINORTE oferece outros cursos na área da saúde, como Fisioterapia, Odontologia, Enfermagem, entre outros, assim já dispõe de clínicas escolas que oferecem serviços gratuitos à comunidade em geral, atendendo mais de 9.000 pacientes por semestre.

Há mais de 2 anos investimos no curso de Medicina, em capacitação de docentes, implantação de biblioteca, compra de equipamentos como manequins simuladores para aulas práticas, a construção de estrutura física com 15 mil m2 para o novo curso.

O curso tem como principal diferencial a Metodologia Ativa PBL (Problem Based Learning - Aprendizagem Baseada em Problemas), que possibilita aos acadêmicos, desde os primeiros períodos, melhor aprendizado com atividades práticas em pequenos grupos.

A procura do curso tem sido satisfatória tanto por candidatos acreanos como também de outros Estados.

Importante ressaltar que a UNINORTE vai ofertar o Financiamento Estudantil (Fies) também para o curso de Medicina já a partir de janeiro de 2015 – o calendário de execução do Governo Federal, a liberação do FIES ocorre no início de cada semestre.

Outra opção é ingressar no curso de Medicina através do Programa Universidade para Todos (Prouni).

Os interessados no Vestibular do Curso de Medicina podem fazer inscrição até o dia 30 de Setembro, somente pelo site www.uninorteac.com.br. A inscrição custa R$ 350,00.

As provas serão realizadas nos dias 11 e 12 de outubro das 13:00h às 17:30h. O vestibular será realizado por empresa terceirizada, com mais de 20 anos de atuação no mercado específico de vestibular de medicina.

O curso de Medicina da UNINORTE está previsto para iniciar em novembro desse ano.

Venha fazer Medicina em uma das mais modernas e inovadoras Faculdades da região Norte. Com estrutura completa para o ensino de saúde.

Dessa forma, permanecemos à disposição para informações complementares que por ventura se façam necessárias.

FORÇA EXPEDICIONÁRIA BRASILEIRA COMEMORA 70 ANOS DO 'BATISMO DE FOGO' NA II GUERRA MUNDIAL

PELOTÃO DO TENENTE CAVALCANTE


Ministério da Defesa -  Há exatos 70 anos, no dia 16 de setembro de 1944, militares da Força Expedicionária Brasileira (FEB) dispararam o primeiro tiro de canhão nos campos da Itália, durante a II Guerra Mundial. O episódio, que ficou conhecido como “Batismo de Fogo”, foi lembrado na manhã desta terça-feira (16) em solenidade em Brasília (DF). O coronel Nestor da Silva, o capitão Severino Francisco de Oliveira e o tenente Vinícius Venus Gomes da Silva, “pracinhas” da FEB, foram as estrelas do evento.

Logo após as 10h, os três veteranos de guerra chegaram dentro de jipes ao pátio do Auditório Pedro Calmon, no Quartel-General do Exército. Na sequência, eles foram recebidos com honras militares e adentraram no local da cerimônia, onde a plateia os aguardava de pé. Lá, assistiram a vídeo histórico que resumiu a participação do Brasil na II Guerra, em especial a atuação dos cerca de 25 mil homens que integraram a FEB entre 1944 e 1945.

Aos 97 anos, o veterano coronel Nestor da Silva (no centro na foto acima) contou que ingressou no Exército em 1938. Na época do conflito internacional, era 2º sargento da Força Terrestre. O militar explicou que foi promovido em combate ao posto de tenente pelo seu chefe, o então general João Baptista Mascarenhas de Moraes – que comandou a tropa dos Expedicionários.

Quando regressou ao país, o eterno pracinha fez carreira como oficial e chegou até o cargo de coronel. Por ter ido à Itália na guerra, aposentou-se uma patente acima como general-de-brigada. “Na minha idade, eu vivo o hoje. Amanhã é outro dia. Tenho orgulho de ter pertencido à FEB e estar sendo homenageado”, asseverou.

O comandante Militar do Planalto, general Racine Bezerra Lima Filho, avaliou a importância da homenagem. “São esses heróis que nós reverenciamos neste momento: brasileiros que deram tudo pelo país.” O comandante do Exército, general Enzo Martins Peri, também prestigiou a solenidade.

O coral do Colégio Militar de Brasília (CMB) abrilhantou a comemoração ao entoar, junto com os presentes, o Hino Nacional e a Canção do Expedicionário, considerada hino da FEB. A música foi lançada em disco em outubro de 1944, na oportunidade em que três dos cinco escalões já estavam na Itália. Com letra do maestro Spartaco Rossi e poema de Guilherme de Almeida, tem em sua estrofe mais famosa os seguintes versos: Por mais terras que eu percorra / Não permita Deus que eu morra / Sem que volte para lá.

Histórico da participação do Brasil

A II Guerra Mundial, ocorrida entre 1939 e 1945, foi o conflito mais sangrento de todos os tempos. Neste período, 70 milhões de pessoas morreram e foi usado pela primeira vez um artefato nuclear.

O Brasil declarou guerra aos países do Eixo (Alemanha, Japão e Itália) em 1942, depois que vários navios da Armada foram atacados. Somente naquele ano, 19 embarcações foram alvejadas pelos alemães.

Na época, o país possuía poucos oficiais da ativa para integrarem a missão. Sendo assim, foi preciso convocar reservistas para lutar. Muitos deles eram profissionais liberais, como advogados e médicos.

A fim de estar preparado para a entrada no conflito, o Brasil recebeu ajuda dos Estados Unidos e enviou alguns membros da tropa para fazer treinamento em território americano.

No dia 29 de junho de 1944, um trem trazendo os homens da FEB chegou à Vila Militar no Rio de Janeiro. A Força estava dividida em três regimentos de Infantaria – o 1º do Rio de Janeiro; o 6º de Caçapava, São Paulo; e o 11º de São João del-Rei, Minas Gerais. Apenas o 6º de Caçapava atravessaria a cidade do Rio, enquanto os demais seriam enviados a outros lugares. Era uma forma de manter em sigilo o embarque.

A operação foi feita à noite, em etapas, durante um dos blecautes realizados no Rio. Esses blecautes eram feitos com o objetivo de proteger a população de um improvável ataque aéreo alemão. Muitos pracinhas sequer tiveram tempo de se despedir de seus familiares e amigos e não sabiam para qual nação iriam.

O desembarque aconteceu em 16 de julho de 1944, na Itália. Os combatentes só entenderam que estavam no país europeu quando avistaram o Monte Vesúvio.

Conquistas

Entre as principais conquistas dos militares brasileiros estão a Batalha de Monte Castelo e a tomada de Montese. Nesta primeira, o coronel Nestor da Silva explicou que foram três ataques mal sucedidos e a vitória só veio na quarta investida em 21 de fevereiro de 1945. Já Montese aconteceu em 15 de abril do mesmo ano.

Ao longo da campanha da FEB, mais de 20 mil soldados do Eixo foram aprisionados pelos “febianos”.


Você sabia?

- Na época, muitos críticos duvidaram da capacidade brasileira em enviar homens para o fronte da batalha. Por conta disso, alguns diziam que era mais fácil uma cobra fumar do que isso acontecer. Até hoje o símbolo da Força Expedicionária é uma cobra fumando cachimbo.
- Os restos mortais dos brasileiros foram inicialmente enterrados na cidade italiana de Pistoia. Somente em 1960 é que foram transladados ao Brasil, onde permanecem no Monumento Nacional dos Pracinhas, no Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro.
- A FEB foi a única tropa a pisar na Europa com militares de todas as raças: negros, índios, pardos e brancos.
- A Força Aérea Brasileira (FAB) esteve presente na II Guerra Mundial pelo 1º Grupo de Aviação de Caça comandado pelo tenente-coronel aviador Nero Moura. O grupo foi criado em 1943 e organizado e preparado nas bases americanas, no Canal do Panamá e nos Estados Unidos. Desembarcou em Nápoles no dia 6 de outubro de 1944. Na Itália, incorporou-se ao 350º Grupo de Caça americano pertencente a 62ª Brigada de Caça do XXII Comando Aerotático da Força Aérea do Mediterrâneo.

VIA FORTE

RETORNO DA FEIRA AGROPECUÁRIA DE TARAUACÁ (EXPOACRE TARAUACÁ) JÁ TEM LOCAL E DATA

Prefeito Rodrigo Damasceno anunciando a EXPOACRE TARAUACÁ

Já há algum tempo buscando as condições físicas e econômicas necessárias para trazer de volta um evento que fomentava a economia e a identidade cultural de Tarauacá, finalmente a Prefeitura anunciou ontem (18), no Teatro Municipal José Potyguara o retorno da Feira Agropecuária de Tarauacá que teve início em 1976  e teve edições até 1978 com o Prefeito Ennio Ayres. 

INÍCIO E TÉRMINO
Início dia 01 de Outubro, término dia 03 de Outubro.

IMPROVISAÇÃO
Devido ao curto espaço de tempo, mas visando a oportunidade única de colocar o município no calendário anual dos grandes acontecimentos acreanos visando não perdê-la, a administração aceitou o desafio mesmo que para isso tenha que improvisar em alguns setores da feira. 

Pelo visto, segundo o anunciado, mesmo com a improvisação, a feira não deixará a desejar a nenhuma já implantada e solidificada no Estado, para isso contratou a STARTPLAN, uma das melhores empresas da Região Norte que conta em sua estrutura com uma arquibancada de 14 degraus com capacidade para 5.000 pessoas, além de 33 camarotes Very Important Person. 

LOCAL
O local nesta edição se dividirá entre a Av. Antônio Frota e o Estádio Naborzão, ao lado do gramado, onde acontecerão os rodeios.

SEGURANÇA
A segurança ficará a cargo da Polícia Militar do Acre, Corpo de Bombeiros e segurança particular. A Boa notícia é que nessa mesma linha de pensamento, os Peões que participarão do rodeio estarão segurados.

Padre Mathias em uma missa de abertura de  uma das Feiras Agropecuárias

ABERTURA
A feira inicia no dia 01 de outubro com uma cavalgada às 15:00 hs indo até o Estádio Naborzão onde se iniciará o rodeio.

BUSINESS
Durante todos os dias haverá exposição de veículos, produtos agrícolas, artesanatos, Movelaria, peixes, aves, suínos, caprinos, gados e cavalos.

ENTRETENIMENTO
DIA 02/10 Contará com o Show de Léo Magalhães a atração mais esperada da Expoacre Tarauacá.
Haverá também noite Católica e Gospel, com os cantores Cleiton Saraiva e  Bruno Barros respectivamente, além claro dos já conhecidos cantores da terra. 
O Rodeio pode se firmar em tamanho como o segundo do Acre e contará com a participação de Peões locais. Vamos aos detalhes.
No primeiro dia, irão pra montaria 25 peões, que sairá apenas 5 finalistas para a final. No segundo dia mais 25 peões, que somente os 5 melhores consagrarão finalistas, Já no último dia, os 10 finalistas partirão para a formação de duas equipes que irão competir o título de R$ 5 mil. Zeca Barros será o locutor do rodeio. Ele é considerado um dos melhores da região Norte.


PROGRAMAÇÃO (Informações ASSECOM)

Dia 01/010/14 (Quarta-Feira)
15:00 hs – CAVALGADA
20:40 hs – Apresentação de RODEIO
22:00 hs  - Show com o grupo de CANTORES INDÍGENAS YAWANAWÁ
22:20 hs  – desfile das candidatas a MISS TARAUACÁ
22:30 hs  - Show com o cantor Brega EVALDO FREIRE
24:30 hs  - Show com a BANDA BIS de Cruzeiro do Sul

Dia 02/10/14 (Quinta-Feira)
11:00 hs  – LEILÕES BOVINOS
20:40 hs  – Apresentação de RODEIO
2200 hs - Show com DJS locais
22:20 hs - Apresentação do grupo de dança WANDALUP
22:30 hs – desfile das candidatas a MISS Tarauacá
2300 hs – Mega Show com o Cantor LÉO MAGALHÃES
00:01 hs - Show com os cantores GIOVANE ACCIOLY E JANDERSON FORROZEIRO

Dia 03/10/14 (Sexta-Feira)
15:00 hs – Competição de MOTOCROSS
20:40 hs – Apresentação de RODEIO
22:00 hs – Disputa da melhor receita de abacaxi/disputa do maior abacaxi/sorteio de premio aos produtores rurais que expuseram seus produtos
22:20 hs – Show ecumênico com os cantores: Evangélico BRUNO BARROS de cruzeiro do sul e católico CLEITON SARAIVA de São Paulo
24:00 hs - Show com o cantores e bandas locais (DIOURO, ALDOMIR, JANDERSON FORROZEIRO, MARTINHA, RANDERSON BRASIL,  ZEZINHO, FON, DANIEL, XULA, RUI, DAVID, COSTELINHA, FRANK, TAMAIO,  JAPÃO, DOUGLAS, RAMON, DÉ)

PARCERIA
A prefeitura conta com o apoio do Governo do Estado, SEBRAE E CAIXA ECONÔMICA FEDERAL.

ABAIXO ALGUMAS IMAGENS DAS FEIRAS AGROPECUÁRIAS QUE ACONTECIAM ONDE HOJE É O BAIRRO DA COAHB


O então Prefeito Ennio Ayres em uma abertura hasteando o Pavilhão Nacional

Chico Lobão; Robério Saraiva; Airton Frota; Pelezinho e Ricardo no hipódromo esperando o início da corrida de cavalo.


                                                                                    

JOVEM DE 16 ANOS MORRE COM SUSPEITA DE DENGUE HEMORRÁGICA EM CRUZEIRO DO SUL



A paciente estava internada há dois dias com sintomas da doença no Hospital Dermatológico de Cruzeiro do Sul.


Erisney Mesquita /JURUÁ ON LINE - A jovem Legila Barroso Melo, de 16 anos, moradora do bairro do Formoso, em Cruzeiro do Sul, pode ter se tornado a primeira vítima por dengue na Região do Vele do Juruá. A adolescente estava internada no hospital de Dermatologia Sanitária, desde quarta-feira, dia 17, com sintomas da doença; vômito, diarréia, febre e dor de cabeça.

Na manhã desta quinta-feira, 18, o quadro clínica da garota se agravou, apresentando tosse seca acompanhado de sangramento.

As 10h30, da manhã de hoje, foi confirmado o óbito.

Segundo Charles André, coordenador regional de saúde do Vale do Juruá, a paciente deu entrada na unidade, passou por exames, estava sendo acompanhada pela equipe médica de plantão e apresentava o seu quadro clínico estável, com melhoras.

“Após apresentar uma tosse intensa, seguida de sangramento a menina teve parada cardiorrespiratória, ainda houve seguidas tentativas para reanimação da paciente, mas infelizmente sem sucesso.

O corpo da adolescente foi encaminhado para o Instituto Medico Legal (IML) da cidade, onde passou exames de  autópsia, o que deve revelar as causas da morte, confirmando ou não, Dengue Hemorrágica.




DA SÉRIE: NIETZSCHE - 19/09/2014

18/09/2014

TRIBUTO AO PASSADO - PLACAS DE INAUGURAÇÃO E HOMENAGEM EM TARAUACÁ

NÚMERO DE CONTRIBUINTES QUE CAÍRAM NA MALHA FINA AUMENTA 593% NO ACRE


Em 2013, apenas 991 apresentaram problemas em um universo de 76.086 declarações de imposto de renda.


Kellyton Lindoso - Dados da Receita Federal divulgados nesta terça-feira (16) no que diz respeito ao Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) impressionam: 6.871 declarações de 76.855 contribuintes haviam sido retidas.

Em 2013, apenas 991 apresentaram problemas em um universo de 76.086 declarações de imposto de renda.

Isto significa que o número de contribuintes no Acre que caíram na chamada malha fina da Receita Federal teve um aumento de 593% em relação a 2013.

O que chama a atenção, também, é que o prazo de processamento ainda não terminou: os dados podem crescer ainda mais nos próximos meses, já que as declarações de 2014 ainda estão sendo processadas.

A malha fina ocorre quando a Receita Federal detecta alguma irregularidade na declaração de imposto de renda de algum contribuinte. Para 2014, a Receita estimava até duas mil declarações retidas no Acre.

Informações G1 Acre

LUÍSA LESSA É DIPLOMADA MEMBRO DA INTERNATIONAL WRITERS AND ARTISTS ASSOCIATION


Isaac Melo/ ALMA ACREANA - A professora e escritora acreana Luísa Galvão Lessa agora faz parte de uma das mais importantes entidades de escritores do mundo, a International Writers and Artists Association (IWA), sediada na cidade de Toledo, Ohio, USA. A Associação Internacional de Escritores e Artistas, fundada em 1978, é a maior associação do mundo, e reúne em seu quadro príncipes, artistas, escritores, presidentes, etc. A IWA faz intercâmbio entre escritores do mundo inteiro e seus órgãos de divulgação nas mais diversas línguas. Tem mais de mil e duzentos membros, em cinco continentes. Luísa Lessa é natural de Tarauacá, e uma das educadoras mais respeitadas do Acre, membro da Academia Brasileira de Filologia e da Academia Acreana de Letras. Abaixo transcrevemos sua carta endereçada a Teresinka Pereira, presidente da IWA.


CARTA AO IWA
Rio Branco, 10 de setembro de 2014

Ilma. Sra.
Prof.ª. Dr.ª Teresinka Pereira

MD. Presidente da IWA – Embaixadora at Large do Parlamento Mundial dos Estados para Segurança e Paz e Presidente de Honra da IWA

Os meus cordiais e respeitáveis cumprimentos a Vossa Excelência, extensivos a todos os imortais dessa honrosa instituição IWA, que ora me acolhem como membro perene dentre as personalidades de 137 países do globo. Sinto-me muito pequena para um mundo tão gigante e valioso pelos escritores e poetas que agrega essa prestigiosa instituição.

Recebo o diploma de membro perene, com honra e humildade. Eu, nascida no Igarapé Humaitá, Seringal São Luís, habitado por algumas tribos indígenas – situado às cabeceiras do Rio Muru, distante de Tarauacá oito dias de barco, em meio a Floresta Amazônica – nunca sonhei chegar tão longe e alcançar tão alta honraria. Por mais distante que os sonhos me levassem, eles não foram ousados para me conduzir a Toledo, Ohio, USA, lugar onde os nobres confrades me acolhem como membro perene da International Writers end Artists Association – IWA, quando posso votar na escolha do Prêmio Nobel da Literatura e Prêmio Nobel da Paz. Meu Deus, quanta bênção na minha vida!

Eu agradeço pela distinção e apreço. E, nesta breve mensagem eu me curvo diante da nobreza desta gloriosa instituição. Eu, assim como muitos amazônidas, fui à luta, ‘caí no mundo’, como se diz popularmente. E foi nele que aprendi as lições mais sublimes, que redimem meus pecados e lavam a minh’alma feminina, forte e livre para ir adiante, sempre, promovendo a Língua Portuguesa, o Ensino Superior, a Graduação e a Pós-Graduação da Universidade Federal do Acre, a Cultura Amazônica, a Pesquisa Científica Brasileira, a Poesia e a Literatura de expressão Amazônica.

Por tudo que recebo eu digo à Embaixadora at Large do Parlamento Mundial dos Estados para Segurança e Paz e Presidente de Honra da IWA, a brasileira, Dra. Teresinka Pereira, poderá apertar minha mão e sentir que carrego na alma, na vida, na profissão que exercito, a arte, a cultura, a vida e o humanismo, olhando-os como um legado precioso para aqueles que chegarão depois de nós.

E o melhor de tudo é que embora não estejamos diante do mesmo espelho, estamos nos olhando sempre pelos caminhos da literatura, da arte, da cultura, do cultivo ao idioma pátrio. É como diz Guimarães Rosas “o mais importante e bonito do mundo, é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas - mas que elas vão sempre mudando”. Afinam ou desafinam. E nós, ao que tudo indica, temos afinado a canção amazônica e porque não dizer brasileira?

É grande a honraria em ser confreira de Renã Leite Pontes (Brasil); do Príncipe Di Manzartille (Itália); Eduardo Galeano (Uruguai); Toni Morrison (Prêmio Nobel de Literatura – (USA); Ariano Suassuna (Brasil); Fernando Henrique Cardoso (Presidente do Brasil, 1994 - 2002); Leonardo Boff (Brasil); Prince Giuseppe Benvenuto 1o Agatino Raddino de Gevaudan de la Casa Real di Horistal y de las Valadas Occitanas (Itália), Marcel Marceau (France), Noam Chomsky (USA), Fernando Alegria (Chile), Carlos Drummond de Andrade (Brasil), Rigoberta Menchü (Peace Nobel Prize in 92, Guatemala) Ernesto Sábato (Argentina); Melina Merkuri (Grécia), Hedi Bouraoui (Tunísia), Príncipe Dom Duarte Nuno João Pio de Orleans e Bragança (Portugal), Eugene Ionesco (Romania), Jorge Guillön and Francisco Garcia Pavön (Espanha), Juan Rulfo (México), Julio Cortäzar (Argentina), Fröddric Maire (França), dentre outros importantes escritores e acadêmicos, nos 137 países de espectro da associação.

Eu sou de estatura pequena para caminhar ao lado de tantas grandezas, mas honrarei esse diploma como o maior tesouro que a vida me presenteou na estação outonal dos meus 60 anos.

Que Deus nos ilumine e nos abençoe sempre. Aceite minha eterna gratidão.

Respeitosamente,
Luísa Galvão Lessa Karlberg IWA

NOVAS FOLHAS, VELHAS MENTIRAS

E NO REINO PODRE DA DINAMARCA, NADICA DE NOVIDADE

17/09/2014

CRUZEIRO DO SUL NOTIFICA MAIS DE 6,5 MIL CASOS DE DENGUE


Município não conta com médicos suficientes, diz secretária de Saúde.
Pacientes lotam unidades de Saúde.

Unidades de Saúde de Cruzeiro do Sul funcionam com a capacidade máxima (Foto: Genival Moura/G1)

Genival Moura -As duas unidades de saúde indicadas como referência para atender pacientes com dengue em Cruzeiro do Sul (AC) já não estão dando conta de atender a demanda. Desde fevereiro até a primeira quinzena de setembro, mais de 6,5 mil casos da doença foram notificados e mais de dois mil confirmados, segundo a Secretaria Municipal de Saúde. O Hospital Dermatológico disponibilizado pelo estado como referência para a dengue atende diariamente cerca de 150 pacientes com sintomas da doença e permanece com sua capacidade máxima de internação.
A secretária municipal de Saúde de Cruzeiro do Sul, Lucila Brunetta, afirma que todas as unidades básicas de saúde estão aptas para atender os pacientes com dengue, mas diz que existe uma concentração no Hospital Dermatológico por ficar localizado no Bairro do Telégrafo, um dos mais afetados pela doença. A secretária diz ainda que o município não dispõe de médicos suficientes para ampliar o horário de atendimento, atualmente apenas uma unidade atende até às 19h, as demais funcionam em horário normal de expediente.
“Os nossos médicos trabalham também pelo estado e os médicos cubanos não são credenciados para atender internações por serem utilizados apenas para atenção básica. O número de casos cresce a cada dia e é preocupante, mas estamos desenvolvendo todas as ações de controle, inclusive tivemos aqui a visita do Ministério da Saúde que fiscalizou e aprovou os trabalhos, fizeram apenas algumas recomendações”, explica Lucila Brunetta.
A professora Tânia Maria Lima dos Santos, de 40 anos, com sintomas de dengue aguardou por atendimento no Hospital Dermatológico por mais de três horas, nesta terça-feira (16) enquanto segurava a filha de 10 anos deitada em um banco, apresentando febre e dores no corpo. “Eu estou me sentindo muito mal e minha filha ainda está pior, mesmo assim, não temos escolha precisamos esperar todo esse tempo”, explicou.

Em meio a pacientes escorados e outros com ânsia de vômito, encontrava-se a aposentada Ilda Rodrigues Menezes, de 93 anos. A idosa que mora na zona rural de Cruzeiro do Sul teve que ser levada em uma cadeira de rodas. “Estamos muito preocupados, ela adoeceu ontem e hoje já estava assim, uma pessoa dessa idade com muita febre e vômito logo fica debilitada”,  alertou Maria da Silva Menezes, neta da aposentada. 
A diretora do Hospital Dermatológico, Ângela Sara, disse que a unidade iniciou o atendimento apenas para pacientes a partir do nível B, ou seja, os que necessitam de hidratação intravenosa. Mas devido às reclamações dos pacientes nível A (hidratação oral) que deveriam ser atendidos nas unidades básicas de saúde, o hospital abriu para todos os níveis ocasionando o aumento da demanda.
“Nós contamos com 20 leitos e 16 poltronas para internação, mas estão sempre todos lotados. Temos um médico e pela manhã contamos com outro disponibilizado pelo Exército. Um profissional do município atendeu por alguns dias, mas parou de atender. A gente pede até a compreensão dos pacientes, porque em alguns períodos contamos com apenas um médico e isso ocasiona uma demora”, explica a diretora.
Entre as observações que constam no relatório do Ministério da Saúde confeccionado após a inspeção está o aumento da carga horária dos agentes de endemias para expediente integral que atualmente trabalham seis horas corridas visitando as residências.
O relatório alerta ainda que o número de notificações é desproporcional ao total de casos positivos de dengue, levantando a possibilidade de estar ocorrendo outras doenças febris que merecem ser investigadas.

Nota do Blog: Para quem não sabe, Cruzeiro do Sul está a pouco mais de 200 km de Tarauacá.

CUIDADO COM AS PRIMEIRAS CHUVAS


O que é chuva ácida?


É um dos problemas ambientais mais sérios da atualidade, causado pelos gases tóxicos liberados na queima de combustíveis como o carvão e o petróleo. Depois que as chaminés das indústrias e os escapamentos dos carros despejam no ar a sujeira da combustão, uma parte da poluição reage com o vapor d’água e outros componentes da atmosfera. Nesse processo, os gases poluentes se transformam em ácidos, que caem sobre a terra misturados com as gotas de tempestade, neblina ou nevoeiro. Daí vem a acidez da chuva, que pode destruir florestas, acabar com os nutrientes do solo, matar a vida aquática e prejudicar a saúde humana. Na Europa, o problema é pesquisado desde o século 17, mas ganhou fama na década de 60, com o declínio no número de peixes em lagos do continente.



Apesar de o fenômeno ter atingido inicialmente as regiões industrializadas do Primeiro Mundo, hoje ele é mais grave entre os chamados "tigres asiáticos" - países como Cingapura e Taiwan, que se industrializaram recentemente, mas ainda possuem regras frouxas de proteção ambiental. No Brasil, uma das cidades que mais sofria com as chuvas ácidas era São Paulo. "Não há medidas precisas, mas é provável que ocorressem muitas precipitações ácidas no final na década de 70", afirma a química Adalgiza Fornaro, da Universidade de São Paulo (USP). Na última década, a situação melhorou com a adoção de medidas antipoluição. "Em primeiro lugar, os combustíveis foram purificados e hoje não contêm dióxido de enxofre, um gás que origina o ácido sulfúrico da chuva ácida. Em segundo, todas as indústrias do município instalaram filtros. E, por último, a maioria dos veículos já tem catalisadores, que reduzem a poluição da queima de combustíveis. Com isso, a chuva de São Paulo hoje é apenas levemente ácida", diz Adalgiza.

Gotas de destruição

Esse tipo de precipitação agride florestas, mata a vida aquática e torna solos improdutivos
1 - A origem da chuva ácida está na fumaça que as chaminés das fábricas e os escapamentos dos carros lançam na atmosfera. A queima de petróleo e carvão libera gases poluentes — entre eles o dióxido de enxofre, os óxidos de nitrogênio e o monóxido de carbono, compostos tóxicos que servem como matéria-prima para as gotas de chuva nocivas

2 - Nem sempre a tempestade cai no mesmo lugar em que os poluentes foram liberados, porque as correntes de vento podem transportar os gases tóxicos por mais de 2 mil quilômetros. Isso explica como o arquipélago das Bermudas, no Caribe, ou as montanhas amazônicas do sul da Venezuela, onde não há indústrias, sofrem tanto com a chuva ácida

3 - Durante o transporte, os gases poluentes entram em contato com o vapor d’água e com os gases que compõem a atmosfera, como o oxigênio e o nitrogênio. Estimulados pela energia solar, esses compostos vão reagir e gerar as substâncias que compõem a chuva ácida

4 - As reações fazem com que o ar apresente uma concentração elevada de compostos ácidos, principalmente de ácido sulfúrico e ácido nítrico. Quando chove, as gotas levam esses ácidos do ar para a terra. Nos casos mais graves, o nível de acidez na chuva pode ser superior ao de um suco de limão!

PREJUÍZO HISTÓRICO

Como as gotas ácidas destroem objetos de calcário, mármore e cobre, alguns monumentos sofrem forte corrosão. A acidez é tão poderosa que rompe até mesmo as camadas de resina que protegem as pinturas dos carros, fazendo a carroceria enferrujar

VERDE CORROÍDO

Em contato com a vegetação das florestas, as gotas ácidas queimam as folhas das plantas, produzindo manchas amareladas e pequenos buracos. Com isso, reduz-se a capacidade da árvore de obter energia por meio da fotossíntese. As plantas passam a crescer mais lentamente e raramente atingem seu tamanho normal

TERRA ARRASADA

No solo, a chuva ácida dissolve os principais nutrientes das plantas e carrega-os na enxurrada. Pior: a acidez das gotas libera alumínio e cádmio, compostos tóxicos para plantas e animais do local

AMEAÇA À SAÚDE

Para o homem, ficar molhado em uma tempestade ácida ou nadar em um lago ácido pode deixar a pele bem ressecada, mas não oferece maiores riscos. O problema são os poluentes que originam o fenômeno: se inalados por muito tempo, eles causam náusea, dor de cabeça e doenças respiratórias graves

BANHO PERIGOSO

Os lagos ácidos chegam a ter acidez superior à do vinagre, afetando toda a vida aquática. Os mais atingidos são os peixes: espécies sensíveis, como a truta, desaparecem rápido. No nordeste dos Estados Unidos, existem lagos ácidos sem um único peixe

Nota do Blog: O Subtítulo é o título original.

ANAC MANDA FECHAR CINCO PISTAS NO INTERIOR DO ACRE


Roberto Vaz  - A Agência Nacional de Aviação Civil acaba de baixar portaria proibindo pousos e decolagens em cinco aeródromos do Acre – pequenos aeroportos. A partir de hoje as empresas de transportes aéreo de pequeno porte não podem voar para os município de Jordão, Santa Rosa do Purus, Manoel Urbano, Marechal Thaumaturgo e Porto Walter.

A decisão acontece por medida de segurança, segundo a ANAC. As prefeituras destas cidades deixaram de fazer a atualização de procedimento (registro das pistas) junto a agência para os próximos 12 meses.

De acordo com dados extra oficiais das empresas de táxis aéreo, cerca de 45 pessoas deixarão de ser transportadas diariamente destas localidades. Em algumas delas, nesta época do ano, a única forma de chegar ou sair da cidade é por avião, uma vez que faltam estradas e os rios não são navegáveis nesta época do ano.

MESMO CORRENDO O RISCO DE VOLTAR A ALAGAR, MINISTRO NÃO GARANTE ELEVAÇÃO DA BR-364


Ministro também falou da construção da ponte sobre o Madeira.




Gina Menezes - Em entrevista coletiva realizada na manhã de terça-feira (16), na Casa Rosada, o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, informou que a previsão de inauguração da ponte sobre o rio Madeira, que ligará o Acre a Rondônia via terrestre, é para o final de 2016.

O início das obras está previsto para setembro. Na mesma oportunidade, o ministro afirmou que não há previsão orçamentária para elevação do nível da BR-364 para que não haja não seja submersa por uma provável enchente, como a do início de 2014, que deixou o Acre no isolamento por quase 60 dias.

O ministro afirmou que as fundações da ponte sobre o rio Madeira deverão ser instaladas ainda neste mês de setembro. Segundo eles, a obra já foi licitada.

“O canteiro já está sendo instalado, e o desmatamento da área onde será construída a ponte foi feito. Vocês já poderão ver as fundações das obras no final de setembro e no decorrer de outubro”, disse.

A respeito do trecho da BR que foi afetado pela enchente, a única parte prevista é a recuperação, e não a elevação, como chegou a ser cogitado.

Segundo o ministro, não há recursos e tampouco estudos técnicos prontos que permitam a elevação do trecho.

Ainda a respeito da construção da ponte que deverá custar aos cofres públicos R$ 128 milhões, o ministro disse que é uma obra extremamente importante.

“A gente sabe da importância dessa ponte, dessa ligação para o Acre, para Rondônia, e para o acesso ao Pacífico”, frisou.

Vale ressaltar que de acordo com especialistas, o rio Madeira não voltou ao seu nível normal desde a cheia do ano passado. Tem trechos ao longo da BR que a água está há aproximadamente 3 metros do nível da estrada.